Home / Animais / Moreia Gigante Existe? Onde Elas Vivem? Qual Seu Tamanho?

Moreia Gigante Existe? Onde Elas Vivem? Qual Seu Tamanho?

A moreia gigante existe! Com o nome científico Gymnothorax javanicus, é pertencente à família Muraenidae. As moreias gigantes se mostram como seres cosmopolitas. Elas são vistas em mares tropicais e temperados, mesmo com a maior parte das populações sendo encontrada em recifes e corais de oceanos quentes.

É comum ver esse tipo de animal:

  • Na região indo-pacífica;
  • No mar Andaman;
  • No mar vermelho;
  • Na África oriental;
  • Nas ilhas Pitcairn;
  • Nas ilhas Ryukyu e havaiana;
  • Na Nova Caledônia;
  • Nas ilhas Fiji;
  • Nas ilhas austral.

Ele geralmente é encontrado em águas rasas entre rochas e recifes em lagoas.

Características da Moreia Gigante

Como o nome sugere, trata-se de uma enguia grande, com o comprimento de até 3 metros e peso de 30 kg. Enquanto os jovens são de cor marrom com enormes manchas pretas, adultos têm manchas pretas também. Mas estas se classificam em manchas semelhantes às de leopardos atrás da cabeça, bem como uma área escura.

Em torno das aberturas branquiais, existe uma cor de base esverdeada com manchas escuras e uma área mais pálida ao redor o rosto. Em algumas espécies, o interior da boca também é padronizado.

O corpo é longo e pesado, contudo, é muito flexível e se move com facilidade. A barbatana dorsal estende-se logo atrás da cabeça e segue pelas costas e une-se perfeitamente às barbatanas anal e caudal. A maioria das espécies  da moreia gigante não possui barbatanas peitorais e pélvicas, aumentando sua aparência serpentina.

Seus olhos são pequenos, de modo que tende a confiar em seu altamente desenvolvido olfato, esperando para efetuar a emboscada em suas presas. Suas mandíbulas têm a aparência larga, moldando um saliente focinho.

A maioria dos exemplares possui dentes grandes, projetados para rasgar carne. Também podem agarrar itens de presas escorregadias, sendo plenamente capazes de ferir seriamente os humanos.

Um Pouco Mais de Sua Descrição

A moreia gigante secreta um muco protetor sobre a pele lisa e sem escamas que, em algumas espécies, contém uma toxina. As moreias têm pele muito mais espessa e altas densidades de células caliciformes na epiderme. Isso permite que o muco seja produzido a uma taxa mais alta do que nas outras espécies de enguias.

Dessa forma, os grânulos de areia aderem aos lados de suas tocas, tornando as paredes mais permanentes devido à glicosilação de mucinas no muco. Suas pequenas brânquias circulares, localizadas nos flancos, bem posteriores à boca, exigem que a moreia gigante mantenha um espaço para facilitar a respiração.

Normalmente, apenas sua cabeça é visível saindo do recife. Contudo, ocasionalmente passará um tempo com a cabeça e grande parte do corpo se estendendo até a coluna d’água. Geralmente é uma espécie solitária, mas também pode ser vista em duplas, compartilhando a mesma caverna ou fenda.

Alimentação do Animal

A moreia gigante é carnívoro e faz a maior parte de sua caça à noite. Como mencionado acima, não é incomum vê-la caçando durante a luz do sol. Se houver mergulhadores na área, isso fará com que ela volte a se esconder.

Alimentam-se principalmente de pequenos crustáceos e peixes. Mas também são predados pelo fato de ser ocasionalmente capturado por pescadores que usam iscas do tipo.

As moreias possuem um segundo grupo de mandíbulas na garganta, chamado mandíbula faríngea, que também possui dentes. Ao se alimentar, esses animais se prendem à presa com suas mandíbulas externas. Eles então empurram suas mandíbulas da faringe, que são colocadas de volta na falange, em direção à boca.

Assim, se agarram a presa e a puxam para a garganta e o estômago. Moreias podem ser classificadas como os únicos peixes que usam mandíbulas da faringe para capturar seus alimentos. A principal ferramenta de caça é o excelente olfato, que compensa a falta de visão. Isso significa que criaturas enfraquecidas ou mortas são a comida preferida da moreia gigante.

Moreia Gigante  no Buraco
Moreia Gigante no Buraco

Reprodução da Moreia Gigante

Estudos têm demonstrado hermafroditismo em moreias, algumas sendo sequenciais e outras síncronas. Estas podem se reproduzir com ambos os sexos. O namoro geralmente ocorre quando as temperaturas da água são altas.

Depois de “flertarem” um com o outro, eles envolvem seus corpos e simultaneamente liberam óvulos e esperma. Depois de eclodirem, as larvas flutuam pelo oceano por aproximadamente 8 meses antes de se tornarem elfos e, eventualmente, uma moreia gigante.

A Espécie na Natureza

As moreias gigantes são geralmente alimentadores noturnos e passam os dias em fendas nas rochas. Se alguém estiver mergulhando livremente em um recife pode se deparar com elas com bastante frequência durante o dia.

Geralmente movem-se como uma cobra entre rochas ao invés de nadar. Eles sempre se deslocam na direção oposta quando veem seres humanos.

A moreia gigante é frequentemente vista como um animal particularmente cruel ou de mau humor. Na verdade, ela se esconde de humanos nas fendas, preferindo fugir que lutar.

Esse tipo de moreia é tímida e secreta, atacando os humanos apenas em legítima defesa ou identidade equivocada. A maioria dos ataques resulta da aproximação com as tocas. Mas um número crescente também ocorre durante a alimentação manual por mergulhadores, uma atividade frequentemente usada pelas empresas de mergulho para atrair turistas.

Esses animais têm baixa visão e dependem principalmente do sentido agudo do olfato. Isso dificulta a distinção entre dedos e alimentos retidos. Numerosos mergulhadores perderam os dedos ao tentar alimentar a espécie. Por esse motivo, a alimentação manual foi proibida em alguns locais.

Os dentes enganchados da moreia gigante e o mecanismo de mordida primitivo, mas forte, também tornam as mordidas mais severas nos seres humanos. Isso porque a enguia não pode soltar sua aderência mesmo na morte e deve ser arrancada manualmente.

As moreias têm brânquias circulares proporcionalmente pequenas, localizadas na parte posterior da boca. Assim, estão constantemente abrindo e fechando a boca para facilitar o fluxo de água suficiente sobre as brânquias. Em geral, a abertura e o fechamento da boca não é um comportamento ameaçador, mas não se deve abordar muito de perto. Elas vão morder se ameaçadas.

Ciclo de Vida

Na eclosão, o ovo toma a forma de larva de leptocephalus, que parece objetos finos na forma de folhas. Ela flutua nos oceanos abertos pelas correntes oceânicas. Isso dura mais ou menos 8 meses. Depois nada como meixão para iniciar a vida nos recifes. Depois de três anos, torna-se uma moreia gigante, vivendo entre 6 e 36 anos.

Predação

Sua presa natural consiste principalmente de peixes, mas ela também come caranguejos, camarões e polvos. Esta espécie pode consumir outros espécimes de enguia.

Moreia Gigante Atacando um Tubarão
Moreia Gigante Atacando um Tubarão

Considerações Ecológicas

Esta espécie de moreia é pescada, mas não é considerada em ameaça de extinção. Isso se deve em grande parte à sua toxicidade. A ciguatoxina, a principal toxina da ciguatera, é produzida por um dinoflagelado tóxico e acumula-se na cadeia alimentar. As moreias são as principais dessa cadeia, tornando-as perigosas para a alimentação humana.

Aparentemente, esse fato foi a causa da morte do rei Henrique I da Inglaterra, que morreu pouco depois de se deliciar com uma moreia gigante.

Veja também

Ornitorrinco: Filo, Classe, Reino, Gênero, Família e Espécie

O ornitorrinco é um animal muito curioso. Ele possui características únicas, peculiaridades que nenhum outro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *