Home / Animais / Pepino-do-Mar, Curiosidades e Fatos Interessantes

Pepino-do-Mar, Curiosidades e Fatos Interessantes

Fatos Interessantes Sobre o Pepino do Mar

Os Pepinos-do-Mar são animais aquáticos filo equinodermos, pertencentes ao reino Animalia e à classe holothuroidea conhecidos também como holotúrias. Possuem a pele coriácea, corpo cilíndrico, podendo ser encontrados semi-enterrados nos principais oceanos do mundo. Considerada uma espécie exótica por sua aparência, o pepino do mar tem o seu corpo em forma cilíndrica e assim como as estrelas-do-mar, possui os pés ambulacrários, que facilitam a sua locomoção nas entre-marés que habitam se enterrando parcialmente, deixando apenas partes de seus corpos a mostra.

Para muitos, essa espécie de animal aquático é uma das que mais reciclam materiais orgânicos das águas, pois decompõem sua alimentação em pequenas partículas, a consome e depois reciclam o “feedback no ecossistema”. Além disso, uma das curiosidades mais interessantes sobre eles, é que expõem as suas vísceras como uma forma de defesa, seja em face dos climas ambientais desfavoráveis à sua existência ou apenas em face de algum predador.

Com isso, logo após o ato, se regeneram rapidamente, readaptando os seus órgãos internos. Ou seja, nos casos em que são acuados por seus predadores, existe a faculdade de distraí-los momentaneamente com a exposição das suas vísceras, podendo fugir enquanto possivelmente o predador esteja se alimentado delas. Além disso, também secretam seus hormônios para entrar em contato com os outros de sua espécie em situações de risco, e algumas espécies liberam toxinas de defesa que podem ser letais aos seus predadores.

Algumas Curiosidades sobre o Animal

Existem constatadas o número de1.711 espécies de pepinos-dos-mares. Os pepinos-do-mar são utilizados nas mesas de muitos chineses e asiáticos. Além disso, em alguns países como a China eles são apontados como diminuidores de problemas como a impotência sexual, e também contra dores nas articulações. Esses animais são ricos de vitamina A, complexo B e vitamina C. Além disso, esses animais possuem uma fonte de minerais devido a sua alimentação nas águas.

Estes animais não possuem cérebros, e sim gânglios nervosos que são responsáveis pela coordenação dos movimentos que eles fazem para se locomover. Diante de suas características de reaproveitamento orgânico, cumprem um papel essencial no fundo dos mares, pois esses materiais como restos de algas e também areia são reciclados por eles, o que contribui com a qualidade das águas em que vivem.

A espécie dos pepinos-dos-mares encontra-se em extinção. E desde o ano de 2010, suas exportações e pescas foram vedadas em nome do meio ambiente e também do ecossistema equilibrado. Mas, ainda assim, existem pescas e vendas ilegais desses animais em algumas regiões brasileiras como Angra dos Reis, o que será abordado posteriormente.

Pepino-do-Mar Branco no Fundo do Mar
Pepino-do-Mar Branco no Fundo do Mar

Da Alimentação

São animais que se alimentam de nutrientes e também outros seres vivos presentes em seus locais de habitação, como as algas, bactérias, plânctons e também alguns peixes. Diante disso, é possível utilizar-se deles para fins suplementares alimentares e também dietéticos. Além disso, pode-se extrair muito mais desses seres aquáticos. Como é o caso das suas toxinas, presentes em seus organismos, que prometem grandes utilidades à farmacologia, pois algumas delas atuam como anti-inflamatórias, anti-coagulantes e até mesmo cicatrizantes. Com  isso, essas criaturas são mais ativas a noite, e vivem entre cinco e dez anos.

Sua Locomoção e Reprodução

Pepino-do-Mar Transparente
Pepino-do-Mar Transparente

Estes animais se locomovem lentamente entre as areias nas águas. Estão sempre interligados à areia deixando sempre o seu rastro nela, pois se movem como lesmas no chão. Além disso, também andam sobre o lodo ou sobre as rochas. Como dito anteriormente, os pepinos contam com pés ambulacrários.  São pés que constituem-se pelas ventosas, cujos canais são cobertos de água, fazendo parte de um sistema único dos filos echinodermatas.

Quanto à reprodução, é realizada sexualmente ou assexualmente. Isso porque as fêmeas podem disponibilizar os seus ovos para que os machos, que são atraídos a eles, através de um hormônio que liberam, e então os fecundam com seus espermatozoides. Assim, levam-se semanas para o completo desenvolvimento dos pepinos do mar.

Pepinos do Mar no Brasil

Estas espécies podem ser encontradas nas praias do Rio de Janeiro, sendo Cabo Frio e também Angra dos Reis, uma das praias que mais contam com a sua presença. Além disso, são encontrados também em Santa Catarina, e o seu cultivo pode ser realizado por meio de atividades aquícolas.

Dentre os restaurantes que os vendem, garantem que esta é uma culinária afrodisíaca. Mas em contrapartida, devido a pesca esta espécie se encontra em extinção, e a consciência de que exercem um papel ecológico de grande importância muitas vezes foi esquecido pelos vendedores da iguaria.

Situação Legislativa em Relação aos Pepinos do Mar

Pepinos do Mar nas Mãos de um Mergulhador
Pepinos do Mar nas Mãos de um Mergulhador

Por mais que sejam grandes armazenadores de diversas proteínas, vitaminas e minerais juntamente de compostos orgânicos complexos, desde 2010 a sua exportação foi proibida. Como se sabe, ainda que existam leis que proíbem a exportação, as falhas na aplicabilidade da mesma e a falta de empatia ao meio ambiente geram a existência das pescas ilegais desses animais e também dos contrabandos.

O Brasil é um dos países que possuem uma inflação legislativa vasta, tendo em vista que a aplicabilidade de todas essas leis se encontra dificultada por diversos fatores. Não seria diferente no âmbito do ecossistema. Desta forma, é bastante preocupante uma situação em que um dos maiores recicladores de materiais orgânicos como os pepinos dos mares sejam ainda alvos de retiradas das suas habitações naturais.

O ideal é que sejam atribuídos meios mais severos de garantir que as pescas sejam impedidas. Em Angra dos Reis por exemplo, atua um grande número de pesca ilegal dessas criaturas, e neste ano de 2019, o então presidente pretende explorar mais o local para tornar-se uma grande praia de turismo, o “Caribe Brasileiro”.

Contudo, com esta espécie em extinção, pode ocorrer um desequilíbrio no ecossistema ligado à vida por entre as águas, não envolvendo apenas a sua qualidade, mas também a vida de outros animais aquáticos predadores destes animais. Com programas voltados à maior severidade nas aplicabilidades legislativas, se pode evitar e quem sabe erradicar tal problema, lembrando sempre que a denúncia desses acontecimentos é também de suma importância no processo da erradicação do problema.

Veja também

Canguru-Cinza-Ocidental

Cangurus São Violentos? Eles São Perigosos Para Humanos?

Para quem não conhece a vida fora do próprio país, conhecer lugares do outro lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *