Home / Animais / Lobo Canadense Oriental Características

Lobo Canadense Oriental Características

O lobo canadense oriental, ou como é cientificamente conhecido, o canis lycaon é um dos mamíferos carnívoros da família de canidae encontrado na América do Norte.

Canis Licaon

Estudos genéticos em nosso século confirmaram que é realmente uma espécie do Novo Mundo em seu próprio direito e não uma subespécie (até então conhecida como canis lupus lycaon) do lobo cinzento.

Canis lycaon não deve ser confundido com outra espécie muito diferente de canidae, lycaon (lycaon pictus). As populações desses lobos ocorrem principalmente no Canadá, particularmente na área protegida do Parque Provincial de Algonquin.

Lobo Canadense Oriental Características

Charles Darwin foi informado de que havia dois tipos de lobo vivendo nas Montanhas Catskill, sendo um deles um animal parecido com um galgo, de porte leve, que perseguia veados, e o outro era um lobo mais volumoso e de pernas mais curtas.

O pêlo do lobo canadense oriental é tipicamente de uma coloração acinzentada e grisalha misturada com canela. Os flancos e o peito são rufosos ou cremosos, enquanto a região da nuca, ombro e cauda são uma mistura de preto e cinza.

Ao contrário dos lobos cinzentos, os lobos canadenses orientais raramente produzem indivíduos melanistas. Descobriu-se que o primeiro documentário de lobo canadense oriental negro foi um híbrido lobo cinzento com lobo canadense oriental.

Como o lobo vermelho, o lobo canadense oriental é de tamanho intermediário entre o coiote e o lobo cinzento, com fêmeas pesando 24 quilos em média e machos 30 quilos. Como o lobo cinzento, sua expectativa de vida é de 3 a 4 anos, com um máximo de 15 anos.

O lobo canadense oriental também é mais magro que o lobo cinzento que lhe dá a aparência de um coiote. Acredita-se que essa semelhança com o coiote se deve às muitas hibridações lobos/coiotes que ocorrem com frequência nos parques.

Acredita-se também que seus tamanhos físicos que os posicionam entre lobos cinzentos e coiotes estejam mais relacionados às suas adaptações a um ambiente com presas predominantemente de tamanho médio, semelhante ao caso dos lobos mexicanos no sul dos EUA, em vez de seus próximos relacionamentos com lobos vermelhos e coiotes.

Histórico de seu Genoma

As primeiras classificações realizadas consideraram este lobo como uma espécie por si só (canis lycaon), distinta do lobo cinzento (canis lupus). Então, com base em estudos morfológicos, surgiu a hipótese de que o lobo canadense oriental é sim uma subespécie do último.

Passou então a ser designado como canis lupus lycaon. Outros ainda consideram que esse lobo é mesmo o resultado de cruzamentos entre o lobo cinzento, ou com o lobo vermelho ou com o coiote.

Lobo Canadense Oriental
Lobo Canadense Oriental

Outrossim, estudos moleculares, feitos em 2003, voltaram mais uma vez a sugerir que o lobo canadense oriental é uma espécie separada do Novo Mundo, da mesma espécie com o lobo vermelho (canis rufus).

Em qualquer caso, trata-se de uma espécie distinta e evoluído independentemente do lobo cinza de origem eurasiana, embora eles freqüentemente cruzem os mesmos territórios. Isto foi confirmado em 2006 e também em 2010 por uma pesquisa de lobos no Algonquin Provincial Park, uma região onde diferentes populações compartilham o território, mantendo características genéticas distintas.

O lobo oriental encontrado no Algonquin Provincial Park é geneticamente relacionado ao lobo dos Grandes Lagos, como encontrado em Minnesota e no Isle Royale National Park, em Michigan. Se um terceiro canídeo estivesse envolvido na mistura dos canídeos lobos norte-americanos, sua assinatura genética teria sido encontrada em coiotes e lobos, o que não aconteceu.

Ainda em 2018, um estudo baseado em uma amostra genética especifica descobriu que, embora o lobo canadense oriental possua alelos lobos e coiotes regionais (expressões gênicas), ele também exibe alguns alelos que são únicos e, portanto, dignos de conservação.

Dieta e Reprodução

Reprodução de Lobo Canadense Oriental
Reprodução de Lobo Canadense Oriental

Este lobo ataca principalmente veados ou mamíferos menores. Ao contrário dos lobos cinzentos, que são geralmente maiores, eles raramente atacam alces, mesmo que sejam abundantes.

Suas presas são principalmente veados, como veados de cauda branca, mas também capturam facilmente mamíferos menores,lagomorfos e roedores, incluindo o castor, o rato almiscarado e camundongos em geral.

Os lobos cinzentos atacam, matam ou caçam coiotes se os encontrarem. Estudos sugerem que lobos canadenses orientais machos, por outro lado, aceitam coiotes fêmeas. Um cientista explicou que, como os coiotes são menores que os lobos, é menos provável que os lobos aceitem um companheiro menor.

Dentro destas populações mistas, o tamanho de indivíduos obtidos depende do nível de hibridação do lobo canadense oriental com as outras duas espécies de canídeos, o lobo cinzento e o coiote ocidental (canis latrans). Estes últimos não podem hibridizar uns com os outros.

Distribuição do Canis Lycaon

O lobo canadense oriental ocupa principalmente a área protegida de Algonquin Provincial Park, delimitado a sul por uma área freqüentada por coiotes híbridos (c.lycaon x c.latrans). Acredita-se que o lobo também esteja em Minnesota e Manitoba.

No passado, essas espécies podem ter sido mais proeminentes nos Estados Unidos, mas após a chegada dos europeus, esses lobos foram fortemente perseguidos no país. No Canadá, o número exato de lobos orientais é desconhecido.

Imagem de Lobo Canis Lycaon
Imagem de Lobo Canis Lycaon

Em Algonquin, os lobos geralmente viajam para fora dos limites do parque e entram em áreas de fazendas onde alguns são mortos. A espécie canis lycaon, na verdade, é capaz de formar uma meta população devido seu alto grau de variabilidade e adaptação que permite suportar a competição dos humanos melhor do que o lobo cinza cujas populações estão declinando.

Em contraste com seus primos cinzentos, populações com principalmente material genético de canis lycaon, ou aqueles dos coiotes com os quais se cruzaram, tendem a se desenvolver.

É difícil estimar o número de lobos canadenses orientais que vivem nos Grandes Lagos, com as diferentes espécies de caninos atravessando e se misturando alegremente.

O coiote e o lobo canadense oriental são tão semelhantes que uma proibição de caça foi instituída para todos os lobos no Canadá, mas também para os coiotes, de modo a evitar qualquer morte acidental.

A interação entre esses lobos e humanos é cheia de pontos de interrogação e merece cuidados. Enquanto por um lado esse lobo influencia na atração de turistas, respondendo a imitação de uivados humanos e divertindo com isso o público, por outro lado há registros desses animais destemidos perseguindo humanos no parque e chegando até a quase sequestrar crianças menores como presas em um momento de descuido dos pais.

Veja também

Galinha Modern Game: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

Não, não estamos falando de um joguinho de vídeo game, e nem de algum novo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *