Home / Animais / Lista Dos Tipos De Moscas: Espécies Grandes E Pequenas, Fotos

Lista Dos Tipos De Moscas: Espécies Grandes E Pequenas, Fotos

As moscas são insetos amplamente conhecidos pelo ser humano. No Brasil existem diversas espécies, e em algumas situações elas podem ser consideradas verdadeiras pragas, já que se acumulam em quantidades e podem ser difíceis de conter.

Elas fazem parte de um grupo científico chamado Diptera, que conta com mais de 120 mil espécies identificadas, e distribuídas em cerca de 150 famílias diferentes.

São insetos voadores que com certeza incomodam bastante. As moscas também são amplamente associadas a uma série de doenças que podem acometer os seres humanos.

Mas, será que elas cumprem algum papel no seu ciclo de vida? Será que elas têm alguma finalidade para o meio ambiente e para a sobrevivência do planeta terra?

Mosca em Cima de Uma Folha

O que temos certeza é de que moscas não são bem-vindas. Além do zumbido incomodo que elas produzem, existe ainda essa questão de higiene, já que costumam se acumular em locais sujos e onde haja ocorrência de lixos – principalmente com carcaças de animais e alimentos.

As moscas podem ser do tipo picador ou sugador. Essa é uma diferença que poucas vezes é conhecida! Elas Também estão distribuídas em mais de 150 mil espécies diferentes!

Até hoje estudiosos ainda encontram e pesquisam novas espécies de moscas. É realmente impressionante a diversidade e a capacidade de evolução desses insetos.

Da mesma forma, é impressionante o seu potencial de ser mortal. Nesse artigo conheceremos um pouco a respeito das moscas, e algumas espécies que são responsáveis pela transmissão de doenças realmente muito preocupantes.

Como Acontece A Reprodução Das Moscas?

A maioria das moscas tem preferência por ambientes quentes e acolhedores. Por isso países com clima tropical – como é o caso do Brasil – costumam ser um ambiente perfeito para o crescimento populacional desse inseto.

A reprodução ocorre de forma sexuada, ou seja, com a presença de um gameta feminino e um gameta masculino. As moscas depositam os seus ovos em locais como fezes de animais, frutas e alimentos em decomposição e carcaças.

É dali que as larvas vão tirar o seu alimento até que evoluam e se tornem moscas também. Elas passam um processo conhecido como “Holometabólico”, o que significa que uma mosca possui quatro estágios diferentes durante o seu ciclo de vida. São eles:

Ciclo Reprodução das Moscas
  • Ovo;
  • Larva;
  • Pupa;
  • Adulto.

O ciclo total não dura mais de um mês, o que nos mostra que esses insetos possuem uma vida bem curta. Mas, esse é tempo suficiente para que façam algum estrago, transmitindo doenças e infestando regiões.

Logo que as moscas colocam seus ovos, dentro de apenas algumas horas eles se transformarão em pequenas larvas brancas, e que não possuem pernas.

Essas larvas se alimentam do que encontram pela frente. Por isso os ovos são colocados em local onde esses parasitas consigam sobreviver – como, por exemplo, lixos, alimentos em decomposição ou tecido vivo.

Em seguida, dentro de 3 dias mais ou menos, assumirão a forma de pupa, que é quando a larva se torna um pequeno casulo. E após isso assumirá a forma de mosca, quando de fato cria asas e voa.

Apesar de uma fêmea ser capaz de colocar cerca de 2 mil ovos durante a sua vida, felizmente nem todos eles conseguem sobreviver e alcançar o estágio de mosca. Muitos morrem no processo.

Do Que As Moscas Se Alimentam?

Um dos motivos pelos quais as moscas nos causam tanta gastura e reversão é justamente a sua alimentação…bem…digamos exótica.

Esses insetos possuem preferência por coisas como alimentos e carne em decomposição – incluindo cadáveres humanos – pus, fezes, escarros, frutas estragadas, e tudo aquilo o que consideramos mais sujo e desprezível.

O Que As Moscas Comem

A preferência é por alimentos líquidos ou pastosos. As moscas depositam a sua saliva no alimento para que seja possível absorvê-los. Quando eles adquirem um aspecto mais pastoso, então o inseto consegue sugar aquilo.

Geralmente é justamente nesse ambiente que as fêmeas já depositam os seus ovos. Eles medem cerca de 2 milímetros, e são brancos. No mesmo dia em que são depositados os ovos evoluem para a forma de larva.

Uma mesma mosca pode produzir mais de 2 mil ovos durante a sua vida curta. Mas, como dissemos anteriormente, um percentual bem pequeno desses sobrevivem a seleção natural, e muitos não chegam a fase adulta.

Afinal, se dois mil insetos sobrevivessem a cada ciclo de vida de uma mosca nós com certeza teríamos que entregar o planeta terra para elas e encontrar outro lugar para viver.

As moscas também podem se alimentar de tecido vivo, que é quando um animal ou uma pessoa se fere e o machucado fica exposto e sem limpeza. Nesse caso a mosca deposita ali mesmo os seus ovos.

Características Físicas Das Moscas

Estamos falando de um inseto voador, que mede mais ou menos 3 milímetros em sua fase adulta. As fêmeas costumam apresentar um tamanho mais robusto, e também possuem olhos mais afastados do que os dos machos.

Esse inseto é composto por cabeça, tórax e abdome. São três pares de patas, e também apresentam asas. A boca pode ser para absorção e líquidos ou do tipo “bicador”.

Morfologia da Mosca
  • Como É o Sistema Digestivo:

O sistema digestivo das moscas é completo, como acontece com os demais insetos de sua classe. Então, ele conta com as seguintes partes:

  • Boca;
  • Faringe;
  • Esôfago;
  • Papo
  • Moela;
  • Estômago;
  • Intestino;
  • Ânus;
  • Glândulas salivares.

Parece até esquisito que um bichinho tão minúsculo possua um sistema tão completo. Mas as moscas realmente são surpreendentes, e vamos descobrir mais disso com o decorrer desse artigo.

A família Dptera, da qual as moscas pertencem, é composta por insetos que possuem apenas um par de asas. O nome vem do termo grego que significa:

di = duas, ptera = asa.

Os mosquitos também fazem parte dessa família, embora sejam insetos diferentes. Vamos falar disso mais para a frente!

Quais São Os Tipos De Moscas Mais Comuns No Brasil?

Como dissemos anteriormente, o Brasil é um país tropical, e o clima quente costuma ser muito acolhedor para insetos de modo geral – incluindo as moscas.

No Brasil as moscas estão presentes tanto na região urbana quanto rural. Você pode até não acreditar, mas existem algumas que trazem alguns benefícios! Em contrapartida, existem aquelas que são bem prejudiciais.

  • Mosca dos Estábulos (Tabanidae):

Como o próprio nome sugere, essa mosca costuma habitar os locais onde existem animais de campo. A sua picada pode ser bem dolorida aos seres humanos, mas o grande risco está mesmo em quando ela pica animais como gados e cavalos.

Ela acaba comprometendo a saúde dos animais, impedindo, por exemplo, que eles ganhem peso. A sua picada é bem dolorida porque a boca possui uma espécie de navalha minúscula, que abre uma pequena fenda na pele.

  • Mosca de Enxame (Pollenia Ruddis):

Essa mosca é habituada ao clima quente. Durante o inverno ela hiberna, e passa muito tempo recolhida. Locais fechados e quentes são os seus preferidos como vãos das paredes, sótãos, garagens etc.

A luz do sol também as atrai. Por isso, é comum que se reúnam em grupo em volta de janelas que possuem incidência solar.

  • Mosca da Areia (Spiriverpa Lunulata):

Essa espécie gosta de ficar nos arredores de rios e lagos, em régios arenosas – daí o seu nome curioso. É um inseto perigoso, cuja picada pode transmitir a Leishmaniose. A fêmea é a única sugadora de sangue, e, portanto, a responsável pela transmissão da doença.

  • Mosca da Fruta (Drosophila spp):

A mosca da fruta leva esse nome porque justamente se alimenta essencialmente desses ingredientes. Infelizmente ela tende a se tornar uma praga, e prejudica bastante o cultivo na indústria frutífera. É uma mosca bem pequena, de coloração amarelada.

  • Mosca dos Filtros (Psychoda cinérea):

Elas também são conhecidas como moscas de banheiro. Uma de suas características mais conhecidas é que costumam sempre voar próximo as paredes e/ou ralos.

Elas não são transmissoras de nenhuma doença, mas podem se acumular em locais úmidos e quentes. Por isso são tão comuns nos toilettes.

Mosca Doméstica – Tudo Sobre A Mosca Mais Comum Do Mundo

Existem dois tipos de moscas que são muito conhecidos. Com certeza elas já te importunaram, e são daquelas que costumam atrapalhar o almoço em família, zanzando em volta dos pratos: a varejeira e a mosca doméstica.

Essas duas também são campeãs em quantidade no Brasil. Elas estão presentes em todos os lugares, e têm preferência por climas quentes – coisa que o país oferece de sobra. Mas você sabe quais são as diferenças entre elas?

• Mosca Doméstica:

A mosca doméstica é assim conhecida por ser muito presente nas casas brasileiras. Ela adora rodear alimentos, e quando pousa deixa excrementos ou saliva no local – o que pode alterar levemente a cor.

É muito importante que a quantidade de insetos seja devidamente controlada em um ambiente. Isso porque essas moscas podem ser transmissoras de diversas doenças, uma vez que transitam por lixos, cadáveres, alimentos e restos de animais em decomposição.

As moscas domésticas se adaptam facilmente a diversos ambientes. Tanto é que apenas em regiões polares não são encontrados exemplares desse inseto.

Mosca Doméstica

O seu aparelho bucal é utilizado para consumir alimentos líquidos ou pastosos. Por isso, quando essa mosca pousa em algum lugar, ela deposita uma grande quantidade de saliva para dissolver aquilo que vai consumir.

Ela não pica! A transmissão de doenças é feita a partir de sua saliva ou fezes, quando ela deposita esses resíduos em algum local, e posteriormente uma pessoa consome aquilo.

Uma única fêmea de mosca doméstica pode colocar em média 150 ovos por vez. Em menos de 24 horas esses ovos devem eclodir em pequenas larvas. Dentro de mais ou menos 3 dias elas sofrem a mutação para se tornarem moscas.

Mosca Doméstica

O ciclo total de vida não dura mais do que 30 dias. E é importante saber que nem todos os ovos sobrevivem a primeira e segunda fase – ainda bem, caso contrário, teríamos uma epidemia de moscas em todo o mundo.

A sua coloração é preta e a asa é membranosa – ou seja, levemente transparente. As moscas domésticas possuem grandes olhos vermelhos que são posicionados nas laterais de sua cabeça.

Mosca Varejeira – Ela É Ou Não É Muito Perigosa?

Conhecida pelo nome científico de Dermatobia hominis, a varejeira é uma mosca bem popular no Brasil, e pode ser facilmente identifica a partir de sua cor metalizada e de um zumbido bem característico quando se aproxima.

No entanto, se trata de uma das moscas mais perigosas. Ela pode ser portadora de diferentes doenças, tudo graças ao seu habitat, já que comumente esse inseto gosta de locais como aterros, lixões, alimentos podres, cadáveres em decomposição, fezes urina etc.

Essa mosca pode carregar consigo mais de 300 agentes patogênicos, ou seja, que podem causar diferentes doenças. Como isso acontece? É simples!

A mosca pousa em um local contaminado, carrega consigo esse agente causador de doença, e pousa em um alimento. O ser humano, por sua vez, come aqui, e contrai a bactéria, desenvolvendo a doença dentro de pouco tempo.

A mosca varejeira não pica. Toda a transmissão é feita através desse processo de pouso > voo > pouso > consumo. É justamente por isso que é muito importante ficar de olho quando há uma dessas por perto, evitando ao máximo que ela tenha qualquer tipo de contato com os alimentos.

Mosca Varejeira

Também é esse o inseto que causa o quadro de miíase. Nesse caso, ela utiliza um hospedeiro de sangue quente para depositar os seus ovos. Isso acontece quando um animal tem um ferimento aberto e a mosca pousa nele.

Ela deixa seus ovos, que em pouco tempo eclodirão em larvas. Essas larvas, por sua vez, se alimentam do tecido, ossos e carne do animal.

É um quadro preocupante, que pode levar a morte se não for devidamente tratado, principalmente em casos de miíase nasofaringeana – e uma morte lenta e dolorosa.

Assim como ocorre com as demais moscas, ela também não vive mais do que 30 dias, e segue um ciclo de vida passando por quatro etapas dentro desse período tão curto: ovo, larva, pupa e adulto.

Respondendo à pergunta desse tópico: sim, a mosca varejeira é muito perigosa e precisa ser combatida para que não cause doenças gastrointestinais que podem levar a morte, tais como:

  • intoxicações variadas;
  • diarreia;
  • pneumonia;
  • gastrite;
  • úlcera;
  • berne.
Mosca Varejeira

Por isso é crucial manter sempre a boa higiene. Animais de estimação e de criação devem ser mantidos em ambiente limpo, e fazer devido acompanhamento veterinário.

O surgimento de feridas em pessoas e animais deve ser tratado, mantendo o local machucado limpo e protegido para evitar o surgimento das larvas.

Importância Das Moscas

Apesar de serem transmissoras de diversas doenças e serem insetos indesejados, não podemos dizer que as moscas são completamente inúteis, ou que somente devem ser associadas a questões desagradáveis.

Elas possuem, sim, um papel importante na biologia. Para começar, elas são importantes polinizadoras, o que significa que elas carregam o pólen de uma planta masculina para uma feminina, ajudando na permanência da diversidade.

Além disso, não podemos esquecer que as moscas também servem de alimento para diversos insetos e outros animais, como por exemplo as lagartixas e os sapos.

Elas ainda são vistas como predadores importantes de larvas de borboletas e insetos, e de certa forma atuam no controle biológico para que não ocorra infestações desses outros insetos.

Considerando que nunca vamos nos ver completamente livres das moscas, é importante entender que elas devem ser contidas e evitadas, afinal, são transmissoras de diversas doenças.

No entanto também é importante entender que elas cumprem um papel dentro da cadeia biológica, e não são completamente inúteis como julgamos a primeira vista.

Existem ainda aquelas que são utilizadas para conter pragas. São as moscas que combatem plantas daninhas e outros insetos que podem prejudicar as plantações.

Como Evitar A Ocorrência De Moscas Dentro De Casa?

Inegavelmente as moscas são insetos para lá de inconvenientes. Você está almoçando e lá vem uma delas, zumbindo e chegando bem perto de seu prato.

Ou ainda quando realiza aquele almoço de domingo, com toda a aquela fartura, e precisa ficar atento para que elas não pousem nas coisas que você preparou com tanto carinho. Sim, as moscas podem ser um baita importuno.

Porém, é possível se manter livre delas. A prevenção e o combate às moscas dentro de casa são assuntos de extrema importância.

Anteriormente comentamos sobre o quanto o Brasil é um país de clima propício e adequado para o desenvolvimento de moscas. O tempo quente muitas vezes seguido de chuva e umidade é o ambiente perfeito para a proliferação desses insetos.

Muitas vezes esse tempo quente e úmido culmina em uma aceleração do processo reprodutivo das moscas. Então, ao invés de demorar 15 ou 20 dias para que os insetos atinjam a fase adulta e passem a reproduzir, isso cai para 1 semana.

O resultado? uma superpopulação de moscas que se torna uma verdadeira praga e aumenta a ocorrência de doenças diversas. Veja algumas dicas para se ver livre dessas pequenas e terríveis voadoras:

  • Mantenha o ambiente caseiro sempre limpo;
  • Evite o acúmulo de alimentos e lixos expostos;
  • Evite deixar alimentos descobertos;
  • Livre-se de alimentos em decomposição rapidamente;
  • Limpe líquidos provenientes de frutas e carnes que podem escorrer na pia ou no chão;
  • Frutas maduras, doces e carnes devem ser armazenados corretamente;
  • Faça dedetizações periódicas.
Moscas em Casa

Além desses que são truques simples e bem básicos para evitar o aparecimento de moscas você também pode apostar em outras coisas. Uma dica é que espalhe folhas e ervas de cheiro forte e fresco pela casa.

Hortelã e arruda, por exemplo, ajudam a espantar o inseto. Isso acontece porque as moscas se sentem incomodadas com o odor, e se afastam do ambiente.

Você também pode utilizar desinfetantes com esse cheiro que acaba espantando os insetos ao mesmo tempo em que desinfeta o ambiente, mantendo a sua casa livre de bactérias que são carregadas até aí pelas moscas.

  • Moscas e Animais de Estimação:

Como você pode ver no tópico anterior, as moscas e os animais de estimação não combinam nem um pouco.

Os insetos podem causar diversos males aos bichinhos, ao mesmo tempo em que podem depositar seus ovos em ferimentos, trazendo à tona um caso de miíase.

Então é fundamental ter uma atenção redobrada para manter a devida higiene no ambiente. Fezes e urina precisam ser limpas diariamente, de modo que as moscas não tenham interesse no local.

Além disso, os animais precisam tomar banho com frequência, e você deve tratar qualquer ferimento – por menor que ele pareça. Uma pequena quantidade de sangue ou pus pode ser suficiente para que a mosca deposite os seus ovos.

Alimentos devem ser recolhidos caso o animal não consuma tudo. Também é outra estratégia que, ao final as contas, ajuda a evitar a ocorrência de moscas no local.

Quais Doenças As Moscas Podem Transmitir?

Diversas doenças podem ser transmitidas pelas moscas. Os cuidados de higiene para evitar o aumento populacional desses insetos são importantíssimos, pois, têm relação direta com a saúde e o bem-estar dos seres humanos.

Doenças Que as Moscas Transmitem

Como já explicamos antes, isso acontece porque elas pousam em um local sujo e em seguida pousam nos alimentos que, por sua vez, serão ingeridos pelos seres humanos, fazendo com que esses entrem em contato com as bactérias.

A quantidade de doenças que podem ser causadas por esses insetos é gigantesca. Aqui falaremos sobre algumas das mais importantes, de modo que você fique familiarizado com esses quadros.

  • Conjuntivite:

A conjuntivite é um quadro amplamente conhecido no Brasil. Se caracteriza por uma forte irritação na membrana externa dos olhos. Eles se tornam avermelhados, irritados, e pode ocorrer o surgimento de pus e secreção.

Se trata e um quadro altamente contagioso, e por isso é comum que, diante de uma conjuntivite, a pessoa seja afastada de todas as suas tarefas para que não transmita a doença para outras.

A melhor forma de tratar é visitando um oftalmologista, que deverá receitar algum colírio e, às vezes, um soro fisiológico ou algum outro composto para higienização. Para evitar a conjuntivite você nunca deve coçar os olhos com as mãos sujas.

• Febre Tifoide:

A febre tifoide é causada também por moscas. É uma doença grave que tem origem através da bactéria de nome Salmonella typhi.

Embora a mosca não seja a causadora principal – e sim a bactéria –o inseto é responsável por carregar a doença de um ponto a outro, aumentando o seu alcance e consequentemente a sua gravidade e potencial epidêmico.

A doença é transmitida através de contato com as fezes de uma pessoa infectada, por exemplo. Se a mosca pousa nas fezes e posteriormente em um alimento, você já está exposto ao quadro, que se desenvolverá com os seguintes sintomas:

  • Febre alta;
  • Diarreia intensa;
  • Mal-estar;
  • Tosse seca;
  • Dor de cabeça;
  • Dor de barriga.

A melhor forma de prevenir contra essa doença é através da vacinação, que é disponibilizada em hospitais e postos de saúde.

• Diarreia:

A diarreia é muito comum quando acontece uma contaminação através das moscas. Ela é caracteriza por uma disfunção sistema intestinal, fazendo com que as fezes pareçam mole e às vezes completamente líquidas.

O maior risco relacionado a um quadro de diarreia é a desidratação. Isso porque a pessoa passa a perder muito líquido.

É importante entender que existem diferentes tipos de diarreia. Algums são passageiras e pouco preocupantes, e outras podem ser bem graves. É o caso da cólera, que pode levar a morte.

• Tuberculose:

O bacilo de Koch ou Mycobacterium tuberculosis é o causador da tuberculose, uma doença que já foi considerada a mais perigosa e mais assustadora. Embora tenha sido erradicada, a tuberculose está voltando gradativamente.

As moscas são responsáveis por carregar o bacilo de um local para outro, disseminando o quadro. Claro que hoje em dia essa doença não é mais tão mortal, pois existem diferentes meios de tratá-la.

No entanto, o seu poder epidêmico deve ser sempre um fator de alerta, e é preciso conter a sua disseminação, evitando assim que a tuberculose se alastre. Os sintomas principais são:

  • Tosse intensa;
  • Falta de ar;
  • Tosse com gotículas de sangue;
  • Febre moderada ou alta;
  • Mal-estar.

O tratamento para a doença é demorado, e pode se estender por até 6 meses. Mas é importantíssimo fazer o acompanhamento pois o vírus é extremamente resistente, e pode voltar com tudo.

A falta de saneamento básico e de condições mínimas de higiene costumam ser os grandes causadores de problemas com o crescimento populacional das moscas. Pensando nisso, é importante sempre manter o ambiente bem limpo.

Conheça A Assustadora Mosca Tsé-Tsé

Você já ouviu falar na mosca Tsé-Tsé? Essa talvez seja uma das moscas mais preocupantes para os seres humanos, e uma das mais mortais. Vamos entender um pouco a respeito dessa fama tão assustadora.

Ela faz parte da família Glossinidade e recebe o nome científico de Glossina. A sua origem provavelmente se dá na região equatoriana da África, local que hoje vive uma infestação desse inseto tão perigoso.

A Mosca Tsé-Tsé carrega consigo um parasita chamado Trypanosoma brucei, que causa a doença do sono. Se trata e uma doença que não tem tratamento e que pode ser fatal.

Mosca Tsé-Tsé

Como próprio nome sugere, a doença causa um extremo cansaço acompanhado de um sono profundo. Em sua primeira fase ela também causa febre alta, Mudanças de humor, Confusão mental, Distúrbios sensoriais e de coordenação, ínguas, fraqueza, Convulsões e Sudorese.

A doença afeta o sistema neurológico, e por isso o seu tratamento é tão complicado. Inclusive, é considerado por muitos estudiosos que essa é uma doença negligenciada e pouco estudada. Mais de 8 mil casos são identificados no congo todos os anos, levando milhares a morte.

  • Hospedeiros:

Um dos motivos pelos quais a doença do sono se tornou uma praga é o fato de que muitos hospedeiros podem abrigar o vírus. Animais silvestres, gados e seres humanos são os principais.

A mosca tsé-tsé transporta o vírus a partir do momento que pica um hospedeiro e volta a picar outra pessoa, tornando o controle da doença quase impossível de ser feito.

Felizmente se trata de uma doença que ainda não atingiu outros continentes, no entanto, pessoas que viajaram para a África devem se manter atentas para notar qualquer tipo de sintoma.

  • Picada Dolorida:

Outro fator importante a respeito desse inseto é que a sua picada pode ser bem dolorida. Isso porque ela possui serrilhas que causam pequenos cortes na pele, por onde ela deposita e suga o vírus.

Ela mede cerca de 1 centímetro. Possui duas asas transparentes e é um inseto sugador. Possui grandes olhos vermelhos que estão posicionados aos lados da cabeça. A sua coloração amarelada.

Tse Tse

Estima-se que a cada 5 doentes, 4 venham a morrer por conta da doença do sono transmitida pela Tsé-Tsé, o que nos prova a alta mortalidade e periculosidade desse inseto.

Conheça A Menor E A Maior Mosca Do Mundo!

Os zumbis são conhecidos como criaturas da mitologia de terror, que nos mostram criaturas mortas-vivas que se alimentam de um prato um tanto peculiar: cérebro. Muitos estudos pesquisam se zumbis realmente existem, e se é possível identificar esse tipo de comportamento em seres vivos.

A verdade é que, embora ainda não tenhamos comprovações da existência de vírus que levem ao estado zumbi existe uma mosca que tem um comportamento muito semelhante a esse – e que também parece vinda diretamente da ficção de terror.

Estamos falando da Mosca-Zumbi, ou Euryplatea, como ela é conhecida cientificamente. O nome já deixa claro que se trata de um inseto com comportamento bem atípico. E vamos explicar porque.

Se trata da menor mosca do mundo, que mede mais ou menos 0,15 polegadas, o que seria em média 4 milímetros de comprimento. Se você não consegue imaginar esse tamanho, então pense em uma criatura tão pequena, tão pequena, que pode até mesmo caber dentro da cabeça de uma formiga.

Euryplatea

É justamente nesse lugar que a mosca-zumbi se hospeda, e ela se alimenta do cérebro da formiga, fazendo com que ela vague confusamente até morrer. Quando o inseto morre, a mosca-zumbi ainda sobrevive ali dentro por algum tempo, até finalmente ganhar asas e voar.

Elas também fazem o mesmo com as abelhas, e podem se apossar do cérebro das fabricantes de mel para mantê-las sob seu comendo por um determinado período, até que o hospedeiro morra e a mosca possa sair.

• E a Maior Mosca do Mundo?

Se a mosca-zumbi é assustadora por ser minúscula e por seus hábitos alimentares, a maior mosca do mundo não deixa de ser tão surpreendente quanto.

A Gauromydas heros é a que leva o posto de gigante dentre esses insetos. Também conhecida como “A maior mosca do mundo” ela pode medir até 6 centímetros de comprimento – perto de 0,5 das demais espécies.

No Brasil pode ser encontrada tanto na região sudeste quando no nordeste. Pouco se sabe sobre essas moscas, sendo que algumas informações ainda são provenientes de estudos bem antigos.

Elas colocam seus ovos próximos a formigueiros, pois, os besouros buscam por larvas de formigas para se alimentar, e as moscas buscam pelas larvas de besouro para a mesma finalidade.

Quando adultas elas se alimentam de néctar. A sua presença forte na América do Sul também nos mostra que elas têm preferência pelo clima mais quente e úmido.

A Maior Mosca do Mundo

Ela é de coloração escura, bem preta, e sua asa possui uma tonalidade castanha, muito semelhante a uma asa de barata. Inclusive, durante o voo ela pode ser facilmente confundida com uma barata voadora!

Embora 6 centímetros seja o tamanho oficialmente registrados, existem alguns estudos a respeito de exemplares que chegaram a atingir 10 centímetros de comprimento. É muita coisa para um inseto!

As Moscas Enxergam?

Você já deve ter tentado pegar uma mosca com as mãos. Se você não é o Sr, Miyagi, do filme Karatê Kid, com certeza se frustrou nessa tentativa, afinal, esses insetos possuem um reflexo e uma agilidade impressionantes.

A visão apuradíssima é um dos motivos para isso. As moscas possuem olhos laterais, o que lhes confere uma visão de 360 graus. Ou seja, ela consegue enxergar completamente um ambiente enquanto voa, e não pode ser surpreendida.

Além disso, segundo estudos recentes, o metabolismo muito rápido das moscas faz com que ela enxergue a vida em slow motion, em câmera lenta. Sabe quando o personagem Neo, de Matrix, consegue desviar das balas de tiro?

Então, a lógica é mais ou menos a mesma! As moscas enxergam tudo em velocidade menor, e por isso consegue se desviar rapidamente antes que você tente pegá-las.

Diferenças Entre Moscas E Mosquitos

Moscas e mosquitos são diferentes. Embora ambos façam parte da família de Diptera – pois possuem apenas duas asas – eles carregam características bem particulares.

