Home / Animais / Porco Doméstico Mangalitsa no Brasil: Características e Fotos

Porco Doméstico Mangalitsa no Brasil: Características e Fotos

No Brasil temos uma grande cultura de alimentação consumindo carne animal. Apesar de termos uma vasta variedade, as que mais consumimos de forma geral por todo o território é a carne de frango, boi e porco. Estamos acostumados a ver fazendas grandes e pequenas com suas criações de porcos, com diferentes técnicas para a criação e abatimento.

Normalmente, esses porcos tem sempre uma mesma aparência e resultam em diversas carnes que vão para as mesas das pessoas. Entretanto, o que muitos não sabem, é que existem diversas raças de porcos ao redor do mundo, e cada uma possui características bem diferentes uma da outra. Tanto em sua aparência física, quanto na questão de sua carne.

Uma das raças que por muito tempo foi considerada da realeza, mas hoje em dia caiu muito é a dos porcos mangalitsa. Eles chegaram há não muitos anos no Brasil, e causaram muito por serem completamente diferente das espécies que temos por aqui. E é sobre eles que iremos falar no post de hoje, contando um pouco mais sobre suas características, nicho ecológico, habitat e muito mais, tudo isso com fotos! Continue lendo para descobrir mais sobre esse animal tão fascinante.

Características Físicas do Porco Doméstico Mangalitsa

O mangalitsa, também conhecido como mangulica, mangalica e até mangaliza, é um dos porcos bem diferenciados do que estamos acostumados a ver. Essa raça de porco tem sua origem nos Bálcãs e na Hungria, sendo descendente direto dos javalis selvagens, assim como outros porcos como o porco negro ibérico.

A primeira coisa que podemos notar de diferença entre eles e outras raças é a sua pelagem. Quando pensamos em porcos, sempre o imaginamos pelados e de coloração meio rosada, mas os mangalitsas são diferentes. Sua pelagem é bem grossa, com uma coloração que pode ser amarela, preta ou até mesmo vermelha. Os mais comuns são os amarelos, enquanto que os mais raros são os de cor avermelhada. Além disso, ela é bem encaracolada, fazendo dele o único porco com esse tipo de pelagem no mundo.

Outra diferença é em relação a sua estrutura óssea, que é considerada uma das mais fortes entre outras espécie. Mas ainda assim, não deixa de ser um esqueleto suave. Sua pele por baixo da pelagem é um preto meio acinzentado, e as tetas e os cascos são completamente pretos. A fêmea pode ter de 10 a 12 mamilos.

Porco Doméstico Mangalitsa - Fêmea
Porco Doméstico Mangalitsa – Fêmea

Na parte inferior da orelha, é possível encontrar uma mancha bastante brilhante, medindo cerca de 2,5 centímetros de diâmetro. Essa mancha é chamada de “mancha de Wellmann”. A raça é adaptável às pastagens montanhosas e às baixas temperaturas, além de ser bem resistente a doenças e ao estresse.

Nicho Ecológico e Habitat do Mangalitsa

O habitat de um ser vivo é basicamente o local em que ele é encontrado, ao pé da letra, onde ele habita. Como falamos anteriormente, os mangalitsa são originados da Hungria e dos Bálcãs. A raça foi desenvolvida a partir de um cruzamento entre antigos tipos de porcos húngaros selvagens e uma raça de origem sérvia. O desenvolvimento ocorreu na Hungria logo no começo do século 19.

Mulher Dando o de Comer a Dois Porcos Domésticos Mangalitsa
Mulher Dando o de Comer a Dois Porcos Domésticos Mangalitsa

Depois de formar um porco gordo e que tinha um crescimento rápido, sem precisar de muitos cuidados especiais, ele entrou em disparada na popularidade. Tanto que em 1927, foi criada a Sociedade Nacional de Criadores de Porcos Gordos, para ajudar a aprimorar a espécie. Até os anos 50, ela foi a mais importante raça de porco do país, mas depois disso, sua popularidade foi caindo assim como a sua população. Há vários motivos, como a criação dos refrigeradores e também a consciência de um consumo de alimentos mais saudáveis.

Depois de um tempo, uma boa parte desses porcos passaram a existir na Áustria. Somente no ano de 2006 houve uma importação de mangalitsas para o Reino Unido, e depois em 2007 para os Estados Unidos, ambas enviadas da Áustria. No Brasil, chegou um bom tempo depois, mas não ficou tão popular assim. Hoje em dia, criar mangalistas é um hobby de pequenos fazendeiros, e até pessoas com fazendas e sítios que querem tê-los como animal de estimação. Seu comportamento é bem calmo e dócil, sendo mais fácil de cuidar e domesticar do que outras espécies.

O mangalitsa tem pouca carne magra e por isso que veio perdendo gradualmente sua posição, sendo substituído por raças domésticas mais modernas. Antigamente, sua carne era guardada somente para a realeza. Sua alimentação consiste normalmente em uma mescla de pasto selvagem, junto com alguns legumes, como batatas e abóboras.

O produto primário feito da carne desse porco é a salsicha, que é embalada no duodeno (intestino) do porco. A carne é temperada com sal, pimenta, páprica e outros temperos, depois servida em fatias junto com vegetais em conserva. Também como produto temos o chucrute, além de presunto defumado. A carne fresca tem um sabor bem forte e suculento, devido a grande quantidade de gordura. E por último, sua pelagem também é utilizada como lã.

Fotos do Porco Doméstico Mangalitsa

Para você entender um pouco mais sobre como esses porcos realmente são diferentes, é preciso que você veja algumas fotos deles. Note como são bem maiores e peludos do que os que estamos acostumados.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre os porcos mangalitsa e suas características gerais, além de seu nicho ecológico e habitat. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em responde-las. Leia mais sobre raças de porcos e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Quanto Custa um Elefante? É Possível Ter um Legalizado?

Os elefantes estão no seleto grupo de animais que praticamente todos os seres-humanos têm interesse …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *