Home / Animais / Lagartixa Doméstica Tropical: Características, Habitat e Fotos

Lagartixa Doméstica Tropical: Características, Habitat e Fotos

A lagartixa doméstica tropical, que possui o nome científico Hemidactylus mabouia, é pertencente à classe dos Reptilias, da ordem Squamata. Na etimologia de sua nomenclatura de gênero tem-se a base nas lamelas que são divididas nos dedos de patas traseiras e dianteiras. No caso, “Hemi” quer dizer “metade”, e “dactylos” faz referência às lamelas que ficam debaixo de seus dedos.

Esse tipo de lagartixa pode medir aproximadamente 12,7 cm. Em geral, pesam aproximadamente de 4 até 5 gramas. Seus olhos são adaptados para os movimentos noturnos. Eles fornecem uma boa forma de detecção de presas nos ambientes que são pouco iluminados.

Quer conhecer mais sobre esse bichinho, considerado “nojento” por muitos? Então não perca as informações que dispusemos no artigo abaixo. Confira!

Características Gerais Da Lagartixa Doméstica Tropical

Características Físicas

Muitas vezes, a lagartixa doméstica tropical é tida como feia e nojenta. Isso porque ela é magra e possui uma cabeça achatada, mais ampla do que seu pescoço.

O corpo é, na maioria das vezes, coberto por algumas listras marrons e pretas. Contudo, pode mudar a coloração, uma vez que se baseia na luz e na temperatura do ambiente em que se encontra. Além disso, possui escamas dorsais.

A superfície dos dedos tem lamelas, que são escamas pequenas e espinhosas. Estas, auxiliam a espécie a se prender nas superfícies.

Adaptação e Habitat

Esse réptil, pequeno em tamanho, tem uma grande capacidade de adaptação. Esta inclui um mecanismo para camuflagem aonde vai, lentamente, modificando sua coloração do cinza (na tonalidade quase branca) para o marrom-claro e até mesmo o escuro.

Essa espécie de lagartixa se adapta com bastante facilidade, estabelecendo-se em diversos locais do mundo, o que inclui o Brasil. Pode ser encontrada predominantemente nos habitats suburbanos e urbanos.

Também é vista na:

  • Floresta Atlântica;
  • Floresta Amazônica;
  • Áreas com vegetação na savana brasileira central (cerrado);
  • Habitats de clima semi-árido, tal como a Caatinga;
  • Habitats costais com dunas, tal como a restinga;
  • Em determinadas ilhas distantes ao redor das costas brasileiras.

Sua adaptação fácil permitiu que ela saísse do meio antrópico, onde estava geralmente restrita. Assim, conseguiu seguir para uma maior variedade de áreas.

Alimentação Da Lagartixa Doméstica Tropical

Alimentação Da Lagartixa
Alimentação Da Lagartixa

A lagartixa doméstica tropical preda diversos insetos aéreos e terrestres que podem surgir durante o período noturno. Por vezes, aprendem a ficar esperando perto das fontes com luz (lâmpadas) a fim de capturar as presas que são atraídas pelo brilho.

Ela se alimenta de uma enorme variedade de seres, que incluem:

Aracnídeos (inclusive escorpiões),

  • Lepidópteros;
  • Blattódeos;
  • Isópodes;
  • Myriápodes;
  • Coleópteros;
  • Outras espécies de lagartixas;
  • Orthópteros;
  • Entre outras.

Desenvolvimento

Os ovos da Hemidactylus mabouia são pequenos, brancos, bem como calcificados, pois, assim, evita as perdas de água. Eles também se mostram pegajosos e macios, para que a lagartixa doméstica tropical possa colocá-los nas áreas que sejam mais difíceis para os predadores alcançarem.

Ovos de Hemidactylus Mabouia
Ovos de Hemidactylus Mabouia

Filhotes e lagartixas juvenis não se deslocam muito, ficando perto de abrigos, terrenos baixos e fendas. A espécie tropical tem a determinação sexual que depende da temperatura. Isso ocorre especialmente porque não possui cromossomos heteromórficos sexuais, que são capazes de fazer a diferenciação dos diversos alelos entre os machos e as fêmeas.

Reprodução

Os machos da lagartixa doméstica tropical atraem suas fêmeas utilizando os feromônios e os sinais chilreares. Ao chegar próximo da fêmea, o macho arqueia as costas e sacode a língua.

Se a fêmea estiver interessada, ela mostrará um comportamento bem receptivo e deixará ser “montada”. Se a fêmea não aprovar, mostra rejeição mordendo ou chicoteando o macho com o rabo.

Ciclo Reprodutivo

A lagartixa tropical tem o ciclo reprodutivo pelo ano todo, com aproximadamente 7 “crias” anuais. A fêmea tem a capacidade para armazenar o esperma.

A reprodução é favorecida a partir dos meses de agosto a dezembro, tendo cerca de dois filhotes por vez. Fêmeas maiores têm mais capacidade de produção dos ovos em grande volume.

Filhote de Lagartixa
Filhote de Lagartixa

O período médio para incubação é de 22 até 68 dias para a eclosão dos ovos. Para atingir a maturidade sexual, essa espécie demora entre 6 até 12 meses, tanto para machos quanto para fêmeas. Nesse caso, a maturidade não se atinge por idade, mas sim por tamanho, que é de 5 cm.

Funções No Ecossistema E Comportamento

A lagartixa tropical é insetívora, alimentando-se oportunisticamente. Ela pode eliminar diversos tipos de parasitas, incluindo os cestódeos, como os Oochoristica truncata.

A espécie de lagartixa tropical é especialmente noturna, aproveitando-se de fontes de luzes artificiais para fazer a caça. Como é um tipo de réptil bastante territorial, pode se tornar agressiva em muitos casos.

Diversos estudos acerca de seu comportamento mostraram que, para se alimentarem, as lagartixas jovens ficam perto do chão. Já os machos adultos sobem em locais bem altos.

Percepção E Comunicação Das Lagartixas

A lagartixa doméstica tropical masculina se comunica com as outras lagartixas da espécie utilizando os sons com frequências diversas. Os gorjeios que são emitidos com maior frequência pelo macho quando este está cortejando uma fêmea. Em geral, é seguido por feromônios ou até mesmo por outros indicativos químicos que demonstram interesse entre os sexos.

Lagartixa Doméstica na Parede
Lagartixa Doméstica na Parede

Existem alguns gorjeios com baixa frequência emitidos pelas lagartixas que são emitidos somente durante uma briga entre os machos. Somente a fêmea, durante o acasalamento, levanta a cabeça. Os movimentos da língua, bem como da cauda são considerados também sinais de comunicação.

Como esse tipo de animal é noturno, a comunicação visual é a menos importante, assim como a menos executada.

Predação Da Lagartixa Doméstica Tropical

Esse tipo de lagartixa pode ser predado por cobras, pássaros e aranhas. Contudo, ela não se deixa abater com facilidade. Para conseguir sobreviver na natureza, a espécie adquiriu alguns mecanismos para a sua defesa.

Dessa forma, observa-se que faz um vibrar com a sua cauda. Isso distrai os predadores que ficam prestando atenção nos sons e movimentos. Quando estes estão bem dispersos, ela foge.

Outra maneira de escapar da morte é deixando o seu rabo para trás ao ser atacada, uma vez que ele se regenera. Sem contar que pode alterar sua cor para se camuflar nos ambientes.

São interessantes as características da lagartixa doméstica tropical, não? Agora que a conhece um pouco melhor, ao se deparar com uma, não há a necessidade de medo.

Veja também

Como Cuidar de um Basset Hound Filhote: Cuidados e Doenças

Você já ouviu falar do cão Basset Hound? Pois bem, esta raça possui cãezinhos bastante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *