Home / Animais / Meu Cachorro Só Quer Ficar no Colo: E Agora?

Meu Cachorro Só Quer Ficar no Colo: E Agora?

É muito comum quem tem cachorro como animal de estimação, tratá-lo como um membro da família. Às vezes, até como um parente de primeiro grau, chamando-os até de filhos.

Por isso, por terem um tratamento diferenciado, serem muito mimados, desenvolvem um comportamento não muito positivo, pelo fato de não serem educados da forma correta. Com isso, eles fazem o que têm vontade, sem controle e educação, causando constrangimento e desordem dentro de casa, ou até mesmo quando saem para um passeio.

E uma das manias mais comuns dos cães mimados é ficarem somente no colo do dono. Se esse é o seu caso, continue lendo e descubra aqui o que fazer nesse caso.

Erros Mais Comuns na Criação de Cachorros

Todo animal, quando chega em um ambiente familiar, é normal ser tratado com todo carinho e cuidado, independente se ser um filhote ou um animal adulto.

A novidade de ter um animal, que provavelmente será tratado como mais um membro na família, causa mais reações em excesso no sentido de super proteção, e menos de imposição de regras dentro de casa para esse pet que acabou de chegar.

Os Erros Mais Comuns São:

Os erros mais comuns estão relacionados ao adestramento. Por isso, muitos médicos veterinários indicam que o processo de adestramento deve começar só após o cachorro completar seis meses de vida.

Mas, segundo estudos, os cachorros já têm instinto para compreender comandos desde que nascem. Porém, o que os donos entendem, na maioria das vezes, é que esses animais tão pequenos precisam somente de uma boa alimentação e carinho.

No entanto, isso prejudica o desenvolvimento do animal, no que diz respeito ao seu entendimento sobre regras e comportamento dentro e fora de casa. Dando a eles colo o tempo todo, não separando um local apropriado pra eles dormirem, eles não entendem que há tempo e local apropriado para isso.

Sendo assim, eles vão querer, independente do lugar que estejam, que seus donos os leve no colo o tempo todo, causando cansaço e irritação em seus donos. Pois, em algum momento, a pessoa irá querer deixá-lo em sua caminha ou em casa.

Contudo, o animal não irá aceitar, gerando uma situação grande de estresse, acabando por tornar uma relação, que deveria ser de amor e compreensão, em um peso a ser carregado diariamente.

O meio mais eficiente de evitar esse problema é ensinar desde muito cedo, usar de métodos de adestramento, instruído por especialistas da área. Assim, você deverá deixar claro que há momentos de carinho, de colo e momentos de cumprimento de regras.

Ter um local separado para que o cachorro durma e faça suas refeições é de suma importância. Pois isso ajuda até mesmo para que o cachorro desenvolva sua independência dentro da casa.

Uma vez que ele passa a ter discernindo sobre onde estão suas coisas, indo até a vasilha que se encontra sua ração, por exemplo. Sem que seu dono precise colocar, literalmente, na sua boca.

Todos os Cães Gostam de Colo?

Assim como os seres humanos, os cães são diferentes uns dos outros. Assim, apesar dos mimos, nem todos se adaptam a ficarem somente no colo. O que pode causar um entendimento errado, pois o dono pode achar que seu cachorro não gosta dele.

No entanto, muitas vezes isso não tem nada a ver, pois até a raça do cão em questão interfere nesse comportamento. Existem dois tipos mais comuns de cães: os dominantes e os submissos.

Cães Gostam de Colo

Cães Dominantes

Os cães dominantes apresentam um comportamento mais autônomo, independente do comportamento do seu dono. O que não quer dizer que não gostam de carinho.

Eles apresentam uma característica marcante de demonstrarem que são líderes em situações como, por exemplo, na hora da brincadeira. Se o seu dono deitar sobre ele, fazendo-o como uma espécie de travesseiro ou algo semelhante, o cão dominante tende a se afastar. Pois o cão imagina que perdeu o controle da situação.

Cães Submissos

Os cães que apresentam uma característica de serem submissos, já demonstram mais carência e buscam maior aproximação de seus donos. Eles amam serem acariciados, que os donos os peguem no colo.

Além disso, eles correspondem aos abraços também. Esse tipo de atitude, quando bem recebidas do seu dono, não são interpretados por eles como um ato de domínio sobre, mas apenas como carinho e proteção.

Como Distinguir Um Cão Dominante de Um Cão Submisso

É muito importante saber diferenciar qual é o tipo do seu cão, pois fica mais fácil compreender os métodos mais adequados para usar em sua educação. E também como deve ser o relacionamento do animal com o seu dono.

Os cães submissos são facilmente encontrados. Eles se adaptam bem ao processo de adestramento, obedecem a seu dono e não têm dificuldade de conviverem com outros cães.

Apesar da palavra submisso não ter um significado muito bem aceito no que diz respeito as relações humanas, no mundo animal não é uma característica ruim. Isso não faz do cão submisso um animal de natureza fraca. Pelo contrário, esse tipo de cão torna o relacionamento fácil e agradável para ambos os lados.

Já os cães dominantes possuem uma personalidade forte e marcante. Mas isso não quer dizer que sejam cães ruins, que não gostam de contato físico com os humanos e até mesmo com outros cachorros.

Nem sempre são bravos e perigosos. Além disso, essa característica também não tem a ver com o seu tamanho. Afinal de contas, ter um instinto dominante nunca foi uma questão de possuir uma estatura pequena ou grande.

Uma característica muito forte que os cães dominantes apresentam é a teimosia. Eles são resistentes quanto a obedecer aos comandos dados por seus donos. São insistentes, fazendo coisas que os donos já proibiram por diversas vezes.

Além de terem o hábito de olhar fixamente nos olhos das pessoas ou animais dos quais tenham uma certa convivência.

Seja seu cão de personalidade dominante ou submissa, o modo de criá-lo será ser sempre o melhor meio de evitar problemas de convivência futuramente. No entanto, pense bem antes da escolha dos métodos que serão utilizados, pois eles influenciarão de forma direta na construção de ambiente, onde o convívio deve ser de muita paz e alegria, tanto para seus donos quanto para seus animais de estimação.

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *