Home / Animais / Ostra Plana Chilena: Características, Nome Cientifico e Fotos

Ostra Plana Chilena: Características, Nome Cientifico e Fotos

Na natureza existem diversos tipos de animais, desde os grandes, até pequenos, que vivem na terra e também os que vivem no mar.

Alguns animais marinhos, no entanto, apresentam uma dificuldade muito grande para serem estudados, já que na maioria das vezes, vivem em profundezas que já difíceis de serem alcançadas por pesquisadores e cientistas.

No entanto, há um animal marinho muito conhecido e famoso, que são as ostras. Elas possuem diversas finalidades na natureza, e pelos humanos, em alguns casos, são consumidas. Possuem, inclusive, um status muito alto de valor.

O nome ostra é usado para designar diversos tipos de espécies de moluscos que, em sua maioria, crescem nas águas consideradas salobras ou marinhas.

As ostras, então, são muito estudadas, por sua facilidade de ser pescada, e também por seu enorme valor entre a sociedade.

Há, no entanto, diversos tipos de espécies, cada uma com suas características próprias, e também com diferentes finalidades.

Hoje, iremos aprender tudo sobre a ostra plana chilena. Quais as suas características principais, onde são encontradas, seu nome científico e muito mais!

Características

A ostra plana chilena possui um corpo totalmente mole, porém que é protegido por uma casca dura e uma concha que é totalmente calcificada, e ela possui fechamentos com fortes músculos adutores.

Para de defender de inimigos e predadores, a ostra plana chilena prende qualquer parasita que tente invadir sua concha, liberando em seguida uma substância conhecida como madrepérola, e então, o parasita fica totalmente cristalizado e impedido de se reproduzir.

Após anos paralisado, o invasor é transformado em uma pérola, e isso ocorre normalmente após cerca de 3 anos.

Essa pérola terá uma cor, tamanho e qualidade a depender do tamanho e tipo do invasor, e também da qualidade da ostra.

As pérolas podem ser utilizadas para vendas, fabricação de bijuterias, para coleção, entre outras diversas funções.

Outra parte da ostra muito utilizada também é a sua casca, que serve como fonte de uma ótima quantidade de cálcio, já que ela é muito dura e resistente, e pode ser utilizada para fabricar suplementos alimentares.

Normalmente, a ostra plana chilena possui uma cor escura, e em volta dela há uma listra branca e bem forte.

Seu comprimento pode chegar até 105 mm, sua largura normalmente é de até 70 mm, e a inflação da ostra plana chilena pode chegar até 33 mm.

Nome Científico

O nome científico da ostra plana chilena é Ostrea chilensis, porém ela é conhecida também como dredge oyster ou Bluff oyster.

Ela é uma espécie de molusco bivalve marinho, e é encontrada principalmente nos mares chilenos.

Ostrea Chilensis
Ostrea Chilensis

Sua classificação científica completa é:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Mollusca
  • Classe: Bivalvia
  • Ordem: Ostreida
  • Família: Ostreidae
  • Gênero: Ostrea
  • Espécie: O. chilensis

A ostra plana chilena foi catalogada primeiramente por Philippi, em meados de 1844, e desde então muito estudada e utilizada ela humanidade.

Habitat

A ostra plana chilena é encontrada principalmente no Chile, como seu nome já indica, mas também pode ser encontrada em alguns locais da Nova Zelândia.

Porém, um laboratório de peixes, introduziu a ostra plana chilena em outros locais do globo, como no Menai Strait, uma ilha localizada na região britânica.

Essa introdução nos mares europeus teve como pano de fundo a baixa vulnerabilidade a parasitas e patógenos que as ostras europeias tinham.

Assim, foi uma forma de experimentar e tentar realizar uma troca da espécie de ostras encontradas nos mares da Europa.

Habitat das Ostras
Habitat das Ostras

A ostra plana chilena, nesses locais onde foi colocada de forma proposital, agem como uma espécie invasiva. Fazem, no entanto, muito sucesso.

No entanto, após alguns anos, esse experimento foi totalmente abandonado, e as ostras europeias voltaram a ser as principais.

No Chile, é a ostra mais famosa, consumida e exportada para diversas partes do planeta. Por possuir um sabor diferente e único, essa ostra pode ser vendida por um preço muito alto.

A ostra plana chilena pode ser encontrada de forma muito fácil, desde a maré baixa, onde muitas pessoas conseguem ir sem problemas, até profundidades maiores de cerca de 35 metros.

Como são Usadas

As ostras são utilizadas como forma de alimento pelos humanos há muito tempo. Há registros do uso de ostras como alimentos datados da pré-história.

Durante a ocupação de Roma na região Britânica, a ostra plana chilena eram vendidas e exportadas em quantidades gigantescas, e seu lucro era um dos mais importantes naquela época para a economia global.

No entanto, por ser uma espécie muito difícil de ser cultivada, por possuir uma natureza muito agressiva, houve uma redução de cerca de 75% da produção da ostra plana chilena.

Há, ainda, uma venda muito grande da ostra plana chilena. Principalmente nos EUA, elas são cultivadas e vendidas por um preço muito maior do que outras.

Esse preço alto possui uma explicação: a ostra plana chilena possui um sabor único e exclusivo, e por vir de um mar titânico, seu gosto é muitas vezes descrito como metálico e seco.

Nos EUA, essa ostra, é recomendada a ser comida de forma crua, e servida na meia concha, e isso faz muito sucesso.

Em comparação com outras espécies, a ostra plana chilena possui uma vedação mais fraca, o que em alguns casos pode gerar desidratação do licor, por isso, é utilizado elástico em volta da concha para que o vazamento não ocorra.

Na Nova Zelândia, por exemplo, a ostra plana chilena é muito consumida, principalmente em forma de uma iguaria, e sua colheita é feito em março até agosto, no Estreito de Foveaux, que se encontra na cidade de Buff, por isso também é conhecida como ostra de Bluff.

Praga Bonamia Exitiosa
Praga Bonamia Exitiosa

No entanto, no início da década de 80, todo a área de pesca entrou em um pesado declínio, reduzindo drasticamente sua venda, devido a uma doença, causada pela praga Bonamia exitiosa, que acabou matando um número enorme de ostras planas chilenas.

Entre 2000 até 2003 o número de mortes dessa espécie chegou a bilhões, e desde 2008 esse mercado tem  tentado se recuperar, com medidas como limitar a quantidade de pesca pela metade.

E você? Já experimentou ou pescou essa ostra plana chilena? Deixe nos comentários sua impressão ou experiência com essa ostra!

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *