Home / Animais / Polvo-Comum: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

Polvo-Comum: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

Os polvos são animais que costumam chamar muito atenção pelas suas características peculiares como, por exemplo, a capacidade de liberar uma tinta para enganar os seus predadores. São animais que não costumam viver em bandos, mas que possuem uma inteligência invejável! No artigo de hoje vamos falar um pouco sobre o polvo-comum. Vamos conferir?

Características do Polvo-Comum

O polvo-comum possui o nome científico de octopus vulgaris e vive em águas salgadas. Eles adoram se esconder entre as pedras e fazem disso um excelente recurso para enganar os seus inimigos. Sua alimentação é basicamente formada por crustáceos, peixe e alguns animais aquáticos invertebrados. Com a sua visão é possível destingir algumas cores e a estrutura ocular possui semelhanças com as dos seres humanos.

A principal característica dos polvos é a presença de pés que ficam fixados na sua cabeça, o que inclui esses animais no grupo dos chamados cefalópodes. Esses tentáculos possuem grande capacidade fixação e são essenciais para capturar as presas e também para a locomoção dos polvos.

Os moluscos não possuem esqueleto e o seu corpo é bem mole. São animais espertos que possuem a capacidade de se esconder entre rochas e vegetação marinha e podem chegar a medir mais de dois metros. Mas é a liberação de uma tinta de cor escura que pode ser considerada a característica mais curiosa desse tipo de animais: tendo em sua composição a melanina, a tinta também possui um cheiro que auxilia ainda mais o polvo a confundir e fugir dos seus predadores.

Engana-se quem pensa que as travessuras do polvo acabam por aí. Ele também é capaz de se camuflar alterando a cor de sua pele. Assim, ele altera a sua coloração conforme seja mais conveniente para obter sucesso na sua camuflagem

Reprodução do Animal

Os polvos são animais que não costumam viver em grupos, com exceção, da época que realizam a sua reprodução e saem em busca deum parceiro.  O acasalamento pode durar muitos dias e começa com a liberação de um hormônio pela fêmea para informar aos machos que ela se encontra no período fértil. A reprodução desses indivíduos é do tipo sexuada.

Diversos machos podem copular com a fêmea durante todo esse processo e os espermatozoides são inseridos por meio de um braço específico do polvo. O molusco tem um ciclo de reprodução muito curioso, pois os indivíduos machos morrem logo após a cópula.

A fêmea pode colocar mais de cem mil ovos no seu ninho e permanece na vigília para que nenhum predador destrua os ovos. Em um trabalho muito duro, a fêmea também controla circulação de água para oxigenar os seus ovos e permanece durante todo esse período sem se alimentar. Assim, logo após a eclosão das larvas, a polvo fêmea acaba morrendo.

Filhote de Polvo
Filhote de Polvo

Depois de saírem dos ovos (o que pode acontecer em até oito semanas), as larvas crescer durante um tempo e alimentam-se de plâncton e demais animais disponíveis. Elas ficam por um bom tempo sendo carregadas pelas correntes do mar pois são muito pequenas e apenas poucas sobrevivem se tornando polvos adultos. Quando maiores os polvos preferem ficar nas profundezas dos oceanos.

Curiosidades Sobre o Polvo-Comum

Você sabia que o polvo possui três corações? Inacreditável, não é? Vamos conferir outras curiosidades sobre esse animal tão interessante? Veja:

  • Em algumas espécies de polvo é comum o canibalismo.
  • Cada indivíduo só reproduz uma vez na vida, já que logo após a cópula os machos acabam morrendo. Já as fêmeas morrem por desnutrição ao cuidarem por meses dos seus ovos no ninho.
  • Os polvos só se encontram acompanhados de indivíduos da mesma espécie durante o período do acasalamento.
  • Seus tentáculos são essenciais para o efetivo deslocamento no fundo do mar.
  • Possuem oito pés.
  • Não costumam atacar mergulhadores e até as espécies maiores não oferecem ameaça para os seres humanos.
  • Suas ventosas são fortes e aderem com muita força em vários tipos de superfícies e animais.
  • Uma curiosa técnica de fuga do polvo é quando ele acaba “soltando” um de seus braços quando atacado pelos predadores. Isso acontece para distrair os inimigos e não oferece nenhum problema para a saúde do polvo, já que ele possui um sistema de regeneração incrível.
  • Uma espécie de polvo conhecida como polvo mímico pode se camuflar e imitar diversos animais como moreias e cobras do mar. Também conseguem se “transformar” em rochas e plantas aquáticas. Incrível, não é mesmo?
  • São animais superinteligentes e possuem um cérebro com alta complexidade e semelhanças com o cérebro de alguns animais vertebrados.
  • Existem mais de trezentas espécies de polvo em todo o planeta.

Ficha Técnica do Polvo-comum

Para encerrar nosso artigo preparamos um resumo sobre as características dessa espécie. É só conferir logo abaixo!

Pertencem à classe dos Cefalópodes e à ordem dos Octópodos.

Seu nome científico é octopus vulgaris.

Os polvos podem chegar a pesar dez quilos.

Não possuem esqueleto interno ou espinha dorsal.

Possuem como principal sistema de defesa a possibilidade de se camuflar. Também podem liberar uma tinta escura para despistar os inimigos.

A visão e o tato dos polvos são bem desenvolvidos. Eles podem, inclusive, identificar algumas cores.

Tem como habitat natural o fundo do mar. Alimentam-se de alguns peixe e crustáceos. Os seus principais predadores são o tubarão, peixes grandes e também os seres humanos.

Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e não deixe de acompanhar no Mundo Ecologia novos conteúdos sobre os animais marinhos.  Aproveite e nos deixe um comentário, sugestão ou dúvida!

Veja também

Quanto Tempo Após o Nascimento Pode Dar Banho no Cachorro?

Ter um filhote canino em casa é sinal de bagunça, brincadeira e correria. Por conta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *