Home / Animais / Marreca-Caneleira ou Marreca-Piadeira: Características

Marreca-Caneleira ou Marreca-Piadeira: Características

Os marrecos podem ser de muitos tipos, já que as espécies são diversas e as características mudam muito de acordo com cada tipo de animal. Dessa maneira, há uma série de questões sobre os marrecos que devem ser abordadas, pois o modo de vida diferenciado faz com que cada tipo possua ainda mais valor.

Além disso, fisicamente as espécies mudam muito. Um bom exemplo disso é a chamada marreca-canaleira, que habita a parte Sul do planeta, diferentemente da grande maioria dos outros marrecos. Isso porque os marrecos, em geral, possuem mais facilidade para sobreviver no Hemisfério Norte; como exemplo disso, a Rússia é a maior exportadora de marrecos de todo o planeta.

Ademais, a marreca-canaleira possui uma coloração mais voltada para o vermelho em sua plumagem, o que dá a sensação de o animal sequer ser um marreco. Mas, acreditando ou não, essa espécie é um exemplar de marreco. De porte médio, a marreca-canaleira pode ultrapassar 50 centímetros de altura, o que é muito considerável para um marreco. Se você possui mais interesse em descobrir como se dá o modo de vida da marreca-canaleira, além de entender as principais características desse animal, veja mais informações logo abaixo.

Características Físicas da Marreca-Canaleira

A marreca-canaleira pode variar entre 45 e 53 centímetros da altura, o que dá um porte médio ao animal. Além disso, em estado máximo de alimentação, comendo a todo momento, a espécie consegue passar um pouco de 1 quilo, embora seja mais comum pesar ainda menos. Portanto, como é possível notar, a marreca-canaleira não possui tanta força e seria uma presa bastante fácil na natureza.

O animal possui a plumagem na cor vermelha, em um tom claro. Essa coloração ajuda a marreca-canaleira a se esconder de predadores, pois o vermelho não é muito forte e, dessa maneira, o animal consegue se locomover sem chamar tanto a atenção. Os lados da marreca são brancos, com detalhes que formam uma imagem bonita. Já o bico é preto, bastante forte, e funciona muito bem quando se trata de comer insetos.

Na verdade, a marreca-canaleira é uma boa caçadora quando na água e, por vezes, chega a se movimentar com a cabeça voltada para baixo, pois dessa maneira se torna capaz de atacar as presas sempre que necessário. As pernas da ave são finas e magras, o que impede uma boa movimentação em ambiente terrestre, mas vale lembrar que a capacidade de voo da marreca-canaleira é bastante considerável.

Comportamento da Marreca-Canaleira

A marreca-canaleira não é muito grande e tampouco consegue se defender muito bem, então não costuma se relacionar de maneira tão amistosa com as pessoas – o animal tenta fugir sempre que possível. A ave se encontra em pequenos grupos, o que ajuda um pouco no momento de se defender dos predadores. Portanto, por ser ágil e viver em grupos que variam entre três e seis membros, em geral a marreca-canaleira consegue se livrar de muitos ataques.

O animal caminha melhor do que a grande maioria dos marrecos, mas ainda assim não o faz de maneira tão eficiente, já que as longas pernas dificultam um pouco a capacidade de equilíbrio. A marreca-canaleira quase não se aproxima das árvores, mesmo quando está voando e precisa descansar. O mais natural é que a ave descanse em lagoas ou rios, onde se vê mais segura.

Marreca-Caneleira Nadando
Marreca-Caneleira Nadando

Quando em grupos, os animais do bando emitem sinais sonoros logo que veem alguma ameaça, algo importante para proteger uns aos outros das ameças criadas por outros animais. Por passar bastante tempo na água, mas também muito tempo em voo, a marreca-canaleira não costuma apresentar parasitas pelo corpo, algo comum em aves de outros tipos.

Reprodução da Marreca-Canaleira

A fase de reprodução da marreca-canaleira tem forte relação com a boa oferta de água. Nesse sentido, o animal se reproduz quando há mais chuvas e rios mais cheios, o que costuma acontecer entre janeiro e dezembro na América do Sul. Já na América do Norte, onde o período de chuvas acontece em momento diferente, é mais natural que a marreca-canaleira se reproduza entre junho e agosto.

Muitos casais costumam reproduzir próximos, criando ninhos também muitos próximos. Em geral, quando há muitos animais, os ninhos costumam ficar a uma distância de aproximadamente 50 metros uns dos outros. Esse ninho é feito a partir de lama, gravetos e folhas, sempre na tentativa de esconder os ovos para proteger os futuros filhotes.

Ovos de Marreca-Caneleira
Ovos de Marreca-Caneleira

O casal costuma chocar os ovos de forma alternada, com ajuda do pai e da mãe. Porém, na maioria das vezes o pai faz a maior parte do serviço. Os filhotes costumam passar pouquíssimo tempo com os pais, já que abandonam os ninhos após um ou dois dias. Assim, a taxa de mortes nas primeiras semanas de vida é muito alta, pois o filhote ainda não possui todas as armas necessárias para a sua defesa.

Alimentação da Marreca-Canaleira

A marreca-canaleira costuma se alimentar em grupos, ao longo do dia ou na parte da noite. O animal pode comer moluscos, insetos ou plantas aquáticas. Porém, o mais natural é que as plantas sejam parte central da rotina alimentar da marreca-canaleira.

Além disso, a marreca ainda pode comer ração quando em cativeiro, o que é mais comum. Por vezes, em busca do seu alimento, a marreca-canaleira pode mergulhar muito profundamente para encontrar sua comida – o animal pode chegar a 1 metro de profundidade em busca de alimentos. É possível que a marreca-canaleira coma arroz em cativeiro, já que o animal tende a gostar.

Marreca-Canaleira na Grama
Marreca-Canaleira na Grama

Estado de Conservação

A marreca-canaleira está em ótimo estado de conservação, com números positivos pelo mundo. A boa notícia para essa espécie é o fato de ser capaz de sobreviver em grande parte do planeta, o que é um trunfo importante.

Assim, ainda que haja a destruição do seu habitat em certos locais, sempre há a possibilidade de migrar ara outras áreas – ao longo da sua vida, a marreca-canaleira pode fazer longas rotas de migração. Segundo dados da IUCN (União Internacional Para a Conservação da Natureza), a população da marreca-canaleira em todo o mundo gira ao redor de 1,4 milhão, o que é algo muito positivo.

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *