Home / Animais / Papagaio Galego Amazona Xanthops

Papagaio Galego Amazona Xanthops

Quem visita o o Parque Nacional de Brasília (PARNA – BSB), já sabe que vai encontrar por lá muita oisa colhida de diversas regiões do país para estudo e preservação. E isso inclui a fauna onde se preocupou e adaptar no parque muitas espécies em extinção como o tamanduá bandeira, o tatu canastra, o lobo guará e também o personagem desse artigo: o papagaio galego.

O Único Alipiopsitta Xanthops

Aqui no Brasil, o papagaio galego é habitante do cerrado e da caatinga, em especial pela Bacia do Rio São Francisco. Em 1993, dois terços da região do cerrado, onde esta espécie é especialista, foram moderada ou severamente alteradas pela agricultura, pecuária pesada, gramíneas invasoras, uso de pesticidas e queimadas anuais. O papagaio galego tem seu habitat estendido do sul do Piauí e sul do Maranhão ao sul de Mato Grosso e oeste de São Paulo. Fora do Brasil foi documentado na Bolívia e no Paraguai.

O papagaio galego, ou alipiopsitta xanthops é uma ave com tamanho médio de 25 centímetros, pesando em torno de 250 gramas. É um papagaio enigmático porque, ás vezes, é classificado no gênero amazona, mas ultimamente no gênero alipiopsitta por autores recentes. Assemelha-se a um pequeno papagaio em estrutura, sendo verde em geral com um rosto amarelo-laranja e barriga inferior. São semi-nômades e a destruição de habitat em grande parte do seu alcance é uma preocupação de conservação. Como a maioria das espécies de papagaios , o papagaio galego é protegido pela Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Silvestres (CITES ), com sua colocação na lista do Apêndice II.

Características do Papagaio Galego

O papagaio galego come frutos e sementes de árvores, incluindo espécies de cajueiros, bacupari do serrado e aroeira do campo. Também foram registrados rebanhos de invasão de manga e goiabeiras não maduras .

Papagaio Galego Amazona Xanthops Comendo Folha de Caju
Papagaio Galego Amazona Xanthops Comendo Folha de Caju

Cupins são outro item de dieta. Até recentemente, relativamente pouco era conhecido de seus hábitos. O pouco que se sabe é atrvés de estudos realizados em parques ou reservas ambientais. Sua época de reprodução é de maio a outubro. Ninhos são comuns em buracos de cupinzeiros. Os ovos são incubados entre 20 e 25 dias, e seus filhotes levam até 45 dias para deixar o ninho. A maturidade sexual é geralmente alcançada em cerca de 3 anos.

Talvez ainda seja possível encontra-los em florestas caducifólias decíduas e semi-áridas e arbustos, principalmente bosques de cerrado com palmeiras de mauritia. Também caatinga seca ao longo das margens do rio ou em torno de áreas cultivadas. A atividade de forrageamento de pico ocorre no período da manhã e no início da tarde. Parece que são bastante territoriais e entre os indivíduos tendem a ter problemas de coexistência. Com relação às pessoas, geralmente é amigável. Diz-se que pode viver por cerca de quarenta anos.

A Confusão do Parentesco

Pionus ou amazona? Qual o gênero correto do galego? Uns afirmam que ele pertence a mesma família do maitaca, já outros o associam a família do curica verde. E por ser uma espécie rara e pouco estudada, ainda não há conclusões. O papagaio galego é a única espécie do gênero alipiopsitta. Mas a que família pertence?

Os pionus são uma família de aves nativas da América Central e América do Sul. São aves de corpo volumoso, anel ocular nu (que pode variar de cor) e cauda quadrada curta. Eles são superficialmente semelhantes aos papagaios da família amazona, mas menores e em vôo são muito mais profundos.

Casal de Papagaio-Galego Amazona Xanthops Voando
Casal de Papagaio-Galego Amazona Xanthops Voando

Os amazona são uma família de aves de tamanho médio, nativos do Novo Mundo, da América do Sul ao México e Caribe. A maioria são predominantemente verdes, com cores acentuadas que dependem da espécie e podem ser bastante vívidas.

Por muitos anos, foi colocado dentro do gênero amazona , embora houvesse contestações devido a diferenças na conta e plumagem. Um estudo de 1995 mostrou sua distinção geneticamente, seguido por mais dados que mostraram que ele estava muito mais relacionado com o curica verde mesmo (graydidascalus brachyurus), portanto, sendo um membro da família pionus.

A Lista da Família Ameaçada

No Brasil são quase 2000 espécies de aves. Dessas, mais de 10% de espécies e subespécies estão extintas ou ameaçadas de extinção. A seguir, mencionarei apenas aqueles que pertencem a família dos papagaios, incluindo os do gênero amazona e os do gênero pionus. Nessa lista mencionaremos aves que se encontram desde a situação correndo perigo até a situação de extinto, passando por aqueles que se encontram em muito perigo e os que já se encontram em iminente extinção. Essa lista é baseada nos dados mais recentes do International Union for Conservation of Nature (IUCN) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). São eles:

Papagaio Charão (amazona pretrei – em situação vulnerável);

Papagaio Charão
Papagaio Charão

Chauá (amazona rhodocorytha – em perigo e vulnerável);

Chauá Amazona Rhodocorytha
Chauá Amazona Rhodocorytha

Apuim de Cauda Amarela (touit surdus – em situação vulnerável);

Apuim De Cauda Amarela
Apuim De Cauda Amarela

Papagaio de Peito Roxo (amazona vinacea – em perigo e vulnerável);

Papagaio de Peito Roxo
Papagaio de Peito Roxo

Apuim de Costas Pretas (touit melanonotus – em perigo e vulnerável);

Apuim de Costas Pretas
Apuim de Costas Pretas

Arara Azul de Lear (anodorhynchus leari – em grande perigo);

Arara Azul de Lear
Arara Azul de Lear

Tiriba de Pfrimeri (pyrrhura pfrimeri – em grande perigo);

Tiriba de Pfrimeri
Tiriba de Pfrimeri

Arara Azul Pequena (anodorhynchus glaucus – em iminente extinção ou já extinto);

Arara Azul Pequena
Arara Azul Pequena

Tiriba de Orelha Branca (pyrrhura leucotis – em situação vulnerável);

Tiriba de Orelha Branca
Tiriba de Orelha Branca

Jandaia Amarela (aratinga solstitialis – em grande perigo);

Jandaia Amarela
Jandaia Amarela

Tiriba de Peito Cinza (pyrrhura griseipectus – em iminente extinção);

Tiriba de Peito Cinza
Tiriba de Peito Cinza

Ararinha Azul (cyanopsitta spixii – em iminente extinção);

Ararinha Azul Cyanopsitta Spixii
Ararinha Azul Cyanopsitta Spixii

Tiriba Pérola (pyrrhura lepida lepida – em situação vulnerável);

Tiriba Pérola (Pyrrhura Lepida Lepida)
Tiriba Pérola (Pyrrhura Lepida Lepida)

Ararajuba (guaruba guarouba – em situação vulnerável);

Ararajuba (Guaruba Guarouba)
Ararajuba (Guaruba Guarouba)

Tiriba Grande (pyrrhura cruentata – em situação vulnerável);

Tiriba grande (Pyrrhura Cruentata)
Tiriba grande (Pyrrhura Cruentata)

Maitaca de Barriga Azul (pionus reichenowi – em situação vulnerável);

Maitaca de Barriga Azul
Maitaca de Barriga Azul

Curica Urubu (pyrilia vulturina – em situação vulnerável).

Curica Urubu (Pyrilia Vulturina)
Curica Urubu (Pyrilia Vulturina)

E infelizmente não se pode afirmar que essa lista corresponde a realidade pois foi divulgada oficialmente em 2014 e, de lá pra cá, muito pouco ou quase nada foi feito para combater o contrabando ilegal e proteger nossas aves. Para exemplificar, ainda esse ano foi desbaratada uma célula de uma quadrilha internacional em Hyderabad, na Índia, que contrabandeava aves ameaçadas de extinção usando o truque de misturar seus ovos aos ovos de pássaros comuns para enganar a fiscalização. As investigações apontaram que o grupo eram integrantes de um núcleo internacional de contrabando que age na África, Malásia, Indonésia, Austrália, Bornéu e Brasil, usando principalmente mulheres como portadoras.

O Brasil possui uma biodiversidade extraordinária, o que o torna um lugar no qual os traficantes de animais selvagens prosperam, ganhando mais de 2 bilhões de dólares por ano, enquanto drenam terras selvagens de pássaros tropicais, peixes, tartarugas, cobras e mamíferos em números insustentáveis. Embora o país tenha fortes leis de proteção da vida silvestre, estas são muito mal aplicadas, e uma brecha legal, permitindo a operação de 1.000 criadores licenciados de animais selvagens, resulta em animais capturados ilegalmente e “lavados” por criadores cativos.

Veja também

Araçari-de-Pescoço-Preto: Características, Nome Cientifico e Fotos

As aves são essenciais para todo o mundo, já que a partir das aves as …

Um comentário

  1. Hola

    Esta nao é a espécie “Casal de Papagaio-Galego Amazona Xanthops Voando,, esta é a laranja na aratinga!

Deixe uma resposta para Pdrito Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *