Home / Animais / História do Marreco e Origem do Animal

História do Marreco e Origem do Animal

Você já ouviu falar a respeito do marreco? Ele é um animal curioso e cheio de peculiaridades. Quando falamos da sua origem, pouco se sabe. 

Eles são animais da mesma família dos patos (Anatidae) e estão presentes em diferentes lugares do mundo, possuem algumas características semelhantes com seus “primos”, no entanto, são dotados de atributos e traços próprios da espécie. 

Quer saber quais são? Continue acompanhando esse post para saber as principais características do marreco, além da história e origem do animal. Confira! 

Marreco: História e Origem da Espécie

Os marrecos fazem parte da mesma família dos patos, dos  cisnes e dos gansos, onde é classificado dentro do gênero Anas. Esse gênero conta com cerca de 40 espécies, onde também estão incluídos os piadeiras, as frisadas, o pato preto africano, o pato falcado, entre muitos outros. 

Marreco

O marreco é oriundo da China, assim como muitos de sua família. Por lá, estima-se que eles foram domesticados há cerca de 2.000 a 2.500 anos. Desde então agradaram a todos, tanto devido as suas funcionalidades, com a sua beleza e ainda como pratos culinários.Existem várias espécies de marrecos, entre elas estão: 

  • Pequim
  • Corredor Indiano
  • Rouen.

Ainda existem muitas outras espécies de marrecos, cada qual possui suas especificidades, por isso é fundamental saber quais são para distingui-las. 

O marreco é muito confundido com o pato, porém, vale destacar que ele é menor, com cordas vocais mais ativas. Eles são tão parecidos, que muitas características são parecidas, como por exemplo quando estão em pé, ambos ficam com o corpo ereto e na horizontal, sendo muito semelhantes. Diferente dos gansos e cisnes, já que estes ficam o corpo praticar mentalmente na vertical. Eles são da mesma família, porém espécies diferentes e por isso, gera muita confusão na cabeça das pessoas. 

O marreco disseminou-se pelo mundo todo rapidamente. Da china, foi levado para a Europa, onde foi doméstica e criado em cativeiro, para o abate, coleta de ovos e até as fezes eram utilizadas para fazer adubo.

Na América os marrecos foram introduzidos e tiveram seu espaço nas fazendas, abatedouros, rios e lagos. No Brasil, eles foram introduzidos através dos imigrantes alemães, por aqui existem muitos marrecos. As principais espécies são: 

  • Irerê (Dendrocygna viduata) 
Dendrocygna Viduata
  • Paturi (Nomonyx dominicus).
Nomonyx Dominicus

Eles são criados sobretudo no sul do país, onde existe um prato típico criado pelos próprios alemães, que caiu no gosto da população e até hoje é criado e domesticado. 

Quer saber mais a respeito dos marrecos? Quais  suas principais características? Então veja abaixo quais são elas e saiba como identificar um marreco. Confira! 

As Principais Características do Marreco

Os marrecos são aves da família Anatidae. Eles são muitas vezes chamados de “patos comuns”, devido a sua extrema semelhança com a outra espécie. Vale lembrar que o corpo dos patos é levemente mais achatado e consequentemente fica em uma posição mais horizontal. Quando falamos do corpo dos marrecos, ele possui o corpo cilíndrico, empinado e mede entre 35 a 50 centímetros.

Eles podem possuir diferentes colorações, podem ser brancos, acinzentados, com a cabeça esverdeada, ou mesmo de coloração escura com a cabeça clara. Fato é que os marrecos possuem as patas e o bico alaranjado, que contrasta com a plumagem. É uma ave muito bonita, com diferenciações das demais. 

Ao longo da história foram realizados diferentes tipos de cruzamentos entre patos e marrecos que resultaram em muitas outras espécies, estas que nasceram com suas próprias características, porém muito parecidas. Vale destacar também que o pequenino corpo facilita muita o voo e o nado, podendo ser veloz na água. Eles saem em busca de comida durante o dia e descansam durante a noite, é um animal com hábitos noturnos. 

Eles se alimentam basicamente de moluscos, vegetações aquáticas e pequenos invertebrados, assim como os seus “primos” patos. Quando criados em cativeiro, recebem ração adequada com os devidos minerais e nutrientes. Suas patas são dotadas de pequenas membranas que “conectam” os dedos uns aos outros e assim o nado fica mais fácil de ser executado e a captura de alimentos também. 

Eles são criados para abate em vários lugares do mundo. Isso se deve ao uso de sua carne para culinária de regiões distintas. Além disso, também é consumido o seu ovo, e os seus dejetos são utilizados na agricultura para a adubação e melhora da qualidade da terra. 

Agora que você já sabe algumas características dos marrecos, vamos analisar a seguir quais são as principais diferenças entre os marrecos e os patos. Confira! 

As Diferenças Entre Marrecos e Patos

Apesar de muito semelhantes, eles possuem algumas diferenças. Uma delas é o tamanho, onde o marreco é um pouco menor que o pato. 

A diferença mais visível está no bico. Enquanto os patos possuem pequenas rugas e protuberâncias, os marrecos são dotados de um bico extremamente liso. Quando são observados de longe, parecem a mesma ave, porém, quando a visão é aproximada, podemos ver algumas diferenças entre as espécies, a principal delas está logo no bico do animal. 

Outra diferença que é importante destacar é que os patos são nadadores mais habilidosos e resistentes que os marrecos. Enquanto o primeiro consegue descer até 15 metros de profundidade para capturar alimento, o segundo é capaz de nadar poucos metros, ele prefere ficar na superfície ou no solo terrestre. 

Existem algumas espécies que são consideradas híbridas entre os marrecos e os patos. Algumas delas que podemos citar são: Mullard, que geralmente são resultados do cruzamento da fêmea marreca preta, com pato mudo branco. Existe também um outro híbrido conhecido como Cayuga, que resulta do cruzamento do marreco Rouen (Anas platyrhynchos domesticus), com  o marreco americano preto (Anas rubripes). Outro cruzamento interessante que aconteceu ao longo da história foi da espécie Anas acuta, com a espécie Anas platyrhynchos, que resultou na raça conhecida hoje como Australian Spotted. 

São animais fantásticos e muito curiosos. Apesar das semelhantes possuem suas principais características e especificidades. Agora quando observar um pato ou marreco, você já diferenciar um do outro! 

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e amigas nas redes sociais e deixe um comentário logo abaixo!

Veja também

Tudo Sobre o Pica-Pau: Características, Nome Científico e Fotos

As aves são essenciais para a vida no planeta, já que o seu trabalho não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *