Home / Animais / O Que o Urso-Polar Come? Como é Sua Alimentação?

O Que o Urso-Polar Come? Como é Sua Alimentação?

O urso-polar é um predador. Segundo definição científica, um animal que pratica a predação ou o predatismo, que trata-se de uma relação ecológica entre dois animais pertencentes ao mesmo nicho, onde um animal de maior porte é adaptado para caçar, matar e se alimentar de outro animal de menor porte e de uma espécie diferente.

O Que o Urso-Polar Come? Como é Sua Alimentação?

Cadeia Alimentar

O urso-polar é um predador onívoro, pois se alimenta tanto de carnes, como de vegetais. Embora a cena de um animal de grande porte correndo atrás de um animal menor porte, o ataque e finalmente o pequeno sendo devorado, possa parecer revoltante, a predação é uma relação de grande importância para a manutenção do equilíbrio ecológico e faz parte do sistema de seleção natural.

O conceito de predação passa por um entendimento de como funciona a cadeia alimentar. Todos já ouvimos falar que somos feitos do pó e ao pó retornaremos, sendo esta uma definição curta e corretíssima sob o ponto de vista científico. Na natureza existe uma relação de troca de energia e nutrientes entre os seres vivos, que formam um ciclo, como veremos:

Na cadeia alimentar os seres autotrófitos fabricam seu próprio alimento através da fotossíntese, que sintetiza os minerais absorvidos do solo, transformando-os em nutrientes (vegetais, chamados de produtores). Daí seres vivos que necessitam de energia,e que não as fabrica, retira a energia produzida pelos autotróficos, para sobreviver (os herbívoros – consumidores primários).

Urso Polar Alimentação

Na sequencia, os consumidores secundários (carnívoros), servem-se dos herbívoros para obter sua energia. No topo desta cadeia alimentar estão os predadores, o que inclui também os detritívoros, como os abutres, minhocas, moscas e urubus, que se alimentam de todos estes. Ao fim desta cadeia estão os decompositores (fungos, bactérias e protozoários) que alimentam-se de matéria orgânica em decomposição, transformando-as em matéria inorgânica, reiniciando o ciclo.

O urso-polar não tem um predador natural, exceto outro de sua espécie maior e mais forte, o ser humano, ou se fragilizado, deixar-se abater por outro carnívoro, uma possibilidade muito remota. Neste contexto o urso-polar encontra-se no topo da cadeia alimentar, ou seja após sua morte vai ser decomposto e retornar ao estágio inorgânico, virar pó, como os humanos.

O Que o Urso-Polar Come? Como é Sua Alimentação?

Meio Ambiente

O urso-polar é um animal de hábitos migratórios e tem uma fisiologia completamente adaptada ao lugar onde vive. Naquele enorme ambiente ideal ele se reproduz, se alimenta e sobrevive. Caso transportasse um urso-pardo para a caatinga, por exemplo, ele fatalmente morreria. Neste ambiente ideal ocorrem importantes interações entre o urso-pardo e todos os demais seres vivos que compartilham o mesmo ambiente. Os hábitos alimentares do urso-pardo influenciam e são completamente influenciados pelos fatores deste ambiente.

O urso-polar não armazena alimentos, então ao abater sua vítima ele consome a maior quantidade de gordura possível, abandonando grande parte da matança para carnívoros menores, ademais permanece grande parte do verão sem se alimentar, valendo-se apenas dos estoques de gorduras armazenados durante o inverno.

Características

Conforme mencionamos na introdução deste artigo, no predatismo um animal de maior porte é adaptado, naturalmente, para se alimentar de um animal de menor porte. No urso-pardo tais adaptações são claramente distinguíveis, pois o urso pardo chega a atingir os 2,00 mts. de altura e pesar mais de 600 kg., se estabelecendo como  maior e mais forte entre todos os animais que habitam as terras congeladas do Ártico, seu ambiente, constituindo-se como o maior predador carnívoro terrestre da natureza, possuindo garras poderosíssimas, dentição enorme e afiada, musculatura poderosa e favorável a caça e captura de sua vítima.

Sua adaptação natural como predador inclui sua capacidade de nadar até a 6 km/hora, habilitando-o a dedicar grande parte do seu dia as atividades de caça. Não bastasse tamanho, força e disposição para caça, o urso-polar ainda é dotado de um olfato bem apurado, podendo sentir o cheiro de suas presas a boa distância. Completando o arsenal de caçador, é dotado de uma pelagem branca que o camufla facilmente em meio ao gelo, facilitando que surpreenda suas presas.

O Que o Urso-Polar Come? Como é Sua Alimentação?

O prato preferido do urso-polar é a foca-anelada e para saboreá-la o urso-pardo cava um buraco no gelo e espera que uma delas apareça para respirar e a captura, estima-se que seu sucesso nesta empreitada é de apenas 5%, ou seja captura uma foca por semana no máximo. Esta foca capturada garante energia para 11 dias, como sugerem as pesquisas. Caso este método não funcione o urso, utilizando sua capacidade natural de camuflar-se na neve, se aproxima sorrateiramente da foca até uns 15 mts. e dá uma carreira a 55 km/hrs, para aprisioná-la.

Se nada disso funcionar, o urso-polar não passa aperto ele pode alimentar-se de aves, roedores, moluscos, caranguejos, barbudos, harpa, capuz, bacalhau ártico, charr, scupin, morsas, belugas, renas, bois almiscarados, outro urso-polar, carniça de baleias encalhadas, plantas, raízes e bagas. Num depósito de lixo do Canadá (Churchill – Manitoba) foi observado um urso-polar se alimentando de graxa e óleo de motor. Trabalhadores que atuam em áreas cuja presença de urso-polar tenha sido detectada, são autorizados a portar caçadeiras, uma vez que o urso polar encara o ser humano como presa.

Conservação

O crescente derretimento das calotas polares apresentam um futuro pouco promissor para o urso-polar no que diz respeito à sua alimentação. O urso polar se desloca por muitos quilômetros em busca do seu alimento, valendo-se dos acessos promovidos pelas placas de gelo, o degelo de tais acessos proporcionarão menos comida e portanto impactando a reprodução do urso-polar produzindo filhotes menores, com taxas de mortalidade mais altas. Por se deslocarem cada vez mais em busca de alimentos, os ursos polares utilizarão mais de suas reservas de gordura, prejudicando sua capacidade de reprodução e tornando-se mais vulneráveis e fracos, aumentando a mortalidade e reduzindo drasticamente sua população.

Num próximo artigo, abordaremos programas implementados, com o objetivo de frear esta expectativa sombria, cujo efeito prejudicaria todos os biomas terrestres…

by [email protected]

 

 

Veja também

Alimentação do Tubarão: O Que Eles Comem?

Os hábitos alimentares dos tubarões são muito diferentes se você levar em conta o número …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *