Home / Animais / Pinguim-Imperador: Características, Nome Científico e Fotos

Pinguim-Imperador: Características, Nome Científico e Fotos

Os pinguins possuem uma relação de muita proximidade em relação aos seres-humanos, muito pela sua capacidade de demonstrar amor e externar o seu afeto, algo que os torna quase irresistíveis. Partindo dessa boa relação, muitos estudos são desenvolvidos para conhecer melhor esse animal marinho que tanta apaixona o homem. Aves oceânicas do Hemisfério Sul, os pinguins vivem sob temperaturas que variam dos 7 graus Celsius aos 25 graus Celsius, chegando a pesar 37 quilos e a medir 1,2 metros de altura. Porém, se você ainda não sabe, existem diversas espécies de pinguins, mais precisamente algo em torno de 17 ou 18 tipos – o número exato gera discussões entre os especialistas até hoje.

Os pinguins são aves, mesmo que não pareça à primeira vista. Longe dos padrões típicos de uma ave, levando em conta que não voam e sequer apresentam penas longas e esbeltas, os pinguins são ainda animais marinhos e típicos do Polo Sul, ambos detalhes muito anormais no cotidiano da maioria das aves. Os pinguins são animais que vivem em colônias ou bandos, convivendo de forma amigável com predadores muito maiores que eles, tais como o temível urso polar e o leão marinho. Em maior número na Antártida, há ainda espécies de pinguins que vivem em outras áreas do planeta Terra, seja por interferência humana com o intuito de criá-los em cativeiro ou livres no habitat.

A Forma de Vida dos Pinguins

Ademais, os pinguins vivem sob temperaturas baixas, que variam dos 7 graus Celsius até aproximadamente os 25 graus Celsius em condições normais. Sob temperaturas mais elevadas, os pinguins até podem sobreviver, mas seu metabolismo começa a ser afetado negativamente e as chances de morte aumentam progressivamente. Porém, ao contrário da sabedoria popular, não só de frio vivem os pinguins, sendo algumas espécies incapazes de viver sob temperaturas negativas, podendo até chegar à morte por hipotermia em casos extremos.

Assim, um detalhe bastante curioso no universo dos pinguins é o quanto eles podem ser carinhosos e amigáveis com o ser-humano, desde que perceba sinais de confiança mútua e note também sinais de carinho vindos dos seres-humanos. Quando se dá essa ligação recíproca entre homem e pinguim, o animal marinho costuma apresentar sinais muito interessantes de amor e companheirismo, chamando a atenção o quanto eles são capazes de demonstrar afeto de todas as formas e se relacionar de maneira amorosa. Isso faz com que, desde que em locais adequados para tal, a visitação a pinguins seja um grande atrativo para famílias inteiras de todas as partes do mundo.

Fora isso, os pinguins apresentam em seu corpo estruturas especializadas para a natação, o que os torna ótimos caçadores de pequenos peixes e outros animais marinhos. Além disso, a sua movimentação se dá através da propulsão gerada pelas asas, que empurram os pinguins para frente no mar. Ainda na água, os pinguins são capazes de permanecer submersos durante vários minutos initerruptamente, além de atingirem velocidades muito elevadas quando se propõem a nadar.

Dessa forma, os pinguins são divididos em mais de 16 espécies diferentes, que apresentam características únicas e possuem detalhes exclusivos. Uma dessas espécies é a de Pinguim-Imperador, que se caracteriza principalmente pelo tamanho robusto e por ser o maior pinguim do mundo.

Pinguim Imperador Características

Abaixo, conheça um pouco sobre o grandioso Pinguim-Imperador.

Características Gerais do Pinguim-Imperador

A espécie que ocupa a posição de maior pinguim do mundo é a de Pinguim-Imperador, que, como o nome já diz, possui preponderância sobre outras espécies de pinguins e sobre muitos dos animais marinhos que compõem a vida animal da Antártida. O Pinguim-Imperador, de nome cinetífico Aptenodytes forsteri, chegam a medir até 1,22 metros de altura e a pesar até 37 quilos, o que os torna também a espécie de pinguins mais pesada do planeta.

Por ser tão resistente devido ao tamanho diferenciado, o Pinguim-Imperador consegue até mesmo sobreviver ao agressivo inverno da Antártida, algo que outros animais são absolutamente incapazes – as fêmeas não conseguem suportar as temperaturas tão baixas, mas os machos se mantém no Polo Sul mesmo com tamanho frio.

Sobre a alimentação, o Pinguim-Imperador consome krills, peixes pequenos e lulas, tal como muitos outros pinguins estruturam a sua dieta básica. Porém, a diferença para outros tipos de pinguins é que os imperadores pescam em profundidades muito grandes, chegando até os 250 metros abaixo do nível do mar para buscar alimentos. Já em relação à reprodução, há um detalhe característico da espécie: quem cuida do ovo materno é o macho, enquanto a fêmea passa o inverno em áreas mais quentes da região.

Em termos de morfologia, o Pinguim-Imperador se caracteriza por uma plumagem bastante colorida, sendo cinza-azulado na região das costas, branco na área do abdômen e preto na cabeça e nas barbatanas. A espécie também apresenta uma faixa alaranjada ao redor dos ouvidos, algo que chama bastante a atenção e é um dos principais motivos pelos quais essa espécie de pinguim é tão famosa, chegando até mesmo a aparecer em filmes de Hollywood. Sim, pois nos populares filmes “A Marcha dos Pinguins” e “Happy Feet” os protagonistas são da espécie Pinguim-Imperador.

Onde Vive o Pinguim-Imperador

O Pinguim-Imperador vive ao redor da região antártica, sempre buscando calotas de gelo estáveis para realizar o processo de reprodução. Pela necessidade de caça, é preciso estar próximo à costa, o que faz com que os pinguins dessa espécie jamais se afastem mais do que 18 quilômetros em direção ao interior. O Mar de Ross e a Ilha Coulman, ambas localizações próximas à Nova Zelândia, são dois dos locais que mais abrigam representantes da espécie Pinguim-Imperador, embora a Austrália também sirva como lar para muitas colônias.

Comportamento do Pinguim-Imperador

O Pinguim-Imperador é um animal social, que vive em grupo, as chamadas colônias de pinguins. Os machos possuem mais capacidade de natação do que as fêmeas, também suportando melhor as quedas bruscas de temperatura. Porém, em relação à caça, ambos são capazes de nadar até 500 quilômetros para longe da costa em busca de alimentos, o que torna a área de cobertura do Pinguim-Imperador extremamente grande.

Já como forma de se defender do frio, o Pinguim-Imperador forma grandes agregados compactos, que mantém o calor dos corpos e evita a perda de temperatura interna.

Veja também

Como Cuidar de um Bull Terrier Filhote: Cuidados e Doenças

Os primeiros exemplares do Bull Terrier eram todos brancos e se originaram na Grã-Bretanha por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *