Home / Animais / Ganso Comum

Ganso Comum

O ganso comum é uma espécie bastante singular na natureza. Ele pertence à ordem dos anseriformes e ajuda a compor essa curiosa e original espécie anser anser.

Em muitas regiões do planeta é conhecido como “ganso-comum-ocidental” ou “ganso bravo” — animais típicos do continente europeu, mas também da região oeste da Ásia e África setentrional.

Dentre as suas principais características, podemos citar um inconfundível bico de cor laranja, penas acinzentadas, pés rosados, um grasnido que pode ser ouvido a vários metros de distância, entre outras características típicas de uma ave bastante apreciada por criadores.

Eles são essencialmente herbívoros, possuem modestas necessidades alimentares e podem ser criados soltos, em grandes espaços, onde haja pastagem abundante, ervas, gramíneas, sementes, pequenos moluscos e, até mesmo, algumas variedades de matos.

Tais recursos podem, perfeitamente, compor a dieta desse animal originário de florestas úmidas, brejos, pântanos, regiões alagadiças, entre outras vegetações parecidas e existentes em quase todos os continentes.

É uma ave que caracteriza-se por ter um porte bastante avantajado e a resistência típica de uma espécie selvagem. Por isso mesmo vem caindo nas graças, tanto de criadores como de pessoas comuns, que os apreciam como animais de estimação leais, fiéis e protetores.

Na verdade, os gansos que são atualmente criados em sítios, chácaras e fazