Home / Animais / Lista de Tipos de Polvo: Espécies Com Nome, Habitat e Fotos

Lista de Tipos de Polvo: Espécies Com Nome, Habitat e Fotos

O polvo, cujo nome quer dizer “muitos pés”, pertence à classe Celafopoda, e ao filo Mollusca. São animais invertebrados. Acredita-se que na ordem Octopus existam cerca de 700 espécies diferentes.

O polvo pode ser encontrado em todos os oceanos que existem. São animais marinhos, e que gostam mais de águas tropicais.

No post de hoje, vamos descrever a lista de tipos de polvo, as espécies com nome, habitat, fotos e muito mais. Continue lendo…

Espécies de Polvos Com Nome

Como são muitas as espécies de polvos existentes, descreveremos abaixo 4 delas, apresentando as suas principais características. Acompanhe:

  • Polvo da Califórnia: como o seu próprio nome já diz, esse polvo vive, principalmente, em águas californianas. No entanto, ele também pode ser encontrado no México, no Japão e na África. Possui o corpo em tom acinzentado. Apresenta duas manchas azuis em volta dos dois olhos.

Acredita-se que essa espécie de polvo é uma das mais amigáveis, pois não gosta de atacar. Além de também tolerar bem a presença dos seus semelhantes. A menos que estejam competindo por alimentos, que são os moluscos, os crustáceos e os peixes pequenos.

O tamanho do polvo da Califórnia pode chegar a 40 cm, sendo que 25 cm são referentes aos seus braços.

  • Polvo gigante do Pacífico: já foram vistos espécimes com até 9 metros de comprimento desse polvo. De todos os polvos conhecidos, esse é o maior. Ele também consegue mudar de cor, camuflando entre plantas, rochas e corais.

Dos animais invertebrados, ele é considerado como o mais inteligente, sendo capaz de destampar potes e até de sair de labirintos.

Pode ser encontrado no Japão e nas águas temperadas do Oceano Pacífico, da região sul da Califórnia até o Alasca. O polvo gigante do Pacífico vive mais que qualquer outra espécie de polvo (em torno de 4 anos).

A reprodução dessa espécie de polvo acontece no verão, quando o macho passa para a fêmea o espermatozoide e esta, por sua vez, colocar em águas mais rasas até 100 mil ovos.

Ele caça durante a noite. E a sua alimentação é à base de camarão, caranguejo, lagosta, amêijoas e peixes.

  • Polvo de anéis azuis: esse polvo possui o corpo claro, e com várias manchinhas azuis circulares. Elas podem, inclusive, ficar em tons diferentes, caso ele queira se misturar ao ambiente.
    Polvo De Anéis Azuis
    Polvo De Anéis Azuis

É uma espécie muito perigosa para o ser humano, pois a sua picada pode levar à morte. Ele também é considerado como uma das espécies de polvos mais territoriais e agressivos que existem. São capazes de lutar com os seus próprios semelhantes pelo território, por abrigo ou por comida.

O polvo de anéis azuis se movimenta bem rapidamente quando está à procura de uma presa. É uma espécie bem pequena. Ele chega a medir, no máximo, 20 centímetros. Uma curiosidade sobre esse polvo é que ele, quando se vê encurralado pelo seu predador, libera uma espécie de tinta tóxica. Dessa forma, ele consegue escapar rapidamente do ataque.

  • Polvo Comum: o nome científico desse polvo é Octopus vulgaris. Medindo 90 cm, e pesando 9 quilos, ele é considerado com um dos maiores polvos que existem. Ele tem a capacidade de mudar de cor para camuflar a sua presença. Possui a cabeça e olhos grandes.
    Polvo Comum
    Polvo Comum

Apesar de ser mais comum no Mar Mediterrâneo, em algumas áreas da África, nas ilhas de Cabo Verde, na costa inglesa e nas Ilhas Canárias, o polvo comum pode ser em qualquer oceano, seja zona temperada ou tropical.

Esse polvo vive muito pouco, no máximo 2 anos. Pouco tempo depois do acasalamento, ele morre. A fêmea dessa espécie tem capacidade de colocar até 200 mil ovos. E fazer de tudo para que eles não sejam capturados por predadores. Além do mais, ela também consegue ficar até 40 dias ao lado dos seus filhotes e, para recuperar a energia, ela pode comer parte dos seus próprios braços.

Principais Características dos Polvos

Principais Características dos Polvos
Principais Características dos Polvos

Os polvos contam com 8 braços e dois tentáculos. Todas as espécies de polvos são predadores, que se alimentam de crustáceos, de peixes e também de outros invertebrados. Para caçar, eles usam os braços, e matam a sua presa com o bico quitinoso.

A maior parte dos polvos consegue liberar uma verdadeira nuvem de tinta, que serve para ajudá-los a fugir dos predadores. Essa tinta é constituída, principalmente, por uma substância presente na pele e nos cabelos das pessoas, chamada melanina.

Além da cor, a nuvem também tem um cheiro característico, que é capaz de confundir os predadores que dependem bastante do olfato para encontrar a sua presa, como é ocaso dos tubarões, por exemplo. Essa tinta também pode apresentar um efeito paralisante no predador que, por alguns momentos, ele deixa de sentir, de ver e cheirar. Enquanto isso, o polvo foge.

A capacidade de camuflagem dos polvos é decorrente de determinadas células especializadas presentes na sua pele. Elas podem modificar a cor aparente e também a opacidade da epiderme do animal.

Certos polvos, quando se sentem ameaçados, possuem a capacidade de autotomia em seus braços, parecido com as lagartixas, que conseguem liberar as caudas. Com os braços liberados, os polvos conseguem distrair os predadores.

O polvo possui 8 braços bem fortes, e com ventosas, que se encontram dispostas em volta da sua boca. Assim como acontece com os demais cefalópodes, o polvo também apresenta um corpo mole, não possui esqueleto interno e nem externo.

Os polvos são animais muito inteligentes. Somente observando outros polvos, eles são capazes de aprender várias coisas. Possuem uma visão incrível. Conseguem detectar objetos pequenos, de cerca de 0,5 cm, estando a uma distância de 1 metro, aproximadamente. Inclusive, os seus olhos funcionam de maneira bem parecida com os olhos de seres humanos. Os polvos mudam de cor quando querem se comunicar.

Reprodução dos Polvos

A reprodução dos polvos é sexuada. E começa a partir de um ritual de acasalamento que pode durar de algumas horas, até dias. De acordo com biólogos, a fêmea estará pronta para fecundar quando liberar o feromônio sexual. Além de atrair o macho, ele também impede que ele a devore.

A prática do canibalismo é bem comum entre muitas espécies de polvos. Nesse período, a fêmea pode até ser fecundada por mais de um parceiro sexual.

Veja também

Pato-de-Crista: Características, Nome Cientifico, Habitat e Fotos

A criação de patos é muito comum no Brasil, já que não exige grande trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *