Home / Animais / Mini Caranguejo De Aguá Doce Com Fotos

Mini Caranguejo De Aguá Doce Com Fotos

Os caranguejos estão cada vez mais presentes na alimentação e culinário do mundo inteiro. Especialmente no Brasil, esse animal já é um dos favoritos para um lanche ou almoço e janta. Existem algumas várias espécies de caranguejos, que vão desde os maiores até os menores caranguejos possíveis. No post de hoje iremos falar sobre o curioso caranguejo aquático de água doce, também conhecido como mini caranguejo. Mostraremos algumas de suas características, comportamento e muito mais. Tudo isso com fotos para que você possa se situar! Continue lendo para aprender mais sobre esse animal.

Características Gerais Do Mini Caranguejo De Água Doce

Chamados de Trichodactylus, são os pequenos caranguejos dulcícolas totalmente aquáticos e que podem ser vistos em comércios aquarísticos. Eles são mais comuns fora da bacia amazônica, e possuem hábitos noturnos. São bastante abundantes, o que poucos sabe, e por esse motivo tem importância enorme na cadeia trófica de ambientes dulcícolas. Além disso, sua importância também tem haver com o fato de fazerem parte da fonte de alimentação de algumas comunidades, como é o caso das populações ribeirinhas.

Mini Caranguejo De Aguá Doce Andando na Beira da Água
Mini Caranguejo De Aguá Doce Andando na Beira da Água

O nome trichodactylus vem do grego, sendo thríks significando cabelo e daktulos dedo. O seu segundo nome é petropolitanus, e vem de ser um habitante do município de Petrópolis no Rio de Janeiro. Até pouco tempo, essa espécie era considerada exclusiva de solo brasileiro, estando presente em estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Paraná, em domínios principalmente da Mata Atlântica que está em seu processo de quase ser extinta. Porém, foi descoberto que esse animal também está presente ao norte da Argentina.

Seu habitat natural é normalmente em riachos límpidos, que são vindos de lugares montanhosos, mas também podem ser coletados em lagoas e até represas. Vivem entre as rochas ou alguma vegetação aquática, apesar de preferir rochas, pois assim ele consegue se esconder e realizar o mimetismo, uma técnica de defesa no qual ele consegue se camuflar com o ambiente. Suas patas garantem a sua segunda capacidade de defesa e ataque.

Características Físicas Do Mini Caranguejo

Já em relação as características físicas, o mini caranguejo de água doce tem um cefalotórax arredondado. Possui olhos pequenos junto com antenas curtas. Nos machos eles possuem quelípodos grandes e assimétricos. Sua coloração é um marrom escuro avermelhado. O abdômen tem a segmentação de todos os somitos, sem haver fusão, e também não possui muitos dentes na margem da carapaça. Na fêmea, o abdômen é curvado, e apresenta uma bolsa para a incubação dos ovos e para conseguir transportar as crias.

Mini Caranguejo De Aguá Doce Em Cima de Um Tronco Quebrado de Árvore
Mini Caranguejo De Aguá Doce Em Cima de Um Tronco Quebrado de Árvore

Esse caranguejo é completamente aquático, e por isso, não há necessidade de ele vir para a superfície respirar. Apesar disso, conseguem ficar determinado período de tempo fora d’água, especialmente em locais que possuem grande umidade. Quem cria esses mini caranguejos precisa tomar cuidado, pois eles costumam tentar fugir, por isso sempre mantenha o aquário bem fechado.

O corpo do animal é protegido pela carapaça feita de quitina. Na cabeça, temos um aparelho mastigatório com duas mandíbulas e quatro maxilas. Um pedúnculo na cabeça segura os olhos e as antenas. Suas pernas ficam nas laterais do corpo, sendo que o primeiro par de patas é em forma de pinças robustas que são utilizadas tanto para a defesa, quanto para predação, manipulação do alimento e escavação. O restante de pares de patas (quatro) possuem função de locomoção. Nos machos adultos é comum que nas pinças, uma delas seja maior que a outra.

Comportamento E Nicho Ecológico Do Mini Caranguejo De Água Doce

Em relação ao comportamento desse animal, seu tamanho já os deixa meio que inofensivos, mas eles aina reafirmam com um comportamento tranquilo. Alguns acidentes podem ocorrer, pois suas garras são bem fortes. Não são muito ativos, e sua movimentação é lenta e somente quando necessária. Quando não, preferem ficar imóveis. Os machos são ainda mais sedentários que as fêmeas, essas costumam se aventurar mais vezes em habitat terrestre, em busca de uma dieta mais rica. São animais de hábitos noturnos, ficando escondidos até anoitecer, e também são animais escavadores.

Durante a ecdise, ou seja, a troca de carapaça, mantém-se escondidos, pois é o período em que estão vulneráveis sem sua casca protetora. Só voltam a ativa após ter completado totalmente a mudança do exoesqueleto. A carapaça não chega a medir 4 centímetros de largura. Quanto menor a temperatura, mais comum esses animais são de ficar dentro de suas tocas. Podendo até mesmo se tornar diurna sobre determinados períodos. Preferem águas que estejam entre 20 e 32 graus Celsius e com um pH entre 7 e 8, ou seja, uma água mais básica.

São animais que podem viver sozinhos ou em grupos, pois conseguem ser bastante pacíficos. Tanto que ás vezes são encontrados até com caramujos e camarões e algumas espécies de peixes. A alimentação do mini caranguejo de água doce é baseada em uma dieta detrívora. Ou seja, são animais que consomem matérias decompostas, mas também comum algumas plantas. Normalmente, assim como seus outros parentes caranguejos, são chamados de animais catadores de lixo, pois comem tudo que veem pela frente. Especialmente quando estão com escassez de alimento.

Fotos Do Mini Caranguejo De Água Doce

Veja algumas fotos desse animal.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre o mini caranguejo de água doce e suas características. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre caranguejos e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Lista de Raças de Galinhas Gigantes Com Nome e Fotos

Se referir a galinhas gigantes relativiza muito a interpretação. Há raças que são tão fofas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *