Home / Animais / Pinauna Ouriço do Mar: Características, Nome Cientifico

Pinauna Ouriço do Mar: Características, Nome Cientifico

Um animal que muita gente conhece e morre de medo de na praia acabar pisando é o ouriço do mar. O que muitos não sabem é que não existe somente uma espécie de ouriços, e sim várias. Uma delas é a pinauna, ou de forma mais científica, lucunter, encontrada aqui no nosso país. E é sobre ela que iremos falar no post de hoje. Mostraremos um pouco mais sobre suas características gerais e seu nome e classificação científica. Continue lendo para aprender mais sobre esse animal tão pequeno, mas que causa tanto espanto!

Características Gerais da Pinauna Ouriço do Mar

Echinoidea é um nome que veio do grego “echinos” e significa literalmente ouriço. Essa é uma classe de animais que agrupa indivíduos invertebrados marinhos, que possuem um corpo globoso e na maioria das vezes também possuem espinhos em sua estrutura exterior. Nesse grupo, nós encontramos a espécie de lucunter, conhecida popularmente como pinauna. É um tipo de ouriço do mar dessa família de mais de 950 espécies existentes atualmente, sendo uma estimativa de 13 mil espécies já catalogadas (incluindo as extintas).

Seu tamanho fica entre 7 a 15 centímetros de diâmetro, e é uma das espécies maiores do grupo. Ele é um animal bentônico, que significa que eles vivem associados a um substrato do ambiente. No caso, ficam principalmente em rochas no fundo do mar. Apesar de não terem uma grande mobilidade, elas possuem uma característica que os permite ter contato com várias direções do local, isso por causa de sua simetria radial. Possui espinhos que são móveis, e normalmente tem o tamanho de um quinto até a 3 vezes maior que sua carapaça.

A coloração da pinauna varia em diversas cores, podendo encontra-las em amarelo, lilás, preto, branco, marrom e várias outras. Apesar da cor preta ser a mais comum em praticamente todas as espécies de ouriço do mar. Sua movimentação é feita de forma lenta, isso porque eles possuem os pés ambulacrários, que saem diretamente de sua carapaça. Para a movimentação desses pés, existe um tecido conjuntivo, e um sistema vascular aquífero, que é conhecido por sistema ambulacrário. É ali que encontramos seu endosqueleto calcário, que além do sistema, também possui ossículos.

No Brasil, essa espécie é encontrada em regiões do Nordeste, em especial no estado da Bahia. Mas também são vistas no Leste da América Central, no Caribe, Bermudas e outros semelhantes. Preferem zonas entre marés de praias com rochas, ficando normalmente no máximo 40 metros de profundidade. Têm preferência para áreas de arrebentação. É nesse animal que encontramos a conhecida lanterna de Aristóteles, que é um aparelho de mastigação e raspagem interna, com cinco dentes de cor branca que ajudam na hora da alimentação. Sua alimentação tem dieta baseada em algas e alguns invertebrados, como esponjas e poliquetas. Para se alimentar, ele raspa os dentes nos organismos. Possuem uma enorme quantidade de predadores, incluindo o próprio ser humano, pois suas ovas fazem parte da gastronomia de diversos locais.

Possuem respiração cutânea, e são deuterostômicos. A reprodução desse animal ocorrem de forma assexual. Os pinauna são dioicos, o que significa que o macho somente produz espermatozoide e a fêmea o óvulo, apesar de não apresentar dimorfismo sexual. Para reproduzir, os gametas são jogados no ambiente e com uma atração química, vão até a fêmea para ocorrer a fecundação e haver a formação do zigoto, primeira fase da vida de um ouriço. O desenvolvimento é indireto, e externo até se tornar uma larva equinoplúteo. Ela apresenta braços, mas que somem depois com a metamorfose que sofrem para se tornarem indivíduos adultos.

Pinauna Ouriço do Mar

Assim como suas parentes, as estrelas do mar, o ouriço não possui olhos. No seu corpo todo, há células que são sensíveis à luz, e assim, quando há uma determinada mudança na exposição, eles podem identificar a situação e se esconder em rochas, algas ou outros para escapar de predadores. Nos espinhos da pinauana, que normalmente são roxos ou pretos, há veneno em seu comprimento. Por isso que, assim que você pisar em um espinho, há uma dor bem grande. Se não forem retirados imediatamente após rasgarem a pele, podem causar uma inflamação e erupções cutâneas. Em alguns casos, há necessidade inclusive de cirurgia.

O movimento dos pés ambulacrários permite que eles consigam cavar superfícies de areia de uma forma bem eficiente, e assim fazer um novo abrigo para se esconderem de predadores. Assim, eles são capazes de se enterrar parcialmente ou completamente na areia ou outro sedimento mais mole.

Classificação e Nome Científico da Pinauna Ouriço do Mar

A classificação científica é uma forma que os estudiosos encontraram para dividir animais e plantas em grupos que vão desde os mais gerais até os mais específicos. O último é normalmente seu nome científico, que também pode ser nome binominal ou simplesmente espécie. O nome científico caracteriza-se com o primeiro nome sendo o gênero que aquele organismo faz parte, e o segundo a sua espécie em si. Veja a seguir a classificação científica e seu nome científico do pinauna ouriço do mar:

  • Domínio: Eukaryota (eucariontes);
  • Reino: Animalia (animais);
  • Filo: Echinodermata (equinodermos);
  • Subfilo: Eleutherozoa;
  • Superclasse: Cryptosyviringida;
  • Classe: Echinoidea;
  • Ordem: Echinoida;
  • Família: Echinometridae;
  • Gênero: Echinometra;
  • Espécie, nome binominal, nome científico: Echinometra lucunter.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre a pinauna ouriço do mar, suas características gerais e nome científico. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre ouriços do mar e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Pomada Antibiótica Para Picada de Carrapato. Qual a Melhor?

Mordida de carrapato? Se um dia acontecer, não adianta correr imediatamente para a sala de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *