Home / Animais / Onde Estão os Olhos das Borboletas? Quantos Olhos Tem?

Onde Estão os Olhos das Borboletas? Quantos Olhos Tem?

Em seres humanos, cada um dos olhos possui uma única lente, hastes e cones. As hastes permitem perceber a luz e a escuridão. Os cones são receptores fotográficos especializados, cada um sintonizado em um dos três comprimentos de onda, correspondentes às cores vermelho, verde e azul. Já os olhos das borboletas são bem diferentes.

As borboletas têm olhos compostos. Em vez de um olho grande, elas têm até 17.000 mini olhos, cada um com sua própria lente, uma haste única e até três cones.

Onde temos os fotoreceptores para três cores, as borboletas têm fotoreceptores para até nove tonalidades, uma das quais é ultravioleta. Este é um espectro que o olho humano não consegue detectar. Temos que acender uma luz negra para perceber variações nesse sentido. Enquanto isso, nesses insetos, esse canal está sempre ativado.

Essa percepção ultravioleta é muito importante para as borboletas porque permite que elas vejam o padrão nas flores. Quando vemos uma flor, podemos notar a cor das pétalas e o centro contrastante. Entretanto, quando essas criaturas veem a mesma flor, identificam:

  • Um grande alvo em torno desse centro;
  • Brilhos onde está o pólen.

Neste artigo, discutimos como o mundo pode parecer diante de uma borboleta com um olho tão complexo.

O Mundo De Cores Através Dos Olhos

As cores estão em toda parte na natureza e comunicam informações úteis. As flores usam cores para anunciar que têm néctar, os frutos mudam de cor quando maduros e os pássaros e borboletas usam suas asas coloridas para encontrar parceiros ou assustar os inimigos.

Para usar essas informações, os animais devem poder ver as cores. Os seres humanos têm uma visão de cores “tricromática”, o que significa que todas as tonalidades que percebemos podem ser produzidas pela mistura de três cores primárias – vermelho, verde e azul. Citamos isso ali acima, lembra?

Isso ocorre porque temos três tipos de células sensíveis à luz em nossos olhos, um tipo sensível ao vermelho, um ao verde e outro à luz azul. Diferentes espécies têm diferentes tipos de células.

As abelhas também têm os três tipos, mas possuem células que detectam luz ultravioleta em vez de luz vermelha. As borboletas normalmente têm 6 ou mais tipos de células sensíveis à luz.

Olhos Das Borboletas Em Formas Compostas

Na explicação mais curta, os olhos das borboletas compostos são uma variedade multifacetada de olhos diferentes. Cada um tem a sua própria capacidade de geração de imagens.

Coletivamente, eles podem formar uma imagem mais ampla, na qual o escopo cobre quase 360 ​​graus de visão. Além disso, existe o ponto cego criado por seus próprios corpos.

Esses milhares de mini olhos são responsáveis ​​por fornecer sua visão geral. Eles têm quatro classes de receptores responsáveis ​​por sua ampla faixa visual. Sem contar que também são usados ​​para detectar cores ultravioletas e luz polarizada, como citado acima.

Olhos Das Borboletas
Olhos Das Borboletas

A visão das borboletas é bastante clara. Entretanto, ninguém pode realmente dizer se seu cérebro une essas 17.000 impressões individuais em um único campo coeso ou se percebe um mosaico.

Cada um desses mini olhos recebe luz de um segmento minúsculo do campo visual. Eles estão dispostos de modo que a luz que entra em um também não possa entrar no outro. À medida que algo se move através desse campo, as hastes se ligam e desligam, dando um sinal rápido e preciso de que algo está lá.

Visão Ultravioleta Da Borboleta

Os olhos das borboletas são manchados para ver comprimentos de onda de luz de 254 a 600 nm. Essa faixa inclui luz ultravioleta que os humanos não conseguem ver, pois nossa visão se estende de 450 a 700 nm.

Taxa De Fusão De Cintilação Da Borboleta

A taxa de fusão de cintilação é mais ou menos como a “taxa de quadros” que se pode ver nas câmeras ou nas telas da TV. Essa é a taxa na qual as imagens passam pelo olho para criar uma visão contínua.

Para contextualizar, a taxa de fusão de cintilação humana é de 45 a 53 cintilações por segundo. No entanto, a mesma taxa nas borboletas é 250 vezes maior que a dos humanos, dando a elas uma excelente imagem continuamente atualizada.

Para Que Servem Os Olhos Das Borboletas?

Os olhos das borboletas são bem parecidos com os olhos humanos no modo como funcionam. Eles são usados ​​para discernir e focar em objetos individuais e em alcance próximo e distante.

Combinado com outros sentidos, tais órgãos oferecem uma grande vantagem para essa espécie de inseto. Seus olhos são delicados, mas altamente funcionais.

Ela vê simultaneamente em todas as direções ao mesmo tempo. Esse tipo de visão é conhecida como oni-visão. Isso é realmente incrível, pois significa que as borboletas podem ver e se alimentar de uma flor.

Enquanto isso, ao mesmo tempo, elas têm uma visão clara à sua esquerda e direita de qualquer predador que possa surgir atrás delas.

Também únicos, os olhos das borboletas são tetracromáticos, pois, como sabido, podem ver muitas cores que os humanos podem. Além disso, existem diferenças na visão de cores entre as diferentes espécies de borboletas.

Alguns, por exemplo, podem determinar a diferença entre vermelho e verde, enquanto outros não. Uma pesquisa mostrou que alguns exemplares detectam cores ultravioletas e expressam um pigmento amarelo UV em suas asas.

Invisível ao olho humano, esse pigmento pode ajudar os insetos a detectar parceiros apropriados, para que tenham mais tempo para:

  • Comer;
  • Descansar;
  • Pôr ovos;
  • Prosperar.

Borboletas Com Visão Excepcional

Então, todos os olhos das borboletas têm a mesma capacidade? Quais são as exceções na visão desses insetos? Vejam a seguir alguns diferenciais.

A Visão Da Borboleta Monarca

Borboleta Monarca
Borboleta Monarca

Entre muitos fatos surpreendentes sobre a borboleta monarca, estão os seus olhos compostos. Estes contêm 12.000 células visuais individuais que são capazes de capturar uma alta taxa de fusão de cintilação por segundo.

Borboleta Rabo De Andorinha Australiana

A borboleta rabo de andorinha australiana coloca todas as outras espécies “no chinelo”. Em vez das habituais 4 classes de receptores utilizadas para visão ampla, ela possui, surpreendente, quinze variedades de fotorreceptores.

Elas são usadas com todo o efeito na identificação de marcações de cores ultravioletas para fins de acasalamento e polinização.

Gostou de conhecer os olhos das borboletas? Incrível a sua capacidade, não?

Veja também

Tudo Sobre A Marmota: Características, Nome Científico E Fotos

À primeira vista a marmota parece muito com um esquilo, porém, em maiores proporções. Elas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *