Home / Animais / O Que Acontece Se Eu For Picado Por Um Carrapato?

O Que Acontece Se Eu For Picado Por Um Carrapato?

Apesar de trazer muitas alegrias, ter um cachorro requer responsabilidade. Seja no trato emocional, mas principalmente, no cuidado com a saúde. Ainda assim, os animais estão sujeitos a várias doenças, muitas delas, devido parasitas espalhados pelos ambiente, como os carrapatos. Mas, além disso, com certeza você se pergunta “afinal, o que acontece se eu for picado por um carrapato”? É o que você vai descobrir agora no seguinte artigo!

Classificações Gerais do Carrapato

O carrapato é todo animal que faz parte da ordem Ixodina. Estes animais estão dentro do filo Arthropoda, logo são artrópodes. Dentro deste filo, estão os seres da classe Arachnida, por isso, são também aracnídeos. 

É considerado um dos seres vivos mais antigos do planeta terra. Alguns pesquisadores, paleontólogos e arqueólogos indicam que este animal existe há 90 milhões de anos.

Carrapato
Carrapato

Famílias de Carrapatos

Dentro da ordem Ixodina, existem dois tipos de carrapatos – os de carcaça dura e de carcaça mole -, distribuídos em cerca 800 espécies. São elas:

Família Argasidae

Carrapatos dessa família tem a pele (ou carcaça) mole. Não é possível distinguir os machos das fêmeas e a boca se localiza em no torso, sendo difícil de identificá-la. Costumam viver a maior parte do tempo em meio ao ambiente. Só procuram o hospedeiro no momento de se alimentar, ainda assim, conseguem permanecer muito tempo em jejum.

Família Ixodae

Já os carrapatos dessa família, apresentam a carcaça dura, feita de quitina. Apresentam dimorfismo sexual: no macho esse “escudo” cobre todo o corpo, enquanto nas fêmeas, somente metade superior do corpo, para que seu abdômen possa dilatar. Elas se alimentam em maior quantidade que os machos para nutrir seus ovos.

Alguns Exemplos De Carrapatos São:

  • Carrapato-Estrela
  • Carrapato Marrom
  • Carrapatos de Cachorro
  • Carrapatos de Madeira
  • Carrapato de Perna Preta (ou Carrapato de Cervo)

Alimentação e Ciclo Evolutivo do Carrapato

Todo carrapato é considerado um ectoparasita hematófago. Isso significa que se alimentam unicamente de sangue. Para se alimentarem, os carrapatos os utilizam seus primeiros dois pares de patas para “farejar” o hospedeiro apropriado (sejam cachorros, gatos, capivaras ou humanos). Assim que identifica sua presa, ele corta sua pele com a boca e insere-se nela; uma substância química em sua saliva permite que ele fique aderido à pele da vítima. 

As fêmeas, após se alimentarem, procuram um local para depositar seus ovos (em geral, depositam em torno de 7000 ovos por vez). Após isso, as fêmeas (quando são parte da família Ixodae) morrem. 

Quando a larva eclode do ovo (similar a forma adulta, porém pequenina, quase impossível enxergar), ela se alimenta de hospedeiros para se desenvolver e crescer. Após isso, voltam para o solo, mudam de carcaça e voltam a procurar um novo hospedeiro, onde acasalam com outro carrapato (o macho sempre morre após acasalar) e começam o ciclo novamente.

Ciclo Evolutivo do Carrapato
Ciclo Evolutivo do Carrapato

Carrapatos E Humanos: O Que Acontece Se Eu for Picado Por Um Carrapato?

Normalmente, os carrapatos ficam de um a dois dias “mordidos” ao seu corpo enquanto se alimentam de seu sangue. Após sair (seja porque foi retirado ou, porque ele se soltou) a região da picada fica vermelha, podendo haver um pequeno machucado recém aberto (erupção cutânea), causando incômodo e coceira.

É da saliva dos carrapatos que são transmitidas as diversas doenças, das quais são os vetores. Vale destacar, que não são todas às vezes que ao picar um hospedeiro, o carrapato transmitirá uma doença: ele precisa estar infectado por determinadas bactérias. Dentre as doenças que podemos destacar, estão:

Febre Maculosa

Esta doença é transmitida através da picada do carrapato-estrela, que tem como habitat áreas de mata extensa. Estes aracnídeos normalmente estão contaminados com a Rickettsiia rickettsiie, bactéria que também pode contaminar piolhos e pulgas. 

Após adentrar no sistema circulatório, a bactéria destrói as paredes dos vasos sanguíneos (vasculite), com isso, ela rapidamente atinge os órgãos da vítima como o cérebro, o coração, pulmões, baço, fígado e pâncreas. Os principais sintomas (primários) dessa doença são dores pelo corpo e na cabeça, febre alta, diarreia e manchas avermelhadas (similares a catapora).

Picado Por Um Carrapato
Picado Por Um Carrapato

É uma doença curável, com tratamento a base de antibióticos. Caso não seja devidamente cuidada com urgência, poderá levar o indivíduo a morte.

Doença de Lyme

A doença de Lyme ou Borreliose Brasileira, é causada pela bactéria Borrelia burgdorferi, que normalmente, está incubada em carrapatos-estrela. Pode também contaminar outros seres, como ratos.

Para que a doença se espalhe em uma pessoa, é preciso que o carrapato fique grudado durante um dia ou mais; assim ela terá seus primeiros sinais após um mês (há casos em que os sintomas demoram anos para se manifestar). Normalmente seus sintomas iniciais são: mal-estar, mancha vermelha no local da picada (que se espalha, a medida que a doença piora), febre, dores de cabeça. Ela também provoca fortes dores nos músculos e nas articulações, o que confunde seu diagnóstico com reumatismo ou fibromialgia. É uma doença curável, com tratamento a base de antibióticos.

Doença de Lyme
Doença de Lyme

Caso a doença se agrave – nesse estágio, não há funcionamento através de tratamento -, o indivíduo passa a ter perda de equilíbrio, vistas alteradas e falhas no sistema nervoso; levando ao óbito.

Babesiose Humana

Esta doença também é transmitida pelo carrapato-estrela, porém a bactéria é chamada Babesia microti. Quando a pessoa é infectada, ela pode transmitir esta doença para outras pessoas através de doação de sangue ou de maneira congênita.

Como a doença de Lyme, a Babesiose pode demorar de meses a anos para se manifestar. Quando os sintomas começam, o indivíduo infectado apresenta fadiga e mal-estar, diarreia, dores no corpo e na cabeça, febre. Diferente das outras doenças, a Babesiose causa icterícia e anemia.

O tratamento consiste na combinação de antibióticos e antiparasitário, internações e transfusão de sangue.

Babesiose
Babesiose

Erliquiose Humana

Esta doença tem o mesmo vetor que as outras, o carrapato-estrela. Porém, sua bactéria é a Ehrlichia chaffeensis, endêmica nos Estados Unidos. Seu sintomas tem o início abrupto,  fadiga e mal-estar, diarreia, dores no corpo, dores na cabeça, tosse e febre. Caso não seja tratada rapidamente, pode acarretar coagulação do sangue e obstrução dos vasos sanguíneos; convulsões, falência dos órgãos e coma.

O tratamento para a erliquiose é a internação, uso de antibióticos e antiparasitário, e internações.

Como Retirar o Carrapato da Pele

Não é correto espremer o local onde o carrapato se encontra, acender uma chama para esquentá-lo na tentativa de que ele solte a pele; ou muito menos, utilizar produtos como sabão ou álcool.

Erliquiose Humana
Erliquiose Humana

O ideal, é que com uma pinça, você segure o animal e, devagar, puxe-o para cima sem parar. Caso o pedaço com a boca do aracnídeo ainda estiver grudada na pele, limpe a pinça e tente novamente. 

Caso sinta algum sintoma, procure um médico imediatamente.

Maneiras de se Evitar Picadas de Carrapato

Existem muitas maneiras de se evitar uma possível picada de carrapato. Algumas delas são:

  • quando frequentar ambientes de naturais (com árvores, gramas, arbustos e plantas) ande pela trilha de terra e evite encostar nos vegetais;
  • uso de repelente com DEET;
  • utilizar roupas compridas, de preferência brancas ou claras, com as calças para dentro de meias ou calçados

Veja também

Quanto Tempo Após o Nascimento Pode Dar Banho no Cachorro?

Ter um filhote canino em casa é sinal de bagunça, brincadeira e correria. Por conta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *