Home / Animais / Intoxicação por Produtos de Limpeza em Cachorro: Como Fazer?

Intoxicação por Produtos de Limpeza em Cachorro: Como Fazer?

Os cachorros são os nossos melhores amigos, e costumam ser, normalmente, muito independentes e maduros.

No entanto, em alguns casos, precisamos ter alguns tipos de cuidados que tomaríamos com as crianças de casa.

Ainda bem, pois, muitas vezes, os cachorros não entendem o perigo de certa situação, e uma atenção constante e precauções importantes devem ser tomadas.

Um dos maiores perigos de se ter animais dentro de casa, ocorro justamente, quando precisamos limpar ou reformar ela.

E, hoje, iremos falar um pouco mais sobre os perigos que os produtos de limpeza podem apresentar aos nossos cachorros.

É muito comum surgir algumas dúvidas quando se trata de intoxicação por produtos de limpeza em cachorro.

Perguntas como: o que evitar? Quais são os sintomas? Qual é o tratamento? Quais produtos podem intoxicar? Entre outras, podem surgir.

Aqui, você terá tudo isso e muito mais sendo respondido de maneira clara, segura e responsável, mas lembre-se, a procura por um médico veterinário é a primeira coisa que deve ser feita se o seu cachorro ingerir produtos de limpeza.

Cachorro Intoxicado

As dicas apresentadas aqui são muito boas para que saibamos como evitar essas situações perigosas, assim também como nos deixa com mais conhecimento acerca do que fazer se isso ocorrer.

Com consciência e com responsabilidade, pode ficar tranquilo, que será muito difícil que seu cachorro acabe ingerindo produtos de limpeza.

Como Evitar

Os produtos de limpeza são itens essenciais e que podem ser encontrados em todas as casas de todos os lugares.

Por isso, a atenção sobre esses itens deve ser muito grande, não apenas por conta de cachorros poderem viver na casa, mas também crianças.

Os produtos químicos, normalmente, possuem uma embalagem com cor forte, letras grandes, e, na maioria das vezes, o odor é muito agradável. Como, por exemplo, odor de flores, de frutas, de chocolate, entre outros, e isso acaba atiçando a curiosidade de nossos cachorros.

Antes de tudo, precisamos pensar em como evitar que os nossos cachorros se intoxiquem com produtos de limpeza.

O primeiro passo, e mais óbvio, é guardar os produtos em locais seguros, fora do alcance dos cachorros.

Nos dias em que alguma limpeza for feita na residência, o ideal é que o cachorro seja mantido longe do local a ser limpado.

Outra ideia que está sendo muito usada e difundida é a de levar os cachorros para alguns hotéis fazendas com especialidade em cachorros ou em diversos animais.

Atualmente, existem canis, hospitais veterinários, hotéis fazendas, abrigos familiares, entre outros, que abrigam os cachorros durante um período de tempo, seja para que uma limpeza, uma reforma ou uma viagem seja feita.

Uma vez que o seu cachorro esteja protegido, é hora de começar a limpeza tranquilo em saber que já fez os passos para evitar.

Sintomas

Os sintomas de uma intoxicação irão depender, principalmente, de dois fatores: qual produto foi ingerido, e qual foi a dose.

É claro que quanto maior for a dose que foi ingerida, mais greves os sintomas podem se tornar, então a primeira coisa a fazer, é identificar exatamente o que ocorreu.

Os sintomas podem ser variados, mas os principais serão: vômito, tontura, diarreia, fraqueza, moleza, baba excessiva, convulsões, perda do apetite, perda da consciência, letargia, irritação na boca e também nos lábios, entre outros.

Esses sintomas podem se manifestar de forma excessiva ou de forma um pouco escondida, é importante sempre dar a atenção necessária ao seu cachorro.

No geral, é importante notar qualquer comportamento estranho ou inadequado do seu cachorro, e perceber se há alguma embalagem química por perto aberta, mordida ou rasgada.

Tratamento

Uma vez que os sintomas de uma intoxicação por produtos de limpeza em seu cachorro sejam identificados, é importante prestar atenção no que deve ser feito em seguida.

Lembrando, novamente, que a procura por um veterinário de sua confiança é o mais ideal e urgente a ser feito.

No entanto, caso o local seja longe, algumas dicas já podem ser seguidas, para que a intoxicação não fique mais grave ou se prolongue muito.

A primeira coisa a se fazer é: não deixe seu cachorro dormir, o que vale também para os seres humanos.

Algumas pessoas costumam dar leite para os cachorros pensando que isso fará com que o produto saia, no entanto, não há nenhuma comprovação, então, evite.

Na casa, ou no percurso para o veterinário, algo que pode ser feito e é muito indicado, é a indução ao vômito.

Caso você tenha disponível em sua casa, a mistura de água oxigenada e água provoca o vômito, e isso faz com que o cachorro já comece a eliminar qualquer coisa que tenha ingerido. Mas lembre-se, a medida é sempre: 1 a 3ml para cada quilo do animal, nunca passe disso, pois pode agravar a situação.

Caso você não tenha água oxigenada disponível, outra mistura muito boa é água morna com sal. Essa mistura também provoca o vômito.

Uma vez que o cachorro esteja no veterinário, ele será examinado e a extensão dos danos será feita, e, normalmente, em casos de intoxicação mais graves, podem ser usados antídotos, medicação para dores, fluídos intravenosos, remédio contras as náuseas que são causadas e terapia com oxigênio.

Tipos de Produtos

Agora que você já sabe tudo sobre como evitar, quais são os sintomas e qual é o tratamento, está na hora de conhecer um pouco quais produtos oferecem risco ao seu cachorro.

Dentro de casa, como citado, é comum ter produtos de limpeza, como cândida, detergente, sabão, água sanitária, entre outros.

Todos esses produtos são tóxicos, e perigosos, e, em alguns casos, a embalagem do produto pode oferecer mais risco que o produto em si.

Produtos Proibidos para Cachorro

Outros produtos, menos comuns, porém que podem ter em casa, são produtos de limpeza para carros, como óleo, spray, querosene, e em alguns casos, restos de álcool ou gasolina.

Todos esses produtos, se ingerido de forma excessiva, podem levar a uma intoxicação, e em alguns casos mais greves, até a morte.

É importante que esses produtos fiquem sempre longe e fora do alcance dos cachorros, para que problemas maiores não sejam causados.

E você, possui mais alguma dica do que fazer em casos como esses? Deixe nos comentários.

 

Veja também

Cisne: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Subfamília e Gênero

Cygnus é o gênero taxonômico com o qual as maiores aves aquáticas da família anatidae …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *