Home / Animais / Hábitat do Coelho: Características do Hábitat Silvestre e Possíveis Adaptações Para o Coelho Doméstico

Hábitat do Coelho: Características do Hábitat Silvestre e Possíveis Adaptações Para o Coelho Doméstico

Os coelhos são mamíferos lindos e adoráveis. Seja criados como PET, ou correndo livre na natureza (que é seu hábitat natural e silvestre), eles são encantadores de qualquer forma. Não há quem resista a eles.

Neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre o hábitat do coelho silvestre, ou seja, o seu ambiente natural; e quais estratégias podem ser empregadas para adequar um novo hábitat ao ambiente doméstico.

Venha conosco e boa leitura.

Hábitat do Coelho Silvestre

Nas matas e florestas, os coelhos cavam buracos (ou tocas) para estabelecer a sua moradia, assim como podem refugiar-se no tronco das árvores. Essa estratégia é desenvolvida como proteção contra predadores. Outro ponto importante é que coelhos silvestres desenvolvem hábitos noturnos, ou seja, saem para coletar alimentos durante à noite, período no qual os seus predadores não estão em atividade.

Os coelhos preferem solos mais arenosos e macios, pois isso favorece a construção das tocas.

Para quem já teve a oportunidade de ver um coelho solto na natureza cavando a sua própria toca, sabe que a cena é linda.

Apesar de adaptar-se com facilidade ao ambiente doméstico, no seu hábitat natural, o coelho tem um espaço ilimitado para o crescimento e reprodução. Apesar de que, nesse espaço, ele também sofre com adversidades, a exemplo de predadores naturais, que controlam a sua superpopulação.

Hábitat do Coelho: Inserção no Ambiente Doméstico

O coelho em ambiente doméstico ou rural, quando deixado próximo a jardins, hortas ou pequenas plantações, pode tornar-se um verdadeiro destruidor destes espaços. Na Austrália, eles são considerados pragas rurais (juntamente com os ratos e camundongos), inclusive, atraindo predadores como a famosa cobra marrom.

No Brasil, muitas técnicas de preparo do solo acabavam destruindo as tocas de coelhos presentes nas áreas agrícolas.

Não é somente nos ambientes rurais e silvestres que os coelhos têm predadores e/ou ameaças. No ambiente urbano, gatos e cachorros da vizinhança podem tornar-se uma verdadeira ameaça. Isto é mais frequente para coelhos filhotes, que podem ser atacados durante a noite.

Recomendações Básicas ao Inserir um Coelho no ‘Hábitat Doméstico’

Deixar o coelho livre e solto, com maior semelhança possível ao hábitat silvestre é excelente, no entanto alguns cuidados básicos devem ser tomados para garantir a segurança e conforto do seu PET, assim como para evitar algumas catástrofes no seu quintal.

Veja as possibilidades abaixo e as recomendações referentes a cada uma delas.

Quero Deixar o Meu Coelho Solto no Quintal, o Que Devo Fazer?

Neste caso, é ideal que o quintal tenha uma sombra e temperatura agradável (altas temperaturas podem estressar o coelho). Entre as plantas rasteiras e gramíneas, nenhuma delas deve ser desaconselhável para a alimentação. O quintal deve ser murado para evitar a entrada de gatos durante a noite (lembrando que alguns gatos também são capazes de escalar muros, grades e telas).

Coelho Solto no Quintal
Coelho Solto no Quintal

As árvores devem ter uma proteção no caule até uma altura na qual o coelho possa alcançar, pois é comum que eles tentem arrancar e ingerir lascas do tronco. Lembre-se também que, se o seu quintal for de terra, provavelmente o coelho tentará cavar e criar algumas tocas ou túneis. Ao caminhar sobre esses túneis, você pode, descuidadamente, fazer com que as paredes do mesmo desabem sobre o coelho (caso ele esteja lá dentro).

Construa alguma casinha ou espaço coberto que possa funcionar como abrigo contra a chuva. Coelhos são animais extremamente dóceis com humanos, mas caso haja um outro coelho neste espaço, há possibilidade de brigas (principalmente se o seu quintal for pequeno).

Mesmo que nesse terreno você plante algumas verduras que possam servir como fonte de alimentação ao coelho, certifique-se de fazer o replantio periodicamente, pois esses PET’s praticamente depredam qualquer plantação.

Quero Construir um Cercado Para o Meu Coelho, Como Devo Proceder?

Cercado Para o Coelho
Cercado Para o Coelho

Os cercados são boas opções para quem possui muitos coelhos.

Com os cercados é possível dividir o espaço em setores, por exemplo, um setor no qual ficam os coelhos e outro no qual fica a alimentação (e que os coelhos não tenham acesso). Dessa forma, você protege o seu jardim, sua horta e suas árvores.

Os cercados devem ser separados por sexo, Não se recomenda que cercados do mesmo sexo possam estar lado a lado.

Os cercados podem ser uma boa opção para quem tem alguma coelha grávida em casa. Assim que os filhotes forem desmamados, já devem ser inseridos no cercado (respeitando a divisão de acordo com o sexo). Se a ninhada for muito grande, filhotes da mesma idade e do mesmo sexo podem ser inseridos no cercado. O importante é que entrem neste ambiente ao mesmo tempo, pois incluir novos filhotes depois pode representar uma ameaça para aqueles que já estavam lá.

Se esses coelhos forem mantidos no cercado (e não distribuídos para a adoção), é provável que na idade reprodutiva possam brigar pela posse do território. Porém em alguns casos isso não ocorre, dependerá muito do temperamento do animal.

Caso mantenha vários coelhos em um mesmo cercado, esteja atento a alguns comportamentos agressivos ou de disputa, assim como a presença de alguns ferimentos nos animais, pois as brigas costumam acontecer à noite, às vezes em períodos em que você não está observando.

Tenho Muitos Coelhos e Não Quero Construir um Cercado, Existe Outra Opção?

Sim, nesse caso você pode optar pelas coelheiras individuais. Essa estratégia é utilizada com mais frequência para coelhos em idade reprodutiva, e na criação de coelhos para a agropecuária. Nesse espaço, há tudo o que um coelho precisa, sendo considerado a sua propriedade particular.

Entre as coelheiras, o espaço é separado por portas gradeadas ou teladas, mas, diferentemente dos cercados, nunca pode haver um macho ao lado da fêmea. Essa disposição poderia contribuir para que os coelhos ficassem o tempo todo tentando acasalar, tentassem roer as grades e acabassem se machucando. Além da possibilidade de ficarem extremamente agressivos, a coelha pode desenvolver uma prenhez (gravidez) psicológica.

Muitos Coelhos
Muitos Coelhos

As coelheiras podem ser facilmente alojadas em baixo de um telhado. As portas podem incluir dobradiças ou corrediças. Caso haja alguma coelha, é importante deixar como reserva um espaço preparado para um futuro ninho.

Não importa qual opção você escolha para abrigar o seu coelho, certifique-se de manter alimentação adequada sempre por perto (ou ofertada periodicamente), além da água.

Outra dica relacionada à alimentação é sobre manter porções de feno sempre por perto. Além de alimentar o seu PET, o feno pode perfeitamente servir como cama.

O uso de gaiolas abertas é mais aplicável aos coelhos que ficam soltos no interior de casa e no quintal, de modo a individualizar o espaço em que comem e dormem. Não se esquecendo de também manter espaços cobertos seja qual for a forma que você optar por criar os seus coelhos.

Gostou das dicas? Agora você já conhece um pouco mais sobre o hábitat do coelho silvestre, e sobre como criar um novo ambiente favorável ao coelho doméstico.

Continue conosco e conheça outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

A toca do coelho. Disponível em: <https://coelhos-coelhas-e-coelhinhos.blogspot.com/p/a-toca-do-coelho.html>;

PACIEVITCH, T. Coelho. Disponível em: <https://www.infoescola.com/mamiferos/coelho/>;

SCHIERE, J. B.; CORSTIAENSEN, C. J. Criação de coelhos em quintais, nas regiões tropicais, Série Agrodok nº 20.

Veja também

Crocodilo Do Focinho Delgado: Características e Fotos

É provável que você nunca tenha ouvido falar sobre esse animal. Isso porque mesmo entre …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *