Home / Animais / História da Cabra e Origem do Animal

História da Cabra e Origem do Animal

A cabra que nós conhecemos atualmente é uma subespécie da cabra-selvagem. O processo de domesticação desses animais teria se iniciado a aproximadamente 10.000 anos atrás, motivado pela necessidade de consumo de sua carne, leite e couro- sendo este último amplamente utilizado na Idade Média para confecção de bolsas para vinho e água (a serem utilizadas durante viagens), bem como para confecção de artigos para escrita. Atualmente, os subprodutos da cabra ainda são utilizados. Neste contexto, a carne de filhote da cabra (no caso, o cabrito) vem sendo cada vez mais apreciada na alta gastronomia.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre os caprinos e seus processos históricos.

Então venha conosco e boa leitura.

Cabra: Classificação Taxonômica

A Origem da Cabra
A Origem da Cabra

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Mammalia;

Ordem: Artiodactyla;

Família: Bovidae;

Subfamília: Caprinae;

Gênero: Capra;

Espécie: Capra aegagrus;

Subespécie: Cara aegragus hircus.

A cabra doméstica é uma subespécie da cabra selvagem (nome científico Capra aegagrus), a qual, na natureza, pode ser encontrada em rebanhos contendo até 500 indivíduos, geralmente unicamente por fêmeas, uma vez que os machos (bodes) são mais solitários. Na forma selvagem, possuem um distribuição geográfica que se estende da Turquia até o Paquistão. Seu hábitat natural são as montanhas, geralmente de regiões temperadas, Curiosamente, são adaptadas às baixas temperaturas e elevada altitude, uma vez que possuem grossa pelagem, bem como pulmões incrivelmente bem desenvolvidos.

Ovelhas e cabras podem ser consideradas ‘primas’ a nível taxonômico, uma vez que pertencem a mesma família (Bovidae) e subfamília (Caprinae) taxonômica. Porém, as ovelhas pertencem a outro gênero (no caso, Ovis).

Dentro do gênero Capra, além das cabras domésticas e selvagens, é possível encontrar dois ruminantes um pouco mais peculiares, os quais (de acordo com a literatura, também ser considerados bodes selvagens). Um desses animais é o markhor (nome científico Capra falconeri), o qual apresenta longas madeixas que se estendem do queixo até o pescoço, bem como um peculiar chifre em formato de saca-rolha. Outro representante curioso é o íbex, sendo a espécie íbex-dos-alpes (nome científico Capra ibex) a mais popular. Esta espécie pode ser encontrada nas montanhas dos Alpes (cadeia montanhosa encontrada na Europa), os machos possuem longos chifres recurvados, impossíveis de passaram despercebido.

Características dos Caprinos e Diferenciação em Relação aos Ovinos

As cabras são as fêmeas adultas da espécie Capra aegagrus, enquanto que os machos recebem a denominação de bodes. Indivíduos até os 7 meses de idade, independentemente do sexo, são chamados genericamente de cabritos.

Todos os bodes possuem chifres e barbichas. Estas últimas estruturas são ausentes nos carneiros (corresponde masculino das ovelhas). Os carneiros também contam com chifres completamente encaracolados. No caso das cabras, algumas raças apresentam chifres e barbichas; todavia, ainda no caráter comparativo, as ovelhas nunca apresentam.

O pelo das cabras e bodes é curto e liso (sendo bastante macio para algumas raças). Este pelo é muito diferente do pelo encaracolado e volumoso encontrado nas ovelhas.

O filhote da ovelha é chamado de cordeiro. Cabritos e cordeiros possuem fisionomia semelhante, porém podem ser diferenciados por algumas características pontuais. No caso dos cordeiros, as orelhas são pequenas, o corpo é mais robusto e é possível notar uma cabeça mais arredondada. Para os cabritos, a cabeça é mais alongado, sendo que estes ruminantes também contam com orelhas maiores e caídas.

Os caprinos possuem incrível coordenação e equilíbrio, logo não apresentam dificuldade de locomoção em terrenos íngremes. Em relação à alimentação, de forma resumida, estão presentes na sua dieta moitas, arbustos e ervas daninhas. A ingestão de folhas de árvores frutíferas não é recomendada em nenhuma circunstância, uma vez que pode resultar em consequências fatais. Aos criadores do animal, recomenda-se atentar para a presença de mofo na alimentação, o qual também pode resultar em consequências fatais.

A gestação de uma cabra possui duração média de 150 dias. Para criadores do animal, não recomenda-se separar o cabrito da mãe antes dos 3 meses, observando o período necessário de aleitamento materno exclusivo (o qual corresponde a 20 dias).

História da Cabra e Origem do Animal

Diferença Caprinos e Ovinos
Diferença Caprinos e Ovinos

Como visto em tópicos anteriores, a cabra doméstica é uma subespécie da cabra selvagem, cujo processo de domesticação iniciou-se a cerca de 10.000 anos atrás. O início deste processo teria acontecido em um território que atualmente corresponde ao Norte do Irã.

Atualmente, o couro de cabra ainda pode ser aproveitado (embora com menos prestígio do que na Idade Média) para confecção de luvas, sapatos e outros artigos do vestuário. Em relação ao leite, este recebe o título de “leite universal”, uma vez que pode ser ingerido por quase todas as espécies de mamíferos. A partir deste leite, podem ser produzidos os queijos do tipo Feta e Rocamadour. No entanto, o leite de ovelha ainda é comercialmente mais interessante, uma vez que pode gerar mais derivados (dentre eles, mais iogurtes, doces e tipos de queijo).

Embora o pelo das cabras seja muito curto e não possua o mesmo impacto comercial do pelo das ovelhas, algumas raças de cabra são capazes de produzir pelagem útil para confecção de suéteres e outros itens.

Agora, em relação à origem ancestral das cabras, é importante considerar todo o seu contexto taxonômico. A subfamília Caprinae teria surgido no período do Mioceno, todavia a diversificação de espécies deste grupamento ocorreu apenas a partir da última Idade do Gelo. No entanto, grande parte das espécies que existiram durante a era glacial estão extintas. Acredita-se que a extinção seja decorrente da interação humana.

Correlação Entre as Raças de Cabra e o Potencial Comercial

O conhecimento sobre as raças de cabras é imprescindível para aqueles que desejam explorar o potencial comercial dos caprinos. Existem cabras mais indicadas para produção leiteira, bem como cabras mais indicadas para a comercialização de carne.

No caso das cabras leiteiras, as mais procuradas no Brasil são a Parda Albina, a Murciana, a Saanen e a Toggenburg. É comum que estas cabras demandem um local de manejo que não seja tão rústico assim.

Em relação às raças ideais para a comercialização da carne, as mais utilizadas no Brasil são a Savanna e a Boer. Dentro deste contexto, podemos citar a raça Anglonubiana, a qual pode ser utilizada tanto para leite, quanto para comercialização de carne (corte).

*

Depois de todas essas informações, dicas e curiosidades; que tal continuar por aqui um pouco mais para conhecer o melhor que este site tem a lhe oferecer ?

Pois bem, caro leitor.

Sua visitar por aqui será sempre bem-vinda.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Casa da ovelha. Você sabe a diferença entre cabra e ovelha? Disponível em: < https://www.casadaovelha.com.br/blog/voce-sabe-a-diferenca-entre-cabra-e-ovelha>;

Cursos CPT. Caprinos-conheça as principais raças e faça a melhor escolha. Disponível em: < https://www.cpt.com.br/cursos-cabras/artigos/racas-de-caprinos-conheca-as-principais-racas-e-faca-a-melhor-escolha>;

E., Wilson, Don; M., Reeder, DeeAnn (2005). Mammal species of the world : a taxonomic and geographic reference 3rd ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press. ISBN 9780801882210OCLC 57557352;

Wikipédia. Capra aegagrus hircus. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Capra_aegagrus_hircus>;

Wikipédia. Caprinae. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Caprinae>;

Veja também

Lebre na Natureza

Tudo Sobre a Lebre : Características, Nome Cientifico e Fotos

Hoje vamos trazer mais um animal incrível e cheio de curiosidades super interessantes para os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.