Home / Animais / Pulga do Cão: Características, Nome Científico e Fotos

Pulga do Cão: Características, Nome Científico e Fotos

Os cachorros, pelo fato de estarem sempre perto das pessoas, são muito queridos pelos seres humanos. Assim, qualquer ameaça a esses animais já pode ser capaz de movimentar bastante os donos. É o que acontece em relação às pulgas, por exemplo, que sugam o sangue dos cães de forma covarde.

Parasitas que são, as pulgas de cães podem até mesmo, em último caso, criar um cenário em que o cachorro morra. Assim, é essencial conhecer mais a respeito das pulgas para compreender ao certo como matar esse tipo de parasita. Vale lembrar que as pulgas não voam, mas são capazes de pular muito alto, então é fácil para esses insetos chegar ao pelo dos cachorros. Além disso, as pulgas saltam de um cão para o outro, gerando inúmeros problemas para os animais.

É possível que a pulga fique, também, em outros mamíferos. Dessa maneira, gatos e outros animais com pelos podem sofrer gravemente com a presença de pulgas. Assim, se você deseja saber mais sobre o modo de vida das pulgas, além de entender as características desse animal e qual é o seu nome científico, veja as principais informações sobre o inseto logo abaixo.

Características e Nome Científico das Pulgas

As pulgas são chamadas cientificamente de Siphonaptera, que é a ordem a qual esse animal pertence. Dessa forma, a pulga é um parasita que sobrevive, quando adulta, de puxar o sangue dos mamíferos. Os principais ataques costumam acontecer aos cachorros, que são mais fáceis de agredir.

Dessa forma, por conta da pelagem alta na grande maioria dos casos, os cães tendem a sequer ver as pulgas. Os membros da ordem Siphonaptera costumam ter cerca de 3 milímetros de comprimento, além de ser revestido por uma camada lisa que facilita a movimentação desse animal. Assim, as pulgas podem se movimentar com extrema facilidade, sobretudo quando já presentes nos cachorros.

Siphonaptera

O animal costuma se prender ao cão a partir das suas fortes garras, que tornam a pulga bastante resistente, mesmo quando o cachorro se bate para retirar o inseto do pelo. Porém, ainda que muitos pensem que as pulgas da ordem Siphonaptera tenham asas, a grande verdade é que isso não acontece. Na verdade, o grande diferencial das pulgas é a capacidade de salto muito elevada. Portanto, a pulga consegue pular entre os diferentes hospedeiros, mesmo que não seja capaz de voar.

Pulga Pulex Irritans

A Pulex irritans é um tipo de pulga da ordem Siphonaptera, sendo a mais popular em todo o Brasil. Assim, acredita-se que o inseto tenha origem na América do Sul, onde se fazia presente em porcos-da-índia e também em outros mamíferos. Em linhas gerais, a Pulex irritans pode chegar a qualquer tipo de mamífero com pelos.

Assim, pessoas também podem sofrer com os ataques desse tipo de pulga. Porém, o mais natural é que os animais domésticos sejam atacados – em larga escala – pela Pulex irritans. Nos seres humanos, o mais comum é que os ataques da Pulex irritans sejam capazes de gerar dores e inflamação local. Além disso, o incômodo de ter a Pulex irritans caminhando sobre o seu corpo pode ser muito grande. Todavia, há outros animais que sofrem muito mais com essa pulga. No caso, macacos, cachorros, gatos e outros mamíferos menos capazes de se defender podem sofrer muito com a Pulex irritans.

A grande forma de acabar com esse animal se dá a partir de uma boa higiene, então é necessário tomar banho com frequência e até mesmo fazer uso de algumas substâncias para matar a Pulex irritans. Como os animais selvagens não possuem isso e alguns domésticos também não, a Pulex irritans se propaga com facilidade e se mostra uma ameaça séria.

Ciclo de Vida da Pulga

Antes de tudo, é necessário deixar claro que existem cerca de 59 espécies de pulgas no Brasil e grande parte delas ataca os cães domésticos. Dessa maneira, não é possível saber ao certo qual tipo é o responsável por atacar o seu animal de estimação.

O ciclo de vida da pulga é bastante constante, não dependendo muito de qual espécie está em análise. Dessa forma, o mais comum é que o animal passe por: ovo, larva, pupa e chegue até a fase adulta. O tempo que a pulga fica em cada uma dessas fases pode variar muito, o que depende da espécie em questão.

Ciclo de Vida da Pulga

Em média, o mais natural é que uma pulga comece a colocar os ovos cerca de 40 horas depois de sugar o sangue pela primeira vez. Esse animal pode colocar de 20 a 35 ovos por dia, o que depende também da espécie. No tempo em que vive, cerca de 115 dias, um exemplar de Pulex irritans, por exemplo, pode colocar cerca de 2 mil ovos. Portanto, quanto mais rápido você puder acabar com a praga das pulgas, mais fácil será fazer isso.

Pulgas Gostam de Mamíferos

Os cachorros são muito visados pelas pulgas, mas não são os únicos. Na verdade, qualquer mamífero pode ser atacado pelas pulgas com facilidade, já que esses animais preferem parasitar seres assim. Portanto, pessoas, gatos, macacos, cachorros e outros tipos de mamíferos são atacados com muita frequência pelos mais variados tipos de pulgas que existem em todo o mundo.

Na verdade, cerca de 94% dos indivíduos parasitados por uma pulga ao longo de sua vida são mamíferos. Isso quer dizer que as pulgas, em geral, têm em seu grupo de alvos apenas 6% de animais que não são mamíferos. Por isso é tão importante dar banho no seu cachorro com frequência, além de lavar os locais que o animal mais gosta de ficar. Essa é uma forma de evitar que as pulgas ou outros tipos de parasitas possam atacar o cão, já que a probabilidade é muito grande.

Calcula-se, ainda pelo mesmo estudo, que apenas 5% das aves são atacadas pelos insetos em questão, além de 75% dos roedores. Tudo isso ajuda a mostrar o quanto as pulgas podem ser perigosas, algo que independe da sua espécie ou da região em que possui origem. Portanto, trate de criar todas as condições para manter o seu animal de estimação longe delas.

Veja também

Reprodução do Tracajá: Filhotes e Período de Gestação

Os cágados têm entre eles, um ilustre exemplar chamado Tracajá – encontrado em bacias hidrográficas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *