Home / Animais / Quais Os Macacos Que Estão Em Extinção No Brasil E No Mundo?

Quais Os Macacos Que Estão Em Extinção No Brasil E No Mundo?

O macaco representa o maior grupo de primatas mamíferos do planeta. Além disso, é o animal que possui o DNA mais próximo ao do ser humano. Algumas espécies de macacos têm mais de 98% de sua carga genética semelhante ao dos seres humanos, como é o caso Macaco Bonobo (Pan paniscus).

Por conta da alta população de macacos em todo o mundo e a diversidade que eles apresentam entre si, são animais considerados em extinção. Muitas espécies de macacos sofrem riscos de desaparecerem da natureza, tanto no Brasil como no mundo.

Vamos, então, saber mais quais os macacos que estão em extinção no Brasil e no mundo?

Quais Os Macacos Que Estão Em Extinção No Brasil?

Calcula-se que no território brasileiro há mais de 100 espécies diferentes de macacos. O Brasil, infelizmente, é considerado um dos países com mais primatas em extinção, de acordo com o Greenpeace, a Sociedade Brasileira de Primatologia (SBP) e outras entidades.

O mico leão dourado é o símbolo, já há décadas, usado para conscientização dos riscos que os primatas brasileiros correm de extinção. O mico leão dourado (Leontopithecus rosalia), atualmente, está protegido em reservas preparadas e cativeiros. Porém, quase desapareceu nos anos de 1980. Ainda está na lista dos macacos que estão em extinção no Brasil.

Mico Leão Dourado
Mico Leão Dourado

Há muitas outras espécies de primatas, porém, que estão em graus diversos de ameaça de extinção no país. Vamos ver quais os macacos que estão em extinção no Brasil? Pelo menos, as espécies que correm mais riscos. As principais espécies desses macacos são (por ondem alfabética):

  • Bugio marrom do Norte: vivem em Minas Gerais, Espirito Santo e Bahia. Estão ameaçados devido ao desmatamento da Mata Atlântica e ao comércio ilegal.
    Bugio Marrom do Norte
    Bugio Marrom do Norte
  • Coatá branco: vivem no Amazonas e em Roraima. A caça ilegal e a baixa taxa de reprodução desses primatas são as principais causas do risco de extinção da espécie.
  • Coatá de testa branca: macacos do Pará e do Mato Grosso. Encontram-se em perigo devido à destruição das matas, caça ilegal e progresso descontrolado.
  • Cuxiú preto: habita o Pará e o Maranhão. A ocupação desordenada dos seres humanos, instalações elétricas em seu habitat natural e a caça ilegal são os principais fatores que coloca esse primata em extinção.
  • Guariba de mãos ruivas: população nativa das regiões do Piauí, Maranhã e Ceará. Perigo frente à destruição de seu habitat natural e queimadas.
  • Macaco prego: espécie que habita o sul do Brasil, sobretudo, Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, se encontra em extinção em virtude do progresso humano desorganizado e caça e comércio ilegais.
  • Macaco prego de crista: espécie que vivem no Espírito Santo, Minas Gerais e Bahia. Extinção: desmatamento e caça ilegal.
  • Macaco prego do peito amarelo: nativos do Sergipe, Minas Gerais e Bahia. Correm riscos de extinção devido à fragmentação das matas, caça ilegal e comércio ilegal.
    Macaco Prego Do Peito Amarelo
    Macaco Prego Do Peito Amarelo
  • Muriqui do Sul: vivem em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A destruição de seu habitat é a principal causa do risco da extinção.
  • Muriqui do Norte: nativo do Espírito Santo, Minas Gerais e Bahia. A fragmentação do habitat e a construção de estradas colocam esses primatas sob risco de extinção.
  • Mico leão de cara preta: espécie que povoa o Paraná e São Paulo. Estão em sério risco de desaparecerem da natureza em virtude da caça e comércio ilegais, além da destruição das matas.
  • Mico leão de cara dourada: povoam Minas Gerais e Bahia. Perigo de extinção: destruição do habitat natural pela exploração de carvão e lenha e construções para pastagem de bovinos, além da caça e comércio ilegal de filhotes.
  • Mico leão preto: nativos de São Paulo, correm alto risco de extinção pelo desmatamento da Mata Atlântica, progresso descontrolado e caça ilegal.
  • Sagui bicolor: espécie nativa do Amazonas. Suas vidas estão ameaçadas devido a destruição de áreas amazônicas, caça e comércio ilegal.
  • Sagui da serra escuro: vivem no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. É uma espécie altamente vulnerável à caça e comércio ilegal e a destruição de partes da Mata Atlântica.
  • Uacari branco: espécie que povoa a floresta Amazônica. Está sob risco de extinção devido a destruição do habit natural.
    Uacari Branco
    Uacari Branco
  • Uacari vermelho: macacos nativos da região amazônica. A alteração das condições florestais os colocam em perigo de extinção.

Observação: vale ressaltar que a maior parte das espécies de macacos no Brasil são de porte pequeno, portanto, sofrem também o risco de extinção devido ao comércio ilegal, que vende filhotes para serem criados como animais doméstico.

A pena aplicada atualmente no Brasil para a caça, comércio ilegal, maus tratos, destruição do habitat de primatas e outros animais silvestre é de detenção de seis meses a um ano e multa (artigo 29).

Quais Os Macacos Que Estão Em Extinção No Mundo?

De acordo com levantamentos da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), 25 macacos correm sérios riscos de extinção no mundo. Dentro dessas 25 espécies, 2 delas são brasileiras: Macaco caiarara ou Macaco prego (Cebus kaapori) e Guariba marrom do Norte (Alouatta guariba guariba).

Alouatta Guariba Guariba
Alouatta Guariba Guariba

A seguir, você conhece algumas das 25 espécies de macacos mais ameaçadas de extinção em todo o planeta. Confira abaixo:

  • Macaco aranha de cabeça marrom equatoriano: primata em extinção que vive na região oriental do Vietnã e da China. Os principais fatores que colocam em risco esse macaco é a caça e comércio ilegais, devastamento de matas e urbanização ilegal.
  • Tarsier Pigmeu de Sulawesi: primata nativo da Indonésia, em 2018, calculava-se que existiam pouco mais de 600 macacos dessa espécie. Extremamente importante para a cadeia alimentar, esse macaco sofre com a caça e comércio ilegal de sua carne, além dos desastres ambientais provocados pela ação do ser humano.
  • Lêmures: espécies de macacos que vivem em Madagascar, é uma das 3 espécies mais ameaçadas de extinção em todo o mundo.
  • Gorilas: o famoso macaco gigante também configura a lista dos 25 primatas em maior risco de extinção. Devido a destruição de seu habitat natural (florestas africanas), esses macacos encontram dificuldades em sobreviver e se reproduzir. Também são vítimas da caça esportiva (que é ilegal).

Também estão na lista dos 25 macacos em extinção no mundo: Varecia rubra, Indri indri, Nyceticebus javanicus, entre outros.

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *