Home / Animais / Por Que o Lobo Guará Está em Risco de Extinção? E Como Ajuda-lo?

Por Que o Lobo Guará Está em Risco de Extinção? E Como Ajuda-lo?

Ao pensarmos em lobos, já temos uma imagem preparada em nossas mentes. Normalmente pensamos em lobos grandes, ferozes e que vivem em lugares frios, como na Antártida e Canadá, certo? Entretanto, apesar de realmente a maioria viver nesses lugares no Hemisfério Norte, é possível encontrar uma espécie diferente.

Chamado de Lobo Guará, ele é muito conhecido aqui no Brasil. Talvez não seja tão comum assim para todos, mas é muito importante para nossos ecossistemas e conta muito nossa história. Ele é endêmico da América do Sul, podendo ser achado em outros países por aqui. O problema, é que ele está em uma lista muito ruim para os animais.

O Lobo Guará está em risco de extinção, e perde-lo fará com que a gente perca uma grande parte da nossa história de fauna brasileira. Por isso, no post de hoje iremos falar um pouco mais sobre esse animal. Contando os motivos do porque ele estar em risco de extinção e como podemos fazer para ajuda-lo.

Características do Lobo-Guará

Esse lobo pode ser facilmente confundido com o lobo vermelho que costuma ficar na América do Norte. Por terem um tamanho parecido e a pelagem praticamente igual, são fáceis de haver essa confusão. Entretanto, seus hábitos e diferenças físicas são uma grande ajuda para diferencia-los.

O lobo guará tem uma pelagem bem avermelhada, junto com algumas manchas mais escuras na parte da nuca e nos ombros. Nesses locais das manchas, os pelos tendem a serem um pouco mais longos do que no resto do seu corpo. Um fato interessante, é que em momentos em que é preciso mostrar que ele é o alfa, seja para outros lobos ou para adversários no combate eles utilizam uma tática com os pelos. Fazem com que eles fiquem eriçados, parecendo ser um tipo de crina, o que mostra superioridade.

Seu focinho é de cor escura também, em um marrom bem escuro ou preto. As únicas partes claras desse animal são o interior de suas orelhas e a ponta das caudas, que são brancas. Com pernas compridas para dar agilidade e força, esse animal pode chegar a pesar mais de 30 quilogramas quando adulto.

Eles não costumam andar muito em grupos como algumas outras espécies de lobos. Preferem viver em par ou sozinhos, juntando-se com outros somente no período reprodutivo, que vai de março a junho. Após engravidar, a fêmea demora de 68 a 70 dias para dar luz, a normalmente 4 a 6 filhotes. Logo quando pequenos já são ensinados a caçar e correr para sobreviver.

Sua alimentação é onívora, ou seja, que se alimenta tanto de vegetais quanto de outros animais. Podem comer desde roedores, até aves de médio porte, raízes e frutos. Ele é até ajudante em espalhar sementes de frutas através de suas fezes. Suas pernas longas e resistentes são necessárias para conseguir pular e caçar aves, e correr atrás de outros animais maiores.

Por Que o Lobo Guará Está Em Risco de Extinção?

Mas afinal das contas, por que exatamente esse lobo está em risco de extinção? A ICMBio, avaliou e disse que ele está bem vulnerável e que é preciso o quanto antes medidas serem tomadas para ajuda-lo.

O principal motivo de sua diminuição é a destruição de seu habitat. Com a necessidade de mais espaço tanto para cidades quanto para a agropecuária, acabam destruindo seu habitat, suas florestas. Com isso, eles acabam ficando mais próximos dos humanos, piorando seu estado devido aos atropelamentos que acontecem muito no Brasil.

Isso tudo também porque o Cerrado, local que os lobos guará se encontram, é considerado o bioma com menos proteção, mesmo que seja de extrema importância quanto a sua biodiversidade. Por causar certo receio, as pessoas também tendem a machuca-los e matá-los por se sentirem ameaçadas. Entretanto, o lobo guará é completamente solitário e não costumam atacar a não ser que se sintam ameaçados.

Casal de Lobos Guará
Casal de Lobos Guará

No Uruguai, eles também estão na lista de prioridade para conservação. Países como Argentina, Bolívia e Paraguai não possuem uma certeza quanto a sua população, mas estão seguindo os passos dos outros países e criando medidas para ajudar na preservação desse animal. Não há índices da existência de uma população em outros países fora da América do Sul de lobos guará.

Como Ajudar o Lobo Guará?

Agora que entendemos melhor o motivo pelo qual o lobo guará está sofrendo e desaparecendo lentamente, é importante que saibamos maneiras de ajuda-lo e como já existem organizações e pessoas tomando todos os cuidados possíveis para evitar que o lobo guará seja completamente extinto.

Um exemplo é o abrigo no Parque Nacional da Serra da Canastra, localizado no sul de Minas Gerais. Lá, a equipe Terra da Gente junto com pesquisadores biólogos, utilizam do espaço para manter espécimes protegidas e monitoradas. Tratados como amigos e totalmente respeitados, é assim que eles acreditam que possam restaurar e proteger essa espécie.

Acredita-se que hoje existem pelo menos 160 lobos sendo mantidos e cuidados por essa equipe. Mantendo os salvos e completamente protegidos de catástrofes naturais e de desastres provocados pelo próprio homem. Mesmo assim, eles tem um problema em conseguir fazer com que os lobos se reproduzam quanto estão em cativeiro, dificultando um pouco o aumento da população.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre essa espécie de lobo e de como é realmente necessário ajuda-la em um momento tão complicado. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e suas dúvidas, ficaremos felizes em responde-las. Leia também outros posts sobre espécies de lobos e outras áreas da biologia aqui no site!

Veja também

Top 10 Raças de Cachorros Mais Cheirosos Que Existem?

Há ocasiões em que os cães amados emitem odores desagradáveis, e isso é especialmente verdadeiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *