Home / Animais / Marimbondo Cego: Características, Nome Científico e Fotos

Marimbondo Cego: Características, Nome Científico e Fotos

Os marimbondos também são insetos chamados de vespas e são criaturas extremamente importantes para a natureza, já que são grandes responsáveis pela polinização mundial, garantindo o ciclo natural pelo qual os biomas precisam passar para perpetuarem a existência de todos os organismos vivos nesse Planeta.

Na verdade, apenas algumas espécies de vespas são chamadas de marimbondos aqui no Brasil. Por exemplo, as mais de 5 mil espécies de vespas da família Vespidae são chamadas de marimbondos. O mesmo ocorre com as vespas da família Pompilidae e Sphecidae.

Esses insetos são amplamente conhecidos pelo tamanho que possuem, sendo muito maiores que abelhas, e consequentemente possuindo muito mais imponência, pois muitas pessoas que tiveram experiência desagradáveis com marimbondos consideram que suas picadas são as mais doloridas possíveis vindas de um inseto.

Os marimbondos são insetos extremamente adaptáveis e estão distribuídos por todos os lugares do Brasil, pois apenas habitam Países com climas bem temperados, e é por esse motivo que todas as espécies são encontradas na América do Sul e América Central.

Pesquisas demonstram que um dos animais mais odiados pelas pessoas em áreas urbanas são os marimbondos, pois o medo que eles transpassam é muito real, já que uma simples picada pode gerar uma dor extremamente insuportável, podendo levar a óbito alguns pets e bebês, caso sejam atacados por um enxame.

No entanto, por incrível que pareça, alguns marimbondos são insetos calmos que evitam qualquer tipo de confusão e só agem com agressividade mediante ataques a si próprios ou ao seus ninhos. O problema é que algumas espécies tem o costume de criar ninho na casa das pessoas.

Agora, deixando de falar um pouco sobre os marimbondos em geral, vamos focar nossa atenção no chamado Marimbondo Cego e todas as informações possíveis sobre esses insetos tão peculiares.

Principais Características do Marimbondo Cego

O que mais chama a atenção em relação ao marimbondo cego é a forma que os mesmos montam seus ninhos, que se não for observado de perto por olhos leigos, pode muito bem parecer uma flor suspensa, já que todos os exemplares vivem amontoados em um ninho em formato arredondado.

Na verdade, os ninhos do marimbondos cegos parecem um chapéu, e é por isso que esse marimbondo também é chamado de marimbondo-chapéu.

É impressionante observar o ninho de um marimbondo cego, pois centenas de indivíduos ficam tentando encontrar o espaço ideal para se posicionarem.

Marimbondo Cego Características

Esses insetos possuem cerca de 3-5 centímetros de comprimento, e podem possuir asas de coloração branca, amarela e, por determinados períodos, transparentes.

Outra característica interessante do marimbondo cego é o fato do mesmo possuir hábitos noturnos, e por isso esses marimbondos são mais difíceis de serem encontrados do que os outros e, quando são encontrados, sempre são encontrados em seus ninhos, e nunca em lugares dispersos.

Nome Científico e Hábitos do Marimbondo Cego

O marimbondo cego (Apoica pallida) é um animal de hábitos noturnos, e por isso possui ocelos muito bem desenvolvidos para poderem enxergar de forma mais eficaz no período da noite.

Outro aspecto dessa espécie é o fato das mesmas deixarem os ninhos assim que o sol se põe, onde começam a forragear o solo para buscar insetos para se alimentarem, já que são insetos carnívoros.

O marimbondo cego, quando vê a necessidade de uso, utiliza seu ferrão para injetar veneno em suas vítimas e assim paralisa-las. Esse veneno também serve para que outros marimbondos cegos sejam atraídos e ajudem na captura da presa.

O fato dos marimbondos cegos viverem agrupados em volta do ninho durante o dia inteiro tem o propósito de manter as larvas em uma temperatura ideal para que possam se desenvolver plenamente.

O marimbondo cego faz parte do gênero Apoica, que possui 12 espécies de marimbondos catalogados:

  • Apoica albimacula (Fabricius)
Apoica Albimacula
  • Apoica ambracarina (Pickett)
Apoica Ambracarina
  • Apoica arborea (Saussure)
Apoica Arborea
  • Apoica flavissima (Van der Vecht)
Apoica Flavissima
  • Apoica gelida (Van der Vecht)
Apoica Gelida
  • Apoica pallens (Fabricius)
Apoica Pallens
  • Apoica pallida (Olivier)
Apoica Pallida
  • Apoica strigata (Richards)
Apoica Strigata
  • Apoica thoracica (Buysson)
Apoica Thoracica
  • Apoica traili (Cameron)
Apoica Traili
  • Apoica ujhelyii (Ducke)  
Apoica Ujhelyii

Comportamento e Veneno do Marimbondo Cego

Apesar de ser um tipo de marimbondo não tão comum como os outros marimbondos e vespas presentes no Brasil, muitas pessoas já tiveram experiências desagradáveis ao entrar em contato com o marimbondo cego.

O fato dos marimbondos cegos serem agressivos ao ser humano se dá ao fato de que as pessoas sempre entram em contato com os mesmos durante o dia, que é o período em que eles estão fazendo a proteção das larvas no ninho, por isso os mesmos demonstram muita agressividade.

Além do mais, basta que um dos marimbondos pique algum animal ou uma pessoa para que o enxame passe a perseguir o indivíduo, já que seu veneno libera feromônios que podem durar por horas no mesmo lugar, e a única solução para evitar mais picadas é praticar a evasão o mais rápido possível.

O veneno do marimbondo não é causa de estudos pelo simples fato de não serem letais, mas podem causar muita dor, e se houver muitas picadas em um mesmo indivíduo, outros casos podem se agravar, principalmente se o indivíduo for alérgico.

O veneno do marimbondo é muito parecido com os da abelha, e a principal diferença é o fato de que quando o marimbondo cego pica, ele não perde seu ferrão, por isso pode praticar quantas picadas lhe for conveniente.

Informações e Curiosidades Sobre o Marimbondo Cego

Não é característica única do marimbondo cego, mas sim de todas as espécies do gênero Apoica, a migração em enxames. Assim que as larvas eclodem e em estações frias como inverno e primavera, o marimbondo cego tende a abandonar um ninho que não possui mais nenhuma larva e assim e vão para outra área para criar outro ninho. Outra razão para que as mesmas deixem um local e criem ninhos em outra região se dá pelo fato da destruição de seus ninhos de forma natural ou proposital.

A lua funciona como um relógio biológico para os marimbondos cegos, pois dependendo de sua estação, seu comportamento à noite muda completamente, onde em fases em que a lua é nova, as mesmas debandam em grupo para caçar e dificilmente voltam ao ninho durante esse percurso, mas quando a lua é cheia, por exemplo, elas debandam em pequenos grupos com intermitências constantes de saída e vinda para o ninho.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Nenhum comentário

  1. Oi! Todas as noites aparecem uns desses aqui em casa voando em volta das lâmpadas… se não forem desses, são extremamente parecidos… você disse que eles ficam no ninho, mas aqui eles aparecem sem grupo e tem uns iguais, porém bem menores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *