Home / Animais / Mariposa Falcão: Características, Nome Cientifico e Fotos

Mariposa Falcão: Características, Nome Cientifico e Fotos

A mariposa falcão, de nome científico, Daphnis nerii, é uma mariposa da família Sphingidae. Essa é uma das mariposas mais bonitas e fortes do mundo, tanto por isso, que é comumente procurada pelos amantes desses animais.

Quer conhecer as curiosidades e especificações da espécie? Então basta ler o artigo até o fim e conhecer esse maravilhoso inseto.

Essa mariposa é encontrada em grandes áreas da África, Ásia e certas ilhas havaianas. Ela foi introduzida para controlar oleandros invasores, bem como para polinizar espécies ameaçadas. É uma espécie migratória que voa para partes do leste e sul durante o verão.

Hábitos Alimentares

Os exemplares adultos se alimentam de néctar de uma grande variedade de flores. Eles preferem espécies perfumadas como petúnia, jasmim e madressilva. Eles são especialmente ativos no crepúsculo, pairando sobre as flores após o pôr do sol.

As lagartas se alimentam principalmente de folhas de oleandro (Nerium oleander), uma planta altamente tóxica, à qual as lagartas são imunes. Elas também podem se alimentar da maioria das outras plantas, como Adenium obesum.

Mariposa Falcão Hábitos Alimentares

Comportamento de Voo

O voo é um aspecto importante da vida da mariposa falcão. É usado para fugir de predadores, procurar comida e encontrar parceiros em tempo hábil. Isso porque a espécie não vive muito depois da eclosão.

É a principal forma de locomoção também. Nessas mariposas, os antebraços e as patas traseiras são acoplados mecanicamente e batem em sincronia. O voo é anteromotor, ou sendo conduzido principalmente pela ação dos elementos anteriores.

Embora a mariposa falcão ainda consiga voar quando as patas traseiras são cortadas, isso reduz sua capacidade de voo e rotação linear.

Essa espécie precisam estar quente, cerca de 25 a 26° C  para voar. Ela depende da temperatura corporal ser suficientemente alta e, como não pode regulá-la, isso depende do ambiente.

As mariposas, então, se aquecem ao sol, abrindo as asas para obter a máxima exposição à luz. Entretanto, em climas mais quentes, elas podem superaquecer facilmente, de modo que geralmente são ativas apenas nas partes mais frias do dia, no início da manhã, no final da tarde ou no início da noite.

Ciclo de Vida

As larvas da mariposa falcão recém-eclodidas têm de três a quatro milímetros de comprimento. São amarelo brilhante e têm um “chifre” preto e alongado na parte traseira do corpo.

À medida que envelhecem, as larvas tornam-se verdes e marrons com um grande olho azul e branco perto da cabeça. Sem contar com um “chifre” amarelo na parte traseira.

Mariposa Falcão Ciclo de Vida

Há também uma faixa branca ao longo do lado do corpo, com pequenos pontos brancos e azulados ao lado. Os espiráculos nas laterais do corpo são pretos.  As larvas da mariposa falcão mais antigas medem cerca de 7,5 a 8,5 centímetros de comprimento.

As Várias Etapas da Vida da Mariposa Falcão

Ovo

Ele é verde claro, quase esférico (1,50 x 1,25 mm), com caroços minúsculos, pequeno para o tamanho de mariposa. Colocadas isoladamente nas superfícies superior e inferior de folhas jovens de arbustos isolados, de preferência abrigados, especialmente nos pés de falésias ou perto de casas, ou em clareiras entre árvores.

As fêmeas costumam voar ao redor de uma planta várias vezes antes de se aproximar com um voo pendular. A maioria leva até doze dias para eclodir, mas, durante o tempo quente, alguns eclodem em apenas cinco.

Mariposa Falcão Ovo

Larva

A larva da mariposa falcão é verde ou marrom. As larvas recém-eclodidas (3 a 4 mm), que consomem suas cascas de ovos, são amarelas brilhantes com um chifre preto incomumente longo e muito fino.

No entanto, ao começar com sua alimentação, rapidamente assume uma tonalidade esverdeada. Após a primeira muda, a cor primária torna-se verde-maçã com uma linha dorso-lateral branca do segmento abdominal.

Com o crescimento, as manchas nos olhos ficam azuis com centros brancos, rodeados de preto. Ela também possui um invólucro bulboso incomum até o penúltimo ínstar. As larvas adultas mostram pouca diferença em relação às mais jovens, exceto pela alteração das manchas oculares.

O chifre perde sua tampa bulbosa e fica laranja com uma ponta preta, finamente verrugada e curvada para baixo. Em alguns indivíduos, a superfície dorsal é rosada, enquanto na maioria, a linha dorso-lateral fica com bordas em azul. No estágio final, algumas assumem uma cor bronze com segmentos anteriores em vermelho rosado, o que tende a mascarar a coloração pré-pupação.

Mariposa Falcão Larva

Quando jovens, as larvas se alimentam totalmente expostas nas folhas e flores mais altas. Quando maiores, tendem a se esconder mais abaixo dos galhos, ou mesmo quando não se alimentam durante o dia, no chão sob pedras.

Aqueles que optam por permanecer no planta hospedeira descansam ao longo da superfície inferior ou caule de uma folha. Assim, os seus quatro primeiros segmentos do corpo ficam levemente curvados.

Quando perturbada pela primeira vez, a lagarta se estende para se parecer com uma folha de oleandro. Com mais perturbações, os segmentos anteriores são arqueados, revelando subitamente as surpreendentes manchas oculares. Neste ponto, o conteúdo nocivo do intestino também pode ser regurgitado.

Pupa

Durante a fase da pupa, a mariposa falcão chega a medir de 60 até 75mm. A cor da cabeça, do tórax, das asas, laterais e abdômen, vão da tonalidade opaca até laranja.

Amplamente arredondado na frente, os ombros não salientes. A antena é ligeiramente mais curta do que em outras espécies de mariposas.

Mariposa Falcão Pupa

A pupa é formada em um casulo amarelo frouxamente fiado entre detritos secos no chão. Ela é livre no casulo, movendo vigorosamente os segmentos abdominais quando tocada. Raramente sobrevive aos invernos extremos.

Por Que a Mariposa Falcão é Tão Incrível

Essa espécie é uma das mais curiosas que existem. Caso você não saiba, outras lagartas podem ser incrivelmente bonitas, mas essa não. Ela se parece um pouco com um alienígena.

Mas, em contrapartida, a lagarta da mariposa falcão come toxinas. Quando nesse estágio, a Daphnis nerii se alimenta principalmente de folhas de oleandro. As folhas desta planta são tóxicas para os seres humanos e vários outros animais.

Mas não se preocupe! Para que ela aja com tanto risco, é preciso consumir uma quantidade considerável. É claro que as lagartas são imunes à toxicidade dessas folhas, então elas estão comendo apenas algo que é tóxico para outras criaturas. A mariposa falcão está nos ajudando!

Veja também

Perfil do Mandril

Hábitat do Mandril: Onde Eles Vivem ?

O mandril (nome científico Mandrillus sphinx) é considerado nada mais nada mesmo do que o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *