Home / Animais / Pinguim de Humboldt: Características, Nome Científico e Fotos

Pinguim de Humboldt: Características, Nome Científico e Fotos

Pinguins são animais populares e conhecidos. Já representados em animações e filmes, portanto muitos conhecem e sabem suas principais características. Vamos conhecer melhor?

Muitos não sabem, mas o pinguim é um tipo de ave. Porém é uma ave que possui asas, que servem como barbatanas e não voam. Os pinguins podem ser encontrados em regiões muito frias. São ótimos nadadores e ótimos caçadores.

São os animais que apresentam a fauna locais muito frios, podem sobreviver perto de geleiras, mar congelado, icebergs etc.

Há várias espécies de pinguins, seus comportamentos e hábitos são semelhantes.

O Pinguim de Humboldt

Essa espécie de pinguim é nativa da América do Sul, para sermos mais precisos, são localizados no Peru e no Chile.

O nome dessa espécie deriva do Alemão Friedrich Wilhelm Heinrich Alexander von Humboldt, ele era naturalista, explorou a América do Sul durante anos, estudando espécies de um ponto científico.

Assim como outras espécies de pinguim, são aves. Podem medir até 50cm de altura e suas cores são branco e preto. Para uma caracterização mais específica, há uma linha branca desde o pescoço, atravessa a face e acaba do outro lado. As patas são cinza-escuro, e o comportamento assemelha-se a qualquer outra espécie de pinguim.

Pinguim de Humboldt

Habitat dos Pinguins

Analisando uma colônia de pinguins é possível encontrar muitas espécies dividindo o mesmo território. Por serem aves sociáveis, suas colônias podem chegar aos milhares cuidando sempre uns dos outros e dificultando o ataque de possíveis ameaças.

Entre essas colônias é possível ter também formações de ‘creches`, isso é, pinguins filhotes agrupados e os pais vigiando. Todos juntos. Isso também dificulta a chegada de predadores.

Diferente do que vemos na TV em filmes, em animações, ou até fotos, os pinguins nem sempre vive na neve. Existem espécies que vivem em lugares mais quentes. Mesmo assim, o corpo do pinguim é equipado e preparado para baixas temperaturas.

Pinguins são conhecidos por serem animais desengonçados em terra firme, porém, por outro lado, são exímios nadadores. Por isso instalam e criam suas colônias sempre perto do mar. Seus pés são pequenos em relação ao corpo e isso pode atrapalhar em suas caminhadas no solo, porém no mar suas barbatanas e corpos são projetados para mergulhos velozes e certeiros. Isso os auxilia na caça.

Reprodução do Pinguim

A reprodução do pinguim tem algumas etapas que devem ser respeitadas. O pinguim é um animal monogâmico e sua escolha de acasalamento inicia-se na corte.

O ninho do pinguim é feito com pequenas pedrinhas. Quando uma fêmea aceita uma pedrinha de um macho isso significa que os dois são escolhidos, um pelo outro, para realizarem o acasalamento. Esse par de pinguins ficarão juntos para o resto da vida.

Isso significa que em todas as vezes que a fêmea tiver pronta para acasalar o mesmo macho será responsável por isso também.

Os períodos de acasalamento diferem dependendo da espécie do pinguim, algumas podem acasalar durante o ano todo e reproduzir durante todo esse período, outras tem determinadas estações e templos para reproduzir. Após o ajuntamento do casal, a fêmea põe ovos, e assim que ela o põe o ovo pode demorar de 35 a 60 dias até eclodir.

Depois desse período, macho e fêmea se revezam para chocar o ovo. O pinguim é um dos únicos animais em que os dois são responsáveis pelos cuidados aos ovos. Portanto nesse tempo os pais revezam para caçarem e se alimentarem. O ovo nesse período nunca fica sozinho está sempre com o pai ou a mãe o protegendo.

Perto do nascimento do filhote, o pinguim macho faz o acompanhamento minucioso e cuidadoso. Portanto quem está lá na hora do nascimento é o pai. A fêmea, por outro lado, é responsável por viajar e conseguir alimento para o filhote. Lembrando que é um filhote e precisa de nutrientes antes que sinta fome, portanto, a fêmea deve caçar o suficiente para ela e para seu filhote.

Sistema Digestivo do Pinguim

Mas como ela poderá trazer tanto alimento assim? A resposta está no sistema de digestão dos pinguins. A fêmea ingere o suficiente para alimentar a ela e também suficiente para dar a seu filhote. Seu corpo tem um compartimento preparado para isso.

Há um esôfago prontamente capacitado para a comida que será destinada aos filhotes. Entre esses alimentos se encontram pequenos peixes, animais invertebrados, crustáceos, krills e plâncton.

Filhote nascido e alimentado, agora seus pais ficam sempre atentos e cuidando até que o pinguim filhote faça a primeira troca da pelugem.

Depois essa troca e depois de atingir o tamanho de seus pais o filhote está pronto para a vida isolada então é ensinado a nadar, caçar e viver sozinho.

Ameaças ao Pinguim de Humboldt

Há duas principais ameaças sofridas pelos Pinguins de Humboldt. A caça feita por pescadores que todos os anos pescam milhares de pinguins. Além disso, um fenômeno chamado El Niño ameaça os pinguins. Esse fenômeno acontece quando uma massa de água fria recebe jatos de agua quente.

Essas duas causas colocaram os Pinguins de Humboldt em ameaça de extinção.

Há cada vez mais espécies importantes para o ecossistema que são ameaçadas por atitudes erradas de nós, humanos.

Curiosidades Sobre os Pinguins

  • Seus principais predadores são tubarões e leões marinhos;
  • Os pinguins podem se comunicar entre si com sons e gestos, assim que nascem os filhotes já se comunicam com as mães pedindo por alimento;
  • Periodicamente alguns pinguins aparecem no Brasil, sempre desnutridos pois são os que se perderam de suas colônias;
  • Os pinguins ficam com seus parceiros até o resto da vida, quando escolhem seus parceiros, os mantém para sempre;
  • Como são lentos ao andar, usam seus corpos para deslizarem na neve;
  • Um pinguim nadando pode atingir até 40km/h;
  • Os pinguins aguentam temperaturas muito frias;
  • O corpo dos pinguins produz um óleo que impermeabiliza sua pelugem e penas;
  • Estão entre o grupo de aves que não voam como avestruz e a ema;
  • Pinguins são exclusivamente habitantes do hemisfério Sul.
  • Podem ficar até 15 minutos debaixo da água, lembrando que não respiram debaixo d’agua;
  • Pinguins podem mergulhar a distâncias tão profundas que são escuros, onde os raios solares não chegam.

Veja também

Sagui-de-Bigode: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

O Sagui-de-bigode (Saguinus myxtax), conhecido também como sagui-da-boca-branca, é uma espécie de macaco do novo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *