Home / Animais / O Que os Elefantes Comem? Como é sua Alimentação na Natureza?

O Que os Elefantes Comem? Como é sua Alimentação na Natureza?

Você sabia que os elefantes são vegetarianos? É até difícil de acreditar, né?! Mas é verdade. Geralmente quando vemos animais grandes e selvagens, pensamos logo que sua alimentação é rica em carne. Muitas vezes associamos força a uma dieta carnívora, mas apesar de robusto e forte, os elefantes encontram nas plantas os nutrientes suficientes para seu organismo. Os elefantes são animais herbívoros, e seu dieta compõe-se de ervas, frutos, cascas de árvores, plantas e pequenos arbustos. Porém, em contrapartida precisam ingerir uma grande quantidade de comida todos os dias para conseguir se sustentar.

Quantos Quilos de Comida os Elefantes Comem?

Essa conta ainda é muito polêmica entre os pesquisadores. Alguns dizem que são 120 kg por dia, outros dizem pode chegar a 200 kg por dia. Entretanto o que se tem certeza é que essa quantidade é muito grande e por isso eles passam uma boa parte do dia apenas de alimentando, cerca de 16 horas. Em relação a quantidade de água que ingerem, pode chegar a 130-200 litros por dia.

Devido à grande quantidade de alimento que ingerem, alguns acreditam que os elefantes podem chegar a consumir a vegetação de toda uma região. Mas isso seria improvável de acontecer, pois eles vivem se deslocando ao longo do ano, e isso permite que a vegetação se regenere continuamente.

A Importância da Tromba na Alimentação

A tromba é bastante utilizada pelo animal como uma mão e desse modo ele pode pegar as folhas e frutos dos ramos mais altos das árvores. Sempre se disse que os elefantes são muito inteligentes e a sua forma de usar a tromba é uma boa demonstração disso.

Importância da Tromba na Alimentação
Importância da Tromba na Alimentação

Se não são capazes de chegar a alguns ramos, podem agitar as árvores para que as suas folhas e frutos caiam no chão. Desse modo também facilitam a obtenção de alimento às suas crias. Se mesmo assim não conseguem, os elefantes são capazes de derrubar uma árvore para comer as suas folhas. Por último, também podem comer a casca da parte mais lenhosa de certas plantas se tiverem fome e não conseguirem encontrar outro alimento.

Alimentação Em Ambiente Natural

Os elefantes são animais selvagens que podem se adaptar a diferentes climas e ecossistemas. Podem ser encontradas nas savanas e florestas. Precisam de uma fonte de água próxima para beber e, também, se banhar para reduzir o calor. A maioria se adapta em regiões protegidas e costumam migrar ao longo do ano. No caso do asiático, seu habitat encontra-se nos bosques tropicais da Tailândia, China e Índia. No caso dos africanos, a espécie Loxodonta africana é vista na savana, enquanto a Loxodonta cyclotis, é vista nas florestas.

Desde o nascimento até os 2 anos os filhotes alimentam-se apenas de leite materno. Após esse período passam a se alimentar da vegetação local. Os machos costumam comer mais do que as fêmeas. Podem comer: folhas de árvores, ervas, flores, frutos, ramos, arbustos, bambu e as vezes quando vão tirar água, eles usam as presas de marfim para remover a terra e pegar mais água e acabam comendo também as raízes das plantas.

Alimentação em Cativeiro

Infelizmente, muitos animais selvagens são retirados da natureza para virarem “entretenimento” em circos, parques ou são levados para zoológicos para preservar a espécie ameaçada de extinção, ou que depois de muitos anos em cativeiro não conseguem mais se adaptar a vida selvagem. Vivem aprisionados e muitos vezes estressados por isso.

Nesses casos, muita coisa muda. O comportamento muitas vezes não é o mesmo, a alimentação também é prejudicada. Cabe aos funcionários desses locais, buscarem maneiras de aproximar ao máximo do que eles comeriam em seu habitat natural. Geralmente quando estão em cativeiro costumam comer: couve, alface, banana, cenoura (verduras no geral), maçã, folha de acácia, feno, cana-de-açúcar.

A Importância dos Dentes na Alimentação

Os dentes dos elefantes são muito diferentes dos mamíferos em geral. Durante a sua vida eles têm normalmente 28 dentes: os dois incisivos superiores (que são as presas), os percussores de leite das presas, 12 pré-molares e 12 molares.

Os elefantes têm ciclos de rotação de dentes durante a vida toda. Passado um ano as presas são permanentes, mas os molares são substituídos seis vezes durante a vida média de um elefante. Os novos dentes crescem na parte de trás da boca e empurram os dentes mais velhos para frente, que se gastam com o uso e caem.

Quando o elefante fica mais velho, os últimos dentes ficam gastos e ele tem que comer apenas comida muito macia. Pesquisas apontam que quando eles envelhecem costumam viver mais em zonas pantanosas onde conseguem encontrar folhas de relva molhada e macia. Os elefantes morrem quando perdem os molares e por conta disso não conseguem mais se alimentar, morrendo de fome. Se não fosse pelo desgaste dos dentes, o metabolismo dos elefantes permitiria que eles vivessem muito mais tempo.

Morte Precoce

Hoje em dia, devido o grande desmatamento nas regiões em que vivem, os elefantes estão morrendo mais cedo do que o esperado, pois está cada vez mais difícil para eles encontrarem comida apropriada para sua alimentação e nas quantidades que necessitam. Além disse, existe também a morte pela caça ilegal, por conta de suas presas de marfim e o uso deles como entretenimento. É muito comum vermos em reportagens na Índia, elefantes domesticados, servindo de atração turística e inclusive como meio de transporte.

Muitas vezes desde pequenos eles são usados para servirem de atração turística na Ásia. Para passeios, nos circos, exploram-se estes animais para o entretenimento humano e, para que eles passem a obedecer às ordens humanas, usam todo tipo de maus-tratos: encarceramento, inanição, tortura e certamente não são alimentados com a quantidade de comida suficiente para eles, pois para isso precisaria de alguém quase o dia inteiro fornecendo alimento. Isso os torna fracos, estressados, alterando todo seu comportamento e levando a morte precoce.

Animais e entretenimento não combinam, e, inevitavelmente, quando animais são usados para entreter, a chance é que crueldade e maus tratos estejam envolvidos. Lembre-se que ao ir para locais que utilizam animais como atração turística, você está contribuindo com os maus-tratos.  Boicotar entretenimento com animais é um passo importante para colocarmos esses animais em liberdade. Então, não financie esse tipo de entretenimento e crueldade com o seu dinheiro, pesquise antes de ir a esses lugares para ver se eles apresentam histórico de crueldade com animais.

Veja também

Manejo de Aves de Postura: Passo a Passo de Como Fazer

Se você pretende iniciar ou começou a criar galinhas para a produção de ovos, você …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *