Home / Animais / Marreca-Pardinha: Características, Nome Científico e Fotos

Marreca-Pardinha: Características, Nome Científico e Fotos

A marreca-pardinha ou Anas flavirostris, é uma espécie de ave, ou melhor, marreca proveniente da região meridional da América do Sul. Essa ave tem 41,5 cm de comprimento, com corpo com pintas na coloração marrom. Entretanto, se destaca o dorso mais escuro.

Seu peito é salpicado, com vértice negro, cauda curta e bico na cor azul-acinzentado, tendo a cor amarela em sua base. É conhecida como:

  • Assobiadeira
  • Danadinha
  • Assoviadeira
  • Marreca-pintdda
  • Parda pequena
  • Marreca assoviadeira

É encontrada nas regiões sul e sudeste do Brasil, entre a estação da primavera e verão chegando ao Rio Grande do Sul como também em Santa Catarina. Já no inverno chega ao estado do Paraná, assim como sudeste de São Paulo e Rio de Janeiro. Porém, também passa pelos antes chegando até a Venezuela.

Que tal sabermos mais sobre a Marreca-pardinha?  Características, Nome Científico e Fotos?

Características da Marreca-pardinha

A marreca-pardinha pode pesar de 388 a 830 gramas e medir de 35 a 45 cm de comprimento. Como já descrito anteriormente, tem o corpo todo pintalgado na cor marrom.

Sua cabeça e pescoço também são marrons, mas, com inúmeras linhas transversais na cor preta.

Já sua testa, a base do bico bem como suas bochechas possui coloração mais escura, o que acontece semelhantemente em seu vértice. Seus olhos são pequenos e com íris escuras, apresentando uma tênue faixa trans-ocular na cor preta.

A extremidade distal do seu bico é semelhantemente preta e suas penas coberteiras, escuras. Suas penas primárias de vôo têm coloração negra com uma fina borda na cor canela. Suas asas têm espelho alar negro, apresentando 3 faixas distintas.

Uma de suas faixas é escura com nuance verde metálico e posicionada bem entre as outras 2 faixas das quais, uma é acastanhada e outra branca. Já os pelos que recobrem suas vértebras, uropígios, é acinzentado.

Sua cauda é de coloração marrom-acinzentada, curta e também pontuda. O peito tem cor castanho claro com manchas, certamente , mais escuras que vão diminuindo, indo em direção a parte ventral da ave.

Essas aves acabam ficando mais esbranquiçadas na área inferior do ventre e crisso (parte final do abdômen). Já os flancos têm coloração acinzentada, não apresentando manchas, em geral.

Também apresenta manchas espaçadas como também mais arredondas que em sua subespécie nominal.

Quando a marreca-pardinha voa, ela mostra um espelho alar branca, verde e ocre, formando 3 faixas bem marcadas. Ela tem um costume curioso e bem interessante. A marreca-pardinha faz seu ninho bem em cima do ninho das caturritas.

Casal de Marreca-Pardinha
Casal de Marreca-Pardinha

Essa ave geralmente vive em pares como também em pequenos grupos e frequenta lagos grandiosos de águas abertas, assim como lagoas interioranas e estuários de rios.

Não existem muitos dados em relação a sua reprodução. Mas, sabe-se que essa espécie faz seus ninhos em países que fazem parte do Cone Sul e também no interior do estado do Rio Grande do Sul.

A subespécie, chamada oxyptera, por exemplo, que pouco é encontrada aqui no Brasil, possui cabeça com coloração mais pálida e cores mais cinzentas na região do peito e bem menos marcadas.

Nome Científico da Marreca-Pardinha

O nome científico da marreca-pardinha vem do latim anas, que significa pato e do latim flavus, que significa amarelo e também rostris que quer dizer bico e flavirostris que significa bico amarelo. Formando o nome Pato de bico amarelo.

Perigo de Extinção!

Saiba que infelizmente a Marreca-pardinha já está correndo o risco de extinção aqui no Brasil, segundo a UICN, União Internacional para Conservação da Natureza. Na atualidade, existe uma grande preocupação com a fauna ao redor do mundo.

É necessário que a população mundial tenha consciência da importância dos animais reconhecendo que merecem respeito. Por esse motivo, todos devem colaborar, dentro das suas possibilidades, para que eles tenham garantido seu direto a vida, sendo bem tratados, e não sofrendo situações destruidoras como caçadas ou queimas em seu habitat.

Filhote de Marreca-Pardinha
Filhote de Marreca-Pardinha

Classificação Científica Da Marreca-Pardinha

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Aves
  • Ordem: Anseriformes
  • Família: Anatidae
  • Gênero: Anas
  • Especie: A. flavirostris
  • Nome binomial: Anas flavirostris

Dicas Para Criar Marreca-Pardinha

Agora que já sabemos muito sobre Marreca-pardinha: Características, Nome Científico, etc – conheça algumas dicas para criar essa ave em cativeiro!

1- Local: é preciso um local adequado para criar essas aves, assim como outras, é claro. No caso da Marreca-pardinha o ideal é o cativeiro em áreas rurais e que tenha obrigatoriamente, um tanque d’água (natural ou adaptado).

Para cada 4 Marreca-pardinha é preciso, ao menos, um tanque de 2 metros quadrados com 30 centímetros. O local deve ter espaço sufciente para as aves se locomoverem e conter gramado.

2 – Abrigo: um lugar para o descanso e a proteção da Marreca-pardinha é fundamental. Esse abrigo pode ser construído com bambu ou sapê, por exemplo. O tamanho deve ter o triplo do tamanho de cada ave.

Criação de Marreca-Pardinha
Criação de Marreca-Pardinha

3- Alimentação: há boas opções de ração para aves como  Marreca-pardinha no mercado. Essa alimentação pode ser disponibilizada para a ave de 2 a 3 vezes ao dia, para não ocorrer sobrepeso.É importante deixar a vista hortaliças e frutas para a própria ave complementar a alimentação.

Um bebedouro pode ser instalado perto do local de alimentação – sempre com água limpa e fresca.

4  – Chocadeira: é fundamental ter um espaço que sirva de chocadeira, caso exista a chance das aves de reproduzirem. Vale ressaltar, que muitas vezes, marrecos em geral não chocam os próprios ovos, assim, providencia uma estufa, certo? O local deve ficar separado do restante do abrigo, por cercados, por exemplo – para a segurança da progenitora e dos ovos.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *