Home / Animais / História do Marimbondo e Origem do Animal

História do Marimbondo e Origem do Animal

A história do marimbondo é bem interessante. Este inseto compõe uma variedade enormemente diversificada de voadores, com cerca de 30.000 espécies identificadas.

Estamos mais familiarizados com aqueles que estão envoltos em cores que são quase avisos brilhantes. Eles zumbem com raiva em grupos e nos ameaçam com picadas dolorosas.

Mas a maioria dos marimbondos são animais solitários e “não picantes”. Sem contar que fazem bem, de certa forma, aos seres humanos, controlando as populações de pragas que causam danos maiores.

Quer conhecer mais do animal? Então não deixe de ler o artigo até o final e descubra tudo!

O Que os Marimbondos Fazem?

Antes de entrarmos na história do marimbondo devemos saber o que ele faz realmente para ter uma má reputação. Apesar de suas agressões ocasionais, esse inseto desempenha um papel importante no ecossistema, então, não é tão ruim assim.

Existem milhares de espécies desse voador espalhadas pelo mundo, compreendendo os exemplares solitários e sociais. A maioria é parasitóide, que tem filhotes que comem insetos ou aranhas vivas. No entanto, os marimbondos mais comumente vistos são os da espécie social preta e amarela.

Colônias de insetos sociais são consideradas pragas irritantes. Elas geralmente se aninham em estruturas artificiais, causando picadas dolorosas se chegar muito perto. Apesar das queixas, o ecossistema realmente conta com esses insetos subestimados.

Impacto no Ecossistema

Apesar do medo que às vezes evocam, os marimbondos são extremamente benéficos para os seres humanos. Quase todas as pragas na Terra são predadas por algum outro inseto, seja para alimentação ou como hospedeiro de suas larvas parasitárias.

Os marimbondos são tão hábeis em controlar as populações de animais pragas que a indústria agrícola agora as utiliza regularmente para proteger as plantações.

Por Que os Marimbondos Picam?

A história do marimbondo compreende o motivo de suas picadas. Esses insetos usam o veneno para subjugar a presa e defender seu ninho. Eles também o usam para se defender.

Às vezes, tais animais nos picam, pois nos veem como uma ameaça provável, mesmo que não representemos uma. Ao contrário das abelhas, os marimbondos não morrem ao nos picar. As abelhas sacrificam suas vidas, pois suas picadas têm um conjunto de pequenas farpas que se prendem à pele.

As abelhas têm esses sistemas que são fracos no abdômen. Então, quando ela se afasta, a picada permanece presa a você e basicamente sai de todo o sistema muscular ao redor da picada.

Marimbondo Picando
Marimbondo Picando

Já os marimbondos têm picadas lisas que podem ser facilmente arrancadas da pele pelo inseto. Com exceção de algumas espécies sul-americanas. Se ficarem sem veneno, simplesmente produzem mais.

Por Que Eles Constroem Ninhos?

A maioria dos marimbondos sociais não é particularmente exigente quando se trata de encontrar um local para se estabelecer e construir sua nova casa. Tudo o que eles precisam é de algum lugar seco, seguro e estruturalmente suficiente para sustentar um ninho.

Eles se instalam em qualquer lugar, com algumas espécies preferindo árvores ocas, fendas rochosas ou estruturas artificiais. Alguns optam por aninhar-se no subsolo.

A história do marimbondo conta um pouco sobre esse processo. Ele se inicia quando um exemplar acorda da hibernação, enquanto procura rapidamente um lugar para chamar de lar.

Ninho de Marimbondo
Ninho de Marimbondo

Provendo a si mesmo, ele se instala em um local e começa a construir. Para isso, usa madeira misturada com saliva. Isso forma uma polpa maleável, perfeita para moldagem.

O inseto, então, põe ovos nos espaços vazios – as células – que ele cria. Os ovos eclodem e crescem, se tornando o que chamamos de “incômodo”.

Quando atingem a idade adulta, os novos insetos assumem a responsabilidade de buscar suprimentos e construir o ninho. A fêmea é, então, resignada a botar ovos pelo resto de sua vida.

A origem e história do marimbondo afirma que ele é um arquiteto, ampliando continuamente seus ninhos. Assim, abriga o crescente número de insetos na colônia.

Alguns ninhos de espécies são grandes e elaborados, enquanto outros são pequenos e compactos. Mas cada espécie constrói casas perfeitamente adequadas às necessidades e ao tamanho de sua colônia.

A História do Marimbondo

Os marimbondos apareceram pela primeira vez no registro fóssil no Triássico Inferior. É sabido que, em determinado momento, também foram vistos na era Jurássica, se diversificando em muitas das superfamílias existentes pelo Cretáceo.

Os marimbondos com as características anatômicas modernas apareceram pela primeira vez no Cretáceo Inferior da Formação Crato no Brasil. Isso se deu cerca de 65 milhões de anos antes das primeiras figueiras registradas em solo nacional.

A história do marimbondo inclui seu habitat nas rochas das camas fósseis do Colorado. Sem contar com as espécies fossilizadas em âmbar do Báltico na Europa.

Fatos Sobre o Marimbondo

Todos sabemos que os marimbondos podem picar repetidamente, mas aqui estão alguns fatos sobre eles que você talvez não saiba:

  • O veneno desse inseto contém um feromônio que faz com que outros marimbondos se tornem mais agressivos. Tente não fazer movimentos bruscos perto dos ninhos;
  • A picada de um marimbondo deve desaparecer dentro de 24 horas, mas para uma pequena minoria de pessoas, o veneno causa choque anafilático, que pode ser fatal;
  • Uma picada comum pode ser tratada com desodorizante contendo alumínio;
  • Os marimbondos vivem em colônias que formam comunidades independentes, cada uma seguindo uma ordem de castas;
  • Marimbondos, em geral, não enxameiam;
  • Algumas espécies do inseto retiram a casca das árvores, causando danos às plantas;
  • Marimbondos se alimentam de carne jovem (por exemplo, larvas de insetos);
  • Eles são capazes de emergir do inverno na primavera para construir novos ninhos;
  • Inicialmente, a fêmea põe até uma dúzia de ovos, e quando eles eclodem em larvas, ela os alimenta até se tornarem adultos;
  • Os insetos adultos, então, buscam comida, alimentam as novas larvas e defendem o ninho;
  • No final do verão, a colônia produz vida a novos membros. Os machos voam para acasalar e as fêmeas encontram um lugar para hibernar. O tempo frio extremo, entretanto, acaba sendo capaz de matar todos os animais.

E então? Gostou de saber qual é a história do marimbondo, bem como sua origem? Ele é um animal bem mal visto, mas, se pensarmos bem, é altamente benéfico.

Veja também

Cachorro Urinando no Tapete

Produto Para Cachorro Não Urinar No Tapete

Se toda a sua casa cheira a xixi, você deve usar produto para cachorro não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *