Home / Animais / Mosca-da-Fruta: Características, Como Evitar, Habitat E Fotos

Mosca-da-Fruta: Características, Como Evitar, Habitat E Fotos

No verão, geralmente temos a tendência de comer menos, pois nosso corpo necessita mais hidratação do que saciedade. Isso nos leva a um consumo maior de alimentos leves e ricos em líquido, como as frutas. O “grande porém”, é que o verão geralmente traz consigo algumas infestações de moscas, principalmente aquelas pequenas que adoram as frutas, a Mosca-da-Fruta. Mas afinal, o que você sabe sobre elas? Neste artigo iremos mostrar como evitar esses insetos, suas características e malefícios.

As Moscas, são insetos que fazem parte da subordem Brachycera, que por sua vez, são parte da ordem Diptera (do grego: Di = duas; ptera = asas), ou seja, animais que possuem um par de asas. Como todo artrópode, o corpo da mosca não é diferente, possui três partes principais: cabeça, tórax e abdome. 

Cabeça

Ela tem dois olhos que ocupam a maior parte da cabeça, formados por cerca de 4000 omatídeos – nome dado às unidades que formam os olhos de todos os artrópodes -, que dão a esses insetos uma visão de praticamente 360 graus. 

Possuem uma grande quantidade de estruturas sensoriais espalhadas pelo corpo, incluindo as antenas, que permitem a elas perceberem mudanças ou movimentos mínimos no ar. Estes artifícios servem como alerta para a chegada de um possível predador ou inimigo. Como as Moscas não possuem dentes ou artifícios para triturar alimentos, seu aparelho bucal é uma espécie de tubo chamados Labelo. 

Mosca da Fruta Características

Tórax

Os músculos da mosca inserem-se na parede interna do tórax com 3 linhas longitudinais, onde estão acopladas as seis pernas e as asas do inseto. No final de cada perna estão duas unhas, sobre as quais há uma espécie de almofada adesiva, que permite ao inseto andar em qualquer superfície. Essa parte adesiva contém pelos, o que torna a mosca uma propagadora de doenças em potencial.

Esta região é o centro das funções viscerais, reprodutivas e dos movimentos respiratórios do inseto. A mosca respira através de orifícios de ar, chamados espiráculos, situados na lateral de seu corpo. Este circula dos orifícios para dentro de tubos, transportando oxigênio. 

A Mosca-da-Fruta

São duas as famílias conhecidas por moscas-das-frutas: as moscas do gênero Tephritidae (tefritídeos) e as Drosophilidae (drosófilas). Durante muito tempo as drosófilas foram conhecidas como ‘moscas-das-frutas’, entretanto essa nomenclatura já não é mais adequada por referir-se mais apropriadamente às moscas da família Tephritidae, que causam prejuízo aos fruticultores.

As drosófilas, apresentam cerca de duas mil espécies, sendo a Drosophila melanogaster, a mosca mais conhecida desse gênero. As drosófilas se alimentam de leveduras em frutos já caídos em início de decomposição, portanto, não causam prejuízo na agricultura.

Mosca da Fruta

Já as moscas do gênero Tephritidae é grupo que detém mais espécies na Ordem Diptera. São cerca de 5000 espécies dessa família, com quase 500 gêneros.

Habitat e Alimentação da Mosca-da-Fruta

Costumam viver locais com frutas e vegetais em geral. São consideradas pragas, porque atacam o interior de frutos e frutas. Por isso, são as principais inimigas da fruticultura mundial.

Por se alimentarem de substâncias vegetais, principalmente as açucaradas, ingerem o interior das frutas, depositando uma gota de saliva sobre a mesma para dissolvê-la e em seguida a sugam. Geralmente seus alvos são frutas dos gêneros Rutaceae (Laranja-azeda, laranja-doce, limão-cravo, mexerica, tangerina, etc), Rosaceas (Maçã, pêra, ameixa, nectarina, pêssego, etc), Anacardiaceas (Manga, caju, ciriguela, cajá-manga, etc), Myrtaceae (Goiaba, pitanga, jabuticaba, jambo, etc), Annonaceae (Graviola), Caricaceae (Mamão), Malpighiaceae (Acerola, cereja, etc), Passifloraceae (Maracujá), Sapotaceae (Sapotí).

Algumas espécies têm um alto grau de invasão e colonização em frutas e frutos específicos, já outras, conseguem se adaptar a outros ambientes. Tudo depende da característica da fruta, como forma, tamanho, tempo de vida e quais propriedades contém.

Reprodução e Ciclo de Vida da Mosca-da-Fruta

Os machos liberam feromônios que atraem as fêmeas para que ocorra a cópula. O período de pré-oviposição varia de 13 a 19 dias (período gasto para a maturação dos óvulos). Nesse período, as fêmeas se alimentam das frutas (ricas em proteínas) para o desenvolvimento dos ovos. 

As fêmeas deixam seus ovos na polpa das frutas, logo abaixo da epiderme. Após 48 horas, os ovos eclodem e saem as larvas. Nesse estágio, desenvolvem-se dentro da fruta, onde se alimentam da polpa, deteriorando o fruto com a ajuda de bactérias e fungos que se alojam ali. 

A medida que a larva se torna pupa, a fruta apodrece. Após um período, a pupa sai da fruta podre já adulta, em direção a outra fruta ou algum rastro de feromônios, de forma a recomeçar o ciclo.

Malefícios da Mosca-da-Fruta

Devido à natureza de hábitos dessa mosca, são originados estragos de três formas: diretamente na produção das frutas, durante o processo de comercialização e na parte do fechamento das mercadorias a serem exportadas. Países que importam ou exportam as frutas podem até mesmo parar a comercialização, devido às barreiras sanitárias.

Isso faz com que o custo de produção para os fruti-produtores aumente, devido à demanda de mão-de-obra e insumos para o seu controle. Anualmente, as moscas-das-frutas causam cerca de um bilhão de dólares em prejuízos. Por isso, são consideradas pragas de primeiro grau, pois causam enormes danos aos fruticultura mundial. 

Como Evitá-las?

Nas produções, utiliza-se com frequência o ensacamento das frutas, diminuição de frutas silvestres e caídas no chão e o monitoramento das plantações. Já no ambiente caseiro, métodos simples e de baixo custo para evitar as moscas-das-frutas são:

  • evitar as moscas, jogando fora os restos de comida e mantendo a laxa de lixo limpa;
  • plante manjericão ou utilize cedro para propagar seu cheiro, pois odor destes itens afasta moscas-das-frutas;
  • mantenha o ambiente limpo;

Eliminando as Moscas 

Nas produções, produtores costumam pulverizar todo o pomar, utilizando inseticidas que apresentem ação de profundidade e fumigação. Já em ambientes domésticos, um truque simples e baratos é utilizar uma garrafa com uma solução natural (açúcar, vinagre e detergente) ou resto de vinho como armadilha. Assim as moscas não conseguem sair atraídas pelo cheiro doce e acabam morrendo.

Veja também

Distribuição Geográfica do Lobo Marinho: Onde Vive Cada Tipo?

O lobo marinho é um dos animais mais surpreendentes que se tem notícias, e diversos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *