Home / Animais / Ostra Ostrea Conchaphila: Características, Nome Científico e Fotos.

Ostra Ostrea Conchaphila: Características, Nome Científico e Fotos.

São mais de duzentas espécies de ostra na natureza. Entretanto, apenas cinco delas são criadas com objetivos comerciais no continente americano. Elas podem chegar a medir até dez centímetros e possuem  a estrela do mar e algumas espécies de caranguejos como seus principais predadores. As ostras geralmente escolhem o verão para realizarem a reprodução e apenas um indivíduo é capaz de por milhões de ovas em apenas um ano de vida.

Além disso, as ostras são valiosas comercialmente pela sua carne que é muito apreciada em diversas culturas. Inicialmente eram criadas apenas na região banhada pelo Mediterrâneo, porém, hoje podem ser cultivadas em vários locais que o Oceano Atlântico alcança. No artigo de hoje conheça um pouco mais sobre as características desses animais e uma de suas espécies:  a ostra Olympia, que também é conhecida pelo nome científico de Ostrea conchaphila.

Características das Ostras

A ostra Olympia, conhecida (nome científico de ostrea conchaphila) é um molusco que frequenta as água do Oceano Pacífico e pode ser encontrada em países como o México e até mesmo em regiões do Alasca. Recebe essa nomeclatura por ter sido encontradas em região de mesmo nome em Washington. Pertencem a ordem dos ostreoida e a família dos ostreidae.

Estudos destacam que os primeiros moradores das Américas adoravam comer esse animal. Prova disso foram às milhares de conchas encontradas na região, principalmente nas praias. Devido ao alto consumo, as ostras correm risco de desaparecer e alguns projetos trabalham objetivando trazer de volta a ostrea conchaphila para os mares do Pacífico.

Para se ter uma ideia da importância dessas espécie, ela é única ostra encontrada na costa oeste. Possui uma séria de exigências para a sobrevivência como, por exemplo, o baixo nível de sal na água. Atualmente são cultivadas em locais especializados que conservam a temperatura ideal para o desenvolvimento das ostras.

Outras Informações Sobre a Ostra Ostrea Conchaphila

A concha da ostra Ostrea conchaphila é arredondada e possui formato plano. Na parte externa tem coloração preta e na parte interna da concha uma variação do cinza até um azul mais claro. O crescimento dessa espécie é bem lento e elas só podem ser colhidas por volta de 4 anos de cultivo. Esse fator torna a ostra Olympia uma das mais caras do mundo.

Ostra Ostrea Conchaphila

Apesar disso, cada ostra fornece pouquíssima carne. Entretanto, o sabor é algo marcante e muito apreciado pela gastronomia. Também conhecida como bebê Belon, essa ostra apresenta toques metálicos e acobreados no sabor. Sofisticado, não é verdade?

Sobre as Ostras

As ostras são moluscos que não se movimentam e são encontrados agarrados em diversas superfícies. São bivalves e, portanto, “parentes” de animais como mexilhões e vieiras.

Apresentam-se em dois gêneros: ostras sem concha e ostras planas. Esses animais ainda no início de suas vidas flutuam até conseguir encontrar uma superfície adequada para o seu desenvolvimento como pedras, conchas, e restos de embarcações, formando recifes que também são usando como abrigo  por outras espécies.

São exatamente os recife que realizam um espécie de filtragem na água do mar, fazendo uma verdadeira faxina ao seu redor. Eles também servem de morada para alguns peixes e  frutos do mar. Portanto, não podemos deixar de ressaltar que as ostras são importantíssimas para a manutenção do equilíbrio dos oceanos.

Benefícios e Curiosidades Sobre as Ostras

Confira alguns benefícios que esses animais podem trazer para preservação dos ecossistemas e para a economia:

  • O cultivo de ostras é um comércio muito lucrativo e chega a render mais de 200 milhões de dólares por ano nos Estados Unidos.
  • Os recifes formados pelas ostras são importantes abrigos para diversas espécies marinhas, como crustáceos, peixes e outros animais invertebrados. É lá que eles recebem proteção contra os predadores e recebem condições para o pleno desenvolvimento.
  • São verdadeiros filtro nas águas, pois alimentam-se de algas que acabam sobrecarregando o ambiente marinho. Apenas um indivíduo da espécie é capaz de filtrar mais de cinquenta litros de água por dia. Com a água purificada, os mares transformam-se em um local mais saudável para o desenvolvimento de diversas outras espécies.
  • As ostras também são essenciais para proteger a beira-mar das ondas, erosões, inundações e tempestades, sendo uma espécie de escudo protetor para fortalecer as áreas em que se encontram.
  • O consumo de ostras é muito benéfico para a saúde. Elas possuem inúmeros nutrientes importantes como o zinco, que auxiliam no sistema imunológico, proporciona  mais vigor sexual ,  fortalecimento ósseo, além  de  ajudar no combate de doenças de pele como a acne. E aí, vai uma ostra?
  • Você sabia que existem apenas cinco espécies comerciais de ostras? Dentre elas as ostras do Pacifico, ostras européias, ostras Olympia e ostras atlânticas. Além dos mares que frequentam, as ostras também possuem diferenciação na forma de suas ostras. Outro detalhe importante é que nem todas as espécies são capazes de produzir pérolas. Inclusive, as que realizam a produção de pérolas pertencem à família das pteriidae, enquanto as ostras que consumimos fazem parte da família das ostreidae.
  • Cada pérola produzida pelas ostras possui o seu próprio diferencial.
  • Os principais predadores das ostras são: aves, tartarugas, alguns mamíferos aquáticos, caranguejos, peixes e estrelas do mar.
  • Por hora são filtrados mais de dez litros de horas por apenas uma ostra. A sua reprodução acontece de formas distintas a depender da espécie. A forma mais comum é a liberação de ovos nas águas e fertilização nesse mesmo ambiente. Posteriormente ao nascimento, as larvas nadam até se fixar nos locais onde permanecerão por toda a sua existência. Elas atingem a maturidade reprodutiva com aproximadamente cinco anos de idade.

Nosso artigo acaba por aqui e esperamos que você tenha aprendido um pouco mais sobre a ostra Olympia. Que tal compartilhar essas informações nas suas redes sociais e com os seus amigos que adoram curiosidades sobre os animais? Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto, você pode nos deixar um comentário logo abaixo. Aproveite e sugira um conteúdo sobre plantas ou animais que você gostaria de encontrar aqui no Mundo Ecologia, ok?  Agradecemos a visita e esperamos encontrar você em outras oportunidades.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *