Home / Animais / Macaco-Prego-Das-Guianas: Características, Habitat e Fotos

Macaco-Prego-Das-Guianas: Características, Habitat e Fotos

Sem dúvida, uma das principais características do macaco-prego-das-guianas é a aparência um tanto quanto exótica que podemos perceber quando eles estão em seus habitats naturais.

Ele é o Sapajus apella, uma espécie típica da América do Sul, membro da família Cebidae, do gênero Sapajus, e que ainda pode ser encontrado em diversas subespécies, como o C.a. Peruanus, o C.a. Fatuellus, o C.a.tocantinus, entre diversas outras variedades não menos singulares que ele.

O animal é uma espécie facilmente encontrada na Floresta Amazônica, onde convive em bandos que podem conter entre 2 e 4 dezenas de indivíduos, em uma rotina fenética sobre as copas das árvores recolhendo os frutos que eles tanto apreciam.

Em uma área que pode ter até 900 hectares, os macacos-pregos-das guianas distribuem-se como típicos animais onívoros, bastante afeitos a uma dieta à base de frutas, insetos, sementes, néctar, folhas, brotos e flores.

Mas até mesmo ovos e filhotes de pássaros, pequenos anfíbios e mamíferos podem fazer parte das suas dietas – nesses casos, quando há escassez das suas iguarias favoritas.

Floresta Amazônica
Floresta Amazônica

O que se diz sobre o macaco-prego-das-guianas é que em seu habitat natural nenhum outro primata se assemelha em inteligência. E como podemos perceber nessas fotos e imagens, uma das suas principais características é a destreza na busca por alimentos.

Eles chegam ao ponto de desenvolverem ferramentas um tanto quanto complexas para quebrar, descascar, cortar, e tudo o mais que possa auxiliá-los durante as suas jornadas pela sobrevivência no ambiente selvagem, exuberante e hostil de uma Floresta Amazônica.

Macaco-Prego-Das-Guianas: Fotos, Características E O Comportamento Em Seu Habitat Natural

Apesar do nome, o macaco-prego-das-guianas pode ser encontrado em florestas tropicais de países como Colômbia, Venezuela, Peru, Equador e, obviamente, nas Guianas – bem como nos diversos ecossistemas que compõem a exuberante Floresta Amazônica.

Dentre as principais características desse gênero, podemos destacar um comprimento que varia entre 37 e 45 cm, um peso entre 2,2 e 4,9 kg, cauda entre 38 e 40 cm, entre outras medidas que os machos costumam apresentar.

Já as fêmeas podem ser facilmente diferenciadas dos machos pelos seus portes físicos – bem mais discretos. O peso delas dificilmente ultrapassa os 3,5 kg, com alguns indivíduos podendo pesar não mais do que 1,4 kg – e com relação ao comprimento essa diferenciação também é bastante evidente.

Uma fêmea típica costuma medir no máximo 35 cm de comprimento, e ainda possui diversas outras características anatômicas que da mesma forma contribuem para caracterizar o dimorfismo sexual desses animais.

O Sapajus apella possui uma pelagem relativamente densa e abundante. O dorso apresenta-se com uma coloração marrom escura, enquanto o ventre exibe uma tonalidade mais para o amarelo ou dourado.

Mas inconfundível mesmo são os seus topetes – a sua marca registrada! –, que lhes confere uma singularidade e um estilo que os outros, por mais que tentem, não conseguem, nem de longe, igualar.

Um estilo que, em combinação com uma inteligência acima da média, faz do macaco-prego-das-guianas um dos gêneros de primatas mais originais da Floresta Amazônica.

Um Pouco Mais Sobre as Características, Hábitos, Fotos E Imagens Do Macaco-Prego-Das-Guianas

Dois Macacos-Pregos-Das-Guianas
Dois Macacos-Pregos-Das-Guianas

Como dissemos, o macaco-prego-das-guianas é uma espécie endêmica da América do Sul. Eles podem ser encontrados nos territórios da Guiana Francesa, em trechos da Venezuela, em algumas porções do território da Colômbia e do Suriname.

No território brasileiro será mais fácil deparar-se com esse animal em trechos da Floresta Amazônica dos estados do Amazonas, Roraima, Amapá, Mato Grosso, Maranhão, Pará e Rondônia.

É nesses lugares que eles distribuem-se com relativa variedade de indivíduos, pois a área por eles ocupada pode ser de até 2.000km2, e a das suas ocorrências pode estender-se por mais de 20.000 km2.

Com relação aos processos reprodutivos do macaco-prego-das-guianas, o que se sabe é que o período de gestação costuma durar cerca de 150 dias, e que o estro das fêmeas estende-se por cerca de 3 semanas, para dar à luz a 1 filhote com cerca de 200 gramas.

Esse filhote deverá acompanhar o grupo até que se torne apto a lutar pela sobrevivência por sua própria conta; e somente aos 5 anos de idade será considerado um animal adulto e pronto para adentrar na sua fase reprodutiva – em plena maturidade sexual para essa espécie.

Prontos para um convívio em bandos de até 20, 30 ou 40 indivíduos, sob a liderança de um macho dominante que só permite a presença de até 5 ou 6 fêmeas; para dessa forma comporem um núcleo bastante original de Sapajus apella em seus não menos originais habitats naturais.

Conservação E Hábitos Alimentares Do Macaco-Prego-Das Guianas

Macaco-Prego-Das Guianas se Alimentando
Macaco-Prego-Das Guianas se Alimentando

O macaco-prego-das-guianas, à parte as suas características físicas (e dos seus habitats), como podemos ver nessas fotos, são animais tipicamente onívoros.

Espécies das famílas Fabaceae, Arecaceae, Sapotaceae, Lecythidaceae, entre outras, estão entre as variedades frutíferas mais apreciadas quando o assunto é garantir as suas sobrevivências – porém não abrindo mão de tudo o que porventura lhes caiam diante dos olhos.

Eles não dispensarão, em hipótese alguma, as mais variadas espécies de sementes, brotos, flores, folhas; além de néctar, insetos, pequenos artrópodes e anfíbios, entre outras variedades com características menos complexas.

Para o azar de espécies como o bicho-folha, a taturana, o bicho-pau, entre outras variedades da família dos tetigonídeos, ou da Phasmodea, que não conseguem, de maneira alguma, resistir ao assédio do Sapajus apella quando chega a hora de matar a fome.

Algumas diversidades de palmeiras, como as Arecaceae, parecem atrair de forma especial esses macacos, que passam o dia em um lento e progressivo forragear dessas espécies, especialmente em períodos de escassez, devido à sua resistência a secas e a condições hostis.

Com relação à conservação desses animais, o que é possível afirmar é que a sua atual população gira em torno de 10.000 indivíduos.

No entanto, assim como diversas outras espécies, eles também são alvos da degradação dos seus habitats naturais e sofrem com a diminuição das suas iguarias preferidas.

O avanço da agricultura, aumento do número de assentamentos rurais, ampliação da matriz energética brasileira, abertura de estradas, entre outros fatores, fizeram com que o macaco-prego-das-guianas chegasse aos nossos dias como uma espécie “em risco de extinção” segundo diversos órgãos ambientais.

Mas, felizmente, listada como “pouco preocupante” na Lista Vermelha da IUCN (União Internacional Para a Conservação da Natureza), apesar das controvérsias acerca desses dados.

IUCN
IUCN

Tem algo que queira acrescentar a esse artigo? Então deixe-o em forma de um comentário e nos ajude a aprimorar, ainda mais, os nossos conteúdos.

Veja também

Lebre na Natureza

Tudo Sobre a Lebre : Características, Nome Cientifico e Fotos

Hoje vamos trazer mais um animal incrível e cheio de curiosidades super interessantes para os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.