Ambos os tipos de insetos se desenvolvem bem nas regiões urbanas. Geralmente buscam por climas mais amenos e quentes, sendo que os mosquitos ainda precisam de água para a conclusão e seu ciclo e vida.

A principal diferença entre eles está na sua forma física. As moscas são mais robustas, enquanto os mosquitos apresentam uma forma mais fina e alongada.

Diferença Entre Mosca e Mosquito

As moscas também possuem poucos artículos em suas antenas, enquanto os mosquitos possuem mais.

No total, existem mais de 150 mil espécies de Diptera registradas. Isso significa que são mais de 150 mil moscas e mosquitos! Eles estão distribuídos em:

  • 10 mil gêneros;
  • 150 família;
  • 150 mil famílias;
  •  22 a 32 superfamílias;

Embora sejam parentes, moscas e mosquitos são diferentes entre si e isso pode ser percebido logo a primeira vista. Então, não faça mais confusão, e nunca mais chame um pernilongo de mosca – ele é um mosquito!

10 Curiosidades Que Você Precisa Conhecer Sobre As Moscas!

Como você pode ver até aqui, as moscas são muito mais complexas do que imaginamos. Embora elas representem um grande incômodo e até mesmo um grande risco, existem moscas que contribuem para a diversidade das plantas, e que prestam um papel importante como alimentação para outras criaturas.

Vamos conhecer um pouco mais sobre as moscas agora descobrindo e relembrando algumas curiosidades que tratamos no decorrer desse atrigo – e algumas informações fresquinhas que trouxemos para concluir!

  • No total existem mais de 150 mil espécies de moscas e mosquitos identificados!
  • As moscas não vivem mais do que 30 dias, e passam por 4 estágios diferentes em seu ciclo de vida;
  • As moscas são criaturas diurnas, ou seja, praticam suas atividades durante o dia. Já os mosquitos preferem agir durante a noite;
  • As moscas possuem visão de 360 graus, o que ajuda em sua agilidade para fugir de uma captura!

  • As moscas não possuem uma boca de aspecto tradicional. No lugar elas possuem um tubo por onde eliminam saliva para dissolver seus alimentos;
  • As asas de uma mosca põem bater até 20 vezes por minuto;
  • Elas atingem uma velocidade de até 8km por segundo durante o voo;

  • Cada olho possui uma média de 4 mil lentes, fazendo com que a mosca consiga enxergar todo o ambiente – porém, em quadros.
  • Uma mosca pode botar cerca de 150 ovos de uma vez;
  • Os ovos levam apenas algumas horas para evoluírem para a fase de larva.

Esse é um inseto bastante complexo. As moscas estão presentes em nossas vidas, e são muito comuns em ambientes urbanos ou não. A grande questão a respeito delas é que precisam ter a sua população controlada para não se tornarem pragas.

Desde Quando As Moscas Existem?

É difícil precisar essa informação, mas alguns cientistas estimam que esses insetos existam há mais de 60 milhões de anos. O mais provável é que estejam na terra desde a época da extinção dos dinossauros.

Se trata de um inseto muito curioso, com hábitos bem peculiares, e que acabou se adaptado e se aproveitando da presença humana, sobretudo da nossa imensa capacidade de produzir lixo.

Mosca na Folha

Hoje, as moscas podem ser consideradas pragas em algumas regiões, enquanto também são utilizadas para testes e ajudam nas pesquisas que visam combater justamente as doenças que elas mesmas transmitem.

O mais importante é saber que as moscas são variadas, e que vão muito além daquelas que conhecemos, e que costumam frequentaras nossas casas. Existem particularidades a respeito desses insetos que são verdadeiramente curiosas.

Conhecer e estudar as moscas é fundamental para biólogos, estudantes ou para curiosos que apenas querem entender um pouco mais sobre os habitantes de nosso planeta.

Veja também

Pato Mergulhão: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

Você conhece o pato mergulhão? Quer aprender tudo sobre essa famosa e belíssima ave? Continue …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *