Home / Animais / Lenda Lobo Solitário

Lenda Lobo Solitário

O lobo é um mamífero carnívoro pertencente à mesma família taxonômica das raposas e cães domésticos. Atualmente, há três espécies deste animal, sendo elas o lobo cinzento (Canis lupus), o lobo vermelho (Canis rufus) e o lobo etíope (Canis simensis). Dentro da classificação destas 3 espécies também há variadas subespécies.

Em relação aos outros canídeos, o lobo possui maior capacidade cerebral, maior capacidade auditiva e melhor visão noturna. É um animal monogâmico e nas atividades de caça, frequentemente é encontrado dentro de alcatéias que podem conter de 2 até 36 lobos. O macho costuma ser o líder desta alcatéia.

Acredita-se que os cães domésticos (Canis lupus familiaris) tenham sido lobos inseridos no âmbito da convivência humana a milhares de anos atrás.

A sua força e inteligência, somadas à sua fisionomia enigmática e á prática de uivos, principalmente em noites de lua-cheia, proporcionou inúmeros mitos e lendas sobre o animal. Um exemplo delas é a lenda do lobisomem, presente em várias culturas e civilizações, na qual é ressaltado seu caráter agressivo e sanguinário. O mesmo ocorre nas representações encontradas na história da chapeuzinho vermelho e na história dos 3 porquinhos.

No entanto, na mitologia nórdica, estes animais são considerados deuses e estão associados ao surgimento de Roma, no qual a loba amamentou Roma, Rômulo e Remo.

Na mitologia egípcia, o deus Anúbis assume a forma de lobo, ou “cão selvagem”. No Japão, este animal costuma ser “invocado” com guardião de locais sagrados.

Uma das lendas relacionadas ao lobo é a chamada lenda do lobo solitário, a qual está diretamente ligada a uma história de amor mitológica repassada através das gerações e civilizações.

Neste artigo, você conhecerá essa história.

Boa leitura.

Fatos Interessantes e Curiosidades Sobre o Lobo

O lobo é capaz de ingerir grande quantidade de carne de uma só vez, há registros que apontam para até 10 quilos em uma única refeição. Porém, ao mesmo tempo, este animal possui uma grande resistência, e pode ficar até quatro dias sem se alimentar, e ainda ter forças para caçar e até lutar.

A cabeça dos lobos quase sempre está alinhada na altura do resto do corpo e só levantada quando há a sensação de alguma ameaça no local.

A mordida do lobo é conhecida pela sua pressão devastadora, a qual equivale a 680 quilos por polegada quadrada. Este valor equivale a quase o dobro da pressão exercida pela raça mais agressiva de cão doméstico.

Existem alguns lobos negros e os mesmos, segundo indica pesquisadores possuem uma mutação que acomete apenas cães domésticos, dessa forma, estes lobos são resultantes de cruzamentos genéticos com cachorros em uma passado não tão distante.

Lobo Negro
Lobo Negro

Os lobos são animais carnívoros e até mesmo canibais. Membros da alcatéia que tenham morrido ou que estejam gravemente feridos frequentemente são devorados. Isto também ocorre após o combate entre alcatéias rivais, nas quais o macho alfa derrotado acaba sendo devorado pelo macho alfa vencedor.

Nos Estados Unidos, entre os anos de 1870 e 1877, cerca de 100 mil lobos foram mortos anualmente. Isso ocorreu, pois o país declarou ‘guerra’ contra esses animais e quem matasse um lobo receberia cinco dólares de recompensa. No Estado de Wyoming, no ano de 1913, quem libertasse um lobo seria multado em 300 dólares. Essas atitudes foram baseadas no imaginário de violência representado pelo animal, no entanto, sua quase extinção nos Estados Unidos contribui para um desequilíbrio do ecossistema de muitas áreas ambientais, com descontrole inclusive da população de cervídeos.

O Lobo e a Espiritualidade

Além das culturas citadas no escopo deste artigo, outras civilizações também fazem alusão à figura do lobo dentro dos seus ritos e crenças religiosas. Alusão esta que pode ser positiva ou negativa.

Para os indígenas nativo-americanos, por exemplo, o lobo é um animal reverenciado, pois é um bravo caçador que se move silenciosamente pela paisagem. Também é visto como um mensageiro, viajando longas distâncias para trazer mensagens do mundo espiritual. A estrela mais brilhante do Norte, cujo nome é estrela Sírius, seria conhecida como estrela do lobo entre os nativos. A via láctea seria o caminho do lobo.

No entanto, a representação negativa do lobo exposta em lendas como o lobisomen é replicada na religião muçulmana, na qual o lobo é uma monstruosa besta que atua como um obstáculo no caminho até Meca.

A Relação dos Lobos Com Seres Humanos

No período pré-histórico, os homens viviam em grupos comunitários. Quando sobrava algum alimento, obtido através da caça, os lobos se aproximavam. Deu-se início ao tímido relacionamento entre homens e lobos, o qual resultaria na atual criação de cães domésticos. Os filhotes de lobos que nasciam dessa aproximação passaram a ter um comportamento diferenciado, mais dócil, a partir de um vínculo de dependência-afetividade.

Lenda do Lobo Solitário

No mundo dos deuses, havia Kukuatzo, considerado o deus da simplicidade, honestidade e compaixão. Seus altos valores chamaram a atenção da deusa Nefertine, considerada a deusa da alma e do espírito, que logo se apaixonou por ele.

Tal fato provocou burburinho entre os demais deuses, pois Nefertine era a deusa mais bela de todas e, apesar da nobreza de coração, Kukuatzo era o mais feio. Esse amor provocou mudanças no céu e na Terra fazendo com que as estrelas da noite tivessem mais brilho, a Terra fosse mais verde e azul, o número de pássaros se multiplicassem e a chuva começasse a cair do céu para alimentar as plantações.

No entanto, estas mudanças passaram a incomodar Kaptsu, deus da discórdia, ambição, inveja e ciúme. Ele começou a pensar em estratégias para destruir esse amor.

Enquanto isso, Nefertine anunciou que teria um filho de Kukuatzo, dando origem aio primeiro apolipse. Este filho na verdade foi uma linda menina chamada Afrodite.

Kukuatzo estava procurando um presente diferenciado para oferecer à sua amada. Kaptsu viu uma grande oportunidade neste fato, e sugeriu que Kukuatzo descesse à Terra para recolher a mais bela for, sem imaginar que não poderia mais retornar.

Na Terra, ao perceber que tinha sido enganado por Kaptsu, Kukuatzo deu um grande uivo de dor e se transformou em um lobo. No ceú, Nefertine deu um grande grito e, como não podia morrer, transformou-se em uma lua cheia.

Kukuatzo tornou-se um lobo solitário que vaga pela noite, ao avistar a lua cheia (sua amada Nefertine), ele dá um grande uivo de tristeza e saudade, pois vê Nefertine, porém não pode tocá-la.

*

Agora que você já conhece algumas representações mitológicas sobre o lobo, dentre elas a lenda do lobo solitário, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

A lenda do lobo solitário. Disponível em: <https://robosolitario.blogspot.com/2011/09/lenda-do-lobo-solitario.html>;

APRILE, M. Educação Uol. Lobos alfa e beta, linguagem corporal dos lobos e sua alimentação. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/biologia/lobos-lobos-alfa-e-beta-linguagem-corporal-dos-lobos-e-sua-alimentacao.htm>;

DALLA, M. Dalla Blog. O simbolismo do lobo. Disponível em: <https://www.marcelodalla.com/2014/01/o-simbolismo-do-lobo.html>;

COSTA, Y. D. Infoescola. Lobo. Disponível em: <https://www.infoescola.com/mamiferos/lobo/>;

RINCON, M. L. Mega Curioso. 4 fatos interessantes que você talvez desconheça sobre lobos. Disponível em: <https://www.megacurioso.com.br/animais/45388-4-fatos-interessantes-que-voce-talvez-desconheca-sobre-os-lobos.htm>.

Veja também

Tipos De Abelhas Sem Ferrão

Você possui algum tipo de alergia? É provável que você possua pelo menos uma, mesmo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *