Home / Animais / Labrador Retriever – Personalidade: Ele é Dócil e Companheiro?

Labrador Retriever – Personalidade: Ele é Dócil e Companheiro?

A raça retriever foi originada nos primórdios da domesticação dos cães e remete aos animais treinados para recuperarem a caça depois de abatida e trazê-las intactas ao seu dono.  Considerando que os acampamentos de humanos eram instalados sempre próximos de corpos d’água, sugere-se que as constantes apreensões de presas que caiam dentro de rios e praias desde os tempos de seus ancestrais, tenha sido a origem da paixão que esta raça tem por água até hoje.

Labrador Retriever – Características

É uma animal quadrúpede, cujo habitat se estabelece no interior de corpos aquosos, como os jacarés e as lontras, este fake descritivo viria bem a calhar e não seria de todo absurdo, embora uma heresia taxonômica, de fato a vocação do labrador retriever é o contato com a água. O amigo leitor, que cria seu labrador, próximo a corpos hídricos, já deve ter observado este comportamento. Deve ter observado também que este mergulha, mas não permanece molhado.

Variações genéticas, desenvolvidas desde os primórdios, de mergulhos em águas geladas da Sibéria, no caso dos seus ancestrais mais antigos, os primeiros cães domesticados, enquanto os humanos ainda eram nômades e viviam da caça, equiparam esta raça com uma cobertura especial, tipo um casaco impermeável, que não retém água. O pelo secundário de sua pele contém secreção natural de óleo que repele a água e mantem a pele seca.

Ademais o cão labrador retriever, assim como o alce-do-pantanal,  é equipado por natureza de membranas interdigitais, entre as patas, uma característica que o equipa a nadar mais rápido. Seu casaco de pelos o habilita a manter sua temperatura aquecida dentro d’água e flutue. Esta oleosidade que proporciona impermeabilidade, é responsável por manter o pelo do animal liso e brilhante.

Possui expectativa de vida entre 12 e 13 anos.

Labrador Retriever – Personalidade: Ele é Dócil

A raça Labrador Retriever é considerada bastante simpática, proporcionando boas risadas.  Aceita treinamento e não manifesta agressividade, nem timidez. Permanece  sempre agitado, animado, enérgico e obediente. Especialistas afirmam que é uma raça com personalidade e comportamento equilibrado. Pois trata-se de uma raça dócil e afável. Mas ao mesmo tempo, é um pouco bagunceiro e desajeitado, demonstrando não ter noção do tamanho e força que possui.

Paciente e  tolerante, apesar do seu grande apego ao tutor, e seu porte exuberante,  não se opõem a presença de novas companhias na casa, seja através de crianças, com os quais é muito calmo, visitas ou outros cães, pois se da bem com outros animais. No quesito sociabilidade só perde para o beagle, entre todas as raças.

Labrador Retriever – Personalidade: Ele é Companheiro

Animal companheiro e brincalhão e excelente suporte para pessoas com deficiências físicas, sempre pronto pra uma aventura, precisa de tutores dedicados que o livre de confusões. Esse cão ama correr e brincar. Gosta de atenção e incansáveis brincadeiras com bola. O seu espaço ideal são quintais amplos e espaçosos, nos quais possa se movimentar e interagir com humanos.

Demonstra não possuir resquícios de índole vingativa, nem malícia e nem rancor. Esta raça é uma das preferidas pela polícia e os bombeiros para ações de buscas de pessoas, drogas e explosivos. É um cão que respeita os limites dos humanos com os quais interage, sendo por esta característica escolhido por treinadores de cães-guia, pois esta função exige que o cão seja obediente a comandos, esperto e demonstre empatia com os deficientes aos quais vai auxiliar.

São ótimos cães de companhia e sua obediência está relacionada a necessidade de agradar aos seus tutores. Mostra ser o cão ideal para acompanhar cegos, pessoas com autismo e para fins terapêuticos em hospitais, levando alegria e companheirismo aos doentes, ideal para conviver com crianças, de todos os tamanhos e idades.

Vai estar ao lado do tutor sempre que for possível e necessário

Labrador Retriever – Cuidados

Por ser um cão de caça e pesca, o cão precisa de muita atividade física e mental para que não fique entediado. Precisa gastar sua energia com atividades para que não se torne um cão destruidor, cavando buracos no jardim e destruindo flores.

Pessoas com agenda lotada de compromissos que significam longas hora de solidão para o animal ou que morem em pequenos espaços não são aconselhados a adquirir um animal desta raça. . Na ausência do dono pode adoecer e até morrer.

Labrador Retriever no Veterinário
Labrador Retriever no Veterinário

Num cão tão elétrico assim, deve-se cuidar que não desenvolvam problemas ósseos e nas articulações, como displasia do cotovelo, quadril e torção de estômago. Assim desde pequeno deve se controlada seu apetite voraz, que causa que engorde muito rapidamente. Assim como todas as raças de cães de grande porte, labradores devem ter sua alimentação rigidamente controlada, de modo a não desenvolver sobrepeso.

Quando o clima está quente, os banhos quinzenais são uma excelente recomendação, visto que o animal apresenta uma grande afinidade com a água; no entanto, pode se adaptar com facilidade tanto a temperaturas muito baixas como a temperaturas altas demais. O ideal é banhar o animal o mínimo possível. Banhos em excesso podem provocar irritação e desconforto em virtude de ressecar sua pele tornando-se escamosa, pela eliminação de seu óleo natural. Em caso de excessivo mal cheiro utilize shampoo a base de coco que conservam a hidratação.

Jamais tose seu labrador retriever, mesmo que a temperatura chegue a 50 º a sombra, pois seu pelo serve de proteção contra raios UV , para regular sua temperatura interna e protege-lo das intempéries. O corte do seu pelo produz alergias e acelera seu processo de perda de pelos posteriormente, além de perder para sempre sua beleza.

O filhote deve ser alimentado exclusivamente do leite materno nos primeiros 40 dias, após inicia-se gradativamente o desmame, introduzindo-se papinhas de desmame até a completa administração de ração para filhotes, até os três meses, divididas em cinco porções (máximo 300 gr/dia), daí ate o sexto mês 400 gr/dia, divididas em três porções, até 1 ano 500 gr/dia e adulto 600 gr/dia, ou de acordo com a orientação do seu veterinário.

Quer um amigo?…Encontrou…O labrador retriever é certeza de festa em todos os encontros, com muitas lambidas e pulos…!!!

Gostou? …comente…

Veja também

Lindo Lírio Do Mar no Fundo da Água

Lírio Do Mar – Respiração: Como Funciona sua Respiração?

Quando você imagina um lírio do mar, flutuando lentamente pelo fundo do oceano, talvez não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *