Home / Animais / Historia do Crocodilo, Origem do Animal e Evolução

Historia do Crocodilo, Origem do Animal e Evolução

Os crocodilos (subfamília Crocodylinae) são enormes répteis semiaquáticos que podem ser encontrados nos trópicos da África, da Ásia, da Américas e Austrália. Os membros da família Crocodylinae são considerados os verdadeiros crocodilos.

O termo “crocodilo” pode ser aplicado somente às espécies da subfamília Crocodylinae. Em alguns casos, os termos podem ser utilizados para incluir todos os animais da ordem Crocodilia, o que inclui os jacarés, os gaviais e os membros do grupo Crocodylomorpha, sejam eles vivos ou fósseis.

Características Gerais

Apesar de possuírem semelhanças físicas, os crocodilos, os jacarés e os gaviais pertencem a grupos biológicos distintos. O gavial, que possui focinho estreito, é o mais fácil para se diferenciar dos outros. Por outro lado, é complicado achar as diferenças morfológicas entre crocodilos e jacarés. As diferenças físicas mais óbvias ficam na cabeça, pois a do crocodilo é mais longa e estreita, além de seu focinho possuir um formato de “V”, enquanto o do jacaré e do caimão possui um formato de “U”.

Outro ponto que diferencia esses animais é a mandíbula. Tanto a inferior quanto a superior dos crocodilos têm a mesma largura e os dentes ficam para fora quando esses répteis fecham a boca, o que significa que todos os dentes de um crocodilo ficam visíveis. Por sua vez, o jacaré apresenta em seu maxilar superior pequenas depressões onde os dentes inferiores se encaixam. Além disso, quando o maior crocodiliano fecha a boca, o quarto dente da sua mandíbula inferior fica encaixado na constrição da mandíbula superior.

Crocodilo Características Físicas
Crocodilo Características Físicas

Os crocodilos têm uma maior quantidade de correias nos dedos das patas. Além disso, eles conseguem tolerar melhor a água salgada por causa das glândulas salinas que eles têm no corpo, algo que é deficitário nos jacarés. Além disso, esses animais são muitos mais violentos que os seus outros parentes crocodilianos.

Nos quesitos tamanho, comportamento e ecologia, o crocodilo também se difere de seus parentes, apesar de também haver algumas semelhanças. Esses répteis são semiaquáticos e costumam ficar em locais de água doce, como rios e lagos, apesar de também ficarem em locais de água salobra e salgada em alguns momentos.

Esses predadores tem preferência por carne e gostam de se alimentar de vertebrados como peixes, répteis, aves e mamíferos. Em alguns momentos, eles também se alimentam de crustáceos e moluscos, mas isso varia conforme a idade e o tipo de crocodilo. Ao contrário do jacaré, o crocodilo é uma espécie tropical e isso o torna muito sensível ao frio. Durante o período do Eoceno, que se passou há 55 milhões de anos, os crocodilos se tornam uma espécie independente dos outros crocodilianos. Muitas espécies desse réptil correm grande risco de extinção.

História do Nome

Na Era Medieval, o crocodilo era visto como um animal mitológico e era conhecido apenas pelo o que os gregos e os romanos que foram ao Egito diziam sobre ele. Os romanos chamavam esses répteis de crocodilus, termo que vem do grego krokodeilos. Os habitantes da Grécia lhe deram esse nome, pois associaram esse predador a pedra (kroké) e aos vermes (drilos). Essas analogias aconteceram depois que esse réptil foi observado na margem dos rios tomando um banho de sol em cima de bancos de areia, imóvel como uma pedra.

Desde os tempos antigos, existe a lenda de que o crocodilo soluça que nem os seres humanos e isso atrairia as pessoas para dentro de suas cavernas. Segundo essa história popular, depois que esses répteis devoram suas vítimas, eles derramam muitas lágrimas, provavelmente comovidos pelo trágico fim de suas vítimas. Supostamente, é dessa história que viria a expressão popular “lágrimas de crocodilo”, que se refere a emular um sofrimento que não é sincero. Entretanto, Ari Riboldi, autor do livro “O Bode Expiatório”, afirma que origem dessa expressão está ligada com a biologia e não com o ato de fingir alguma coisa.

No momento em que o crocodilo começa a digerir a sua presa, a passagem dos pedaços da vítima pode pressionar o céu da boca do animal, o que faz a glândula lacrimal dele começar a trabalhar. Isso significa que, enquanto o crocodilo devora as vítimas, lágrimas começam a cair dos seus olhos.

As lágrimas desse predador são naturais, mas, obviamente, não representam nenhum tipo de sentimento do crocodilo pela presa. Isso explica a expressão “lágrimas de crocodilo”, que basicamente significa que mesmo que uma pessoa derrame lágrimas, não quer dizer que aquele sentimento seja verdadeiro.

Descrição Física

O crocodilo possui um estilo de vida aquático e predatório e o seu padrão físico lhe ajuda a ser um predador eficiente. Como tem um corpo aerodinâmico, ele consegue nadar de forma ágil e rápida; esse animal normalmente põe as patas para o lado no momento em que nada, o que lhe torna mais rápido, pois diminui a sua resistência à agua. As patas palmadas desse predador ajudam-lhe a fazer curvas rápidas e movimentos bruscos enquanto começam a sua natação.

As membranas das patas desse réptil lhe proporcionam uma grande vantagem nas águas rasas, onde potenciais presas normalmente andam ao invés de nadar. Os crocodilos têm um tecido chamado de retalho palatino, que serve para bloquear a entrada de água na parte posterior da boca. O paladar desse animal se estende da narina até a glote que ultrapassa a boca. As narinas do crocodilo se fecham durante o tempo em que ele fica submerso.

Crocodilo de Água Salgada
Crocodilo de Água Salgada

Possuem paredes ósseas ao redor do cérebro, mas existem ossos supratemporais e pós-frontais. Além disso, eles têm uma membrana que limita os movimentos de suas línguas, o que significa que esses animais não conseguem manter a língua em pé. A pele desses crocodilianos é lisa na barriga e nas laterais de seu corpo. Por sua vez, as superfícies dorsais são protegidas por grandes osteodermas (depósitos ósseos em formato de escamas na camada da pele).

A pele dos crocodilianos é áspera e possui um aspecto grosso, o que proporciona uma espécie de proteção. Esses animais ainda conseguem absorver o calor através dessa crosta da pele. Além disso, eles possuem uma pequena quantidade de pelos que ajuda o sangue a absorver o calor por meio das escamas. Os poros das escamas crocodilianas tem uma função sensorial, parecida com a função da parte lateral dos peixes.

Porte Físico

O tamanho é muito variado entre as espécies. O crocodilo anão mede entre 1,5 m e 1,9 m enquanto o crocodilo de água salgada pode chegar a incríveis 7 m de comprimento e pesar uma tonelada. Existem muitas espécies de crocodilos que atingem a marca dos 5 m de comprimento e pesam aproximadamente 900 kg.

O dimorfismo sexual entre os crocodilianos é bem elevado, pois os machos se tornam muito maiores do que as fêmeas. Apesar de se tornarem gigantes na fase adulta, os crocodilos iniciam a sua vida com aproximadamente 20 cm de comprimento. O crocodilo de água salgada é o maior desses predadores, e pode ser visto no leste indiano, no norte australiano e na parte sudoeste da Ásia.

Veja também

Saiba Tudo Sobre Cabrito

Tudo Sobre o Cabrito: Características, Nome Científico e Fotos

Cabras, bodes e cabritos são os correspondentes macho, fêmea e filhote do mesmo mamífero ruminante. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *