Home / Animais / Lagarto Chicote de Santa Lúcia ou Chicote de Vanzo com Fotos

Lagarto Chicote de Santa Lúcia ou Chicote de Vanzo com Fotos

Os répteis estão sempre surpreendendo as pessoas, seja pelo modo de vida diferenciado ou pela capacidade de fazer algumas coisas muito complicadas – ao menos para as pessoas. Assim, o lagarto é um grande exemplo de animal curioso e que gera muito interesse na sociedade.

Esse animal acaba por ser um dos mais famosos quando se trata de répteis, a começar pelo fato de ter muitas variantes. No fim das contas, é possível achar lagartos em quase todas as partes do mundo, em diversos continentes. O lagarto chicote-de-santa-lúcia, por exemplo, é um animal endêmico da Ilha de Santa Lúcia, na região do Caribe.

Isso quer dizer que a espécie até pode sobreviver em outras partes do mundo, mas apenas se mostra capaz de crescer, se desenvolver e proliferar com qualidade em Santa Lúcia – há algumas populações do animal em partes da América do Sul e países da América Central, mas nada muito significativo.

Ao todo, calcula-se que o lagarto chicote-de-santa-lúcia possua cerca de mil exemplares em Santa Lúcia, além de mais algumas centenas espalhados pelo planeta. Esse animal é pequeno, capaz de se colocar em espaços muito reduzidos, e gosta de ambientes quentes para se desenvolver.

Características do Lagarto Chicote-de-Santa-Lúcia

O chicote-de-santa-lúcia, como já indicado, é um dos tipos mais interessantes e inexplorados de lagarto. Isso porque o animal não recebe tanta atenção da comunidade científica internacional, até mesmo pelo fato de ser endêmico de uma pequena ilha na região do Caribe.

Além disso, o fato de possuir poucos exemplares para os padrões de um lagarto faz com que o chicote-de-santa-lúcia não receba tantos estudos. O animal é pequeno e, dessa forma, acaba por ser capaz de fugir de inúmeros predadores maores. Para se ter uma ideia, o lagarto chicote-de-santa-lúcia vive muitas vezes entre rochas. O fato de ser quase todo preto na parte das costas é outro motivo que ajuda o animal a se proteger de predadores, pois sua coloração serve de camuflagem.

Características do Lagarto Chicote-de-Santa-Lúcia
Características do Lagarto Chicote-de-Santa-Lúcia

A parte interna do lagarto é amarelada, com manchas em amarelo rumando também para as costas. Essa espécie gosta mais de sair à noite, quando encontra o melhor cenário para desfilar sem ser vista. Costuma ser nesse momento que o chicote-de-santa-lúcia se alimenta de vegetais e sementes, o cardápio do lagarto na maioria dos casos. Fora as rochas, o lagarto chicote-de-santa-lúcia também vive em árvores.

Estado de Conservação do Lagarto Chicote-de-Santa-Lúcia

O lagarto chicote-de-santa-lúcia é muito popular na Ilha de Santa Lúcia, mas não encontra outros ambientes favoráveis ao seu desenvolvimento com facilidade. Ademais, pelo fato de viver em uma ilha, esse animal não consegue migrar para outras partes do planeta. Todo o cenário ajuda a entender o estado de conservação do lagarto, que não é dos melhores. Com cerca de mil exemplares em Santa Lúcia, o animal se encontra em risco crítico de extinção.

Lagarto Chicote de Vanzo
Lagarto Chicote de Vanzo

Isso se deve mais à dificuldade de proliferação do lagarto chicote-de-santa-lúcia do que às ações humanas, pois o animal, por si só, apresenta problemas para aumentar sua população. Outro ponto negativo para a conservação do lagarto é o crescente turismo nas ilhas caribenhas, que se transformaram em cenário paradisíaco procurado por milhões de pessoas todos os anos. Com isso, cresce o número de hotéis e turistas circulando pela Ilha de Santa Lúcia, além haver mais veículos e estradas no local.

No fim das contas, o lagarto chicote-de-santa-lúcia passa a ter menos espaço com essa onda crescente de turistas. Ao mesmo tempo, é importante ressaltar que há grupos organizados focados em manter bons ou, no mínimo, razoáveis níveis de conservação para lagarto chicote-de-santa-lúcia; a maior parte desses grupos é local e não atinge grande relevância internacional.

Conheça a Ilha de Santa Lúcia, Casa do Lagarto Chicote

A Ilha de Santa Lúcia é a casa do lagarto chicote-de-santa-lúcia, como é possível perceber. A ilha é um pequeno estado insular do Caribe e possui autonomia, sendo membro da Comunidade do Caribe. Além do lagarto, há outros animais endêmicos na região, o que acelera e turbina os ganhos locais com a presença de turistas.

Na realidade, seja em busca de animais exóticos ou com intuito de visitar as belas praias, o certo é que Santa Lúcia recebe milhões de turistas por ano. O turismo, na verdade, é a principal fonte de receita dos habitantes da ilha. O clima no local é tropical, com temperatura média que fica por volta dos 27 graus Celsius.

Essa é a temperatura ideal para o desenvolvimento pleno do lagarto chicote-de-santa-lúcia, um ser vivo que necessita de auxílio externo para manter a sua temperatura interna. Portanto, locais muito frios tendem a matar o lagarto chicote-de-santa-lúcia rapidamente. É por esse motivo que o animal ainda consegue sobreviver a alguns países da América do Sul e também a alguns da América Central, mas não se mostra nada preparado para sobreviver em países europeus ou asiáticos.

Habitat e Nome Científico do Lagarto Chicote-de-Santa-Lúcia

  • Nome Científico: Cnemidophorus vanzoi;

  • Local de preferência: Ilha de Santa Lúcia (endêmico).

O lagarto chicote-de-santa-lúcia recebe o nome científico de Cnemidophorus vanzoi. Porém, esse animal pode ser chamado também de chicote de vanzo, embora o mais natural seja a nomenclatura de lagarto chicote-de-santa-lúcia.

Por viver de forma plenamente adequada e confortável apenas na Ilha de Santa Lúcia, o habitat ideal do lagarto é, de fato, aquele visto na ilha. Isso faz com que o animal goste de ambientes de mata fechada para se desenvolver realmente bem, pois a floresta acaba por ser um empecilho a mais para os predadores. Assim, as árvores ajudam o lagarto a se camuflar, enquanto as rochas também contribuem nesse sentido.

Cnemidophorus Vanzoi
Cnemidophorus Vanzoi

É mais aconselhável que o lagarto chicote-de-santa-lúcia tenha uma fonte de água por perto, pois dessa forma será mais fácil equilibrar a temperatura média do corpo. Todavia, caso não haja um lago ou rio por perto, não há grande problema. Isso porque o lagarto chicote-de-santa-lúcia pode descansar em buracos feitos em troncos de árvores, onde as temperaturas são mais baixas. Com isso, o objetivo de regulação térmica é alcançado da mesma maneira, embora não se faça uso da água.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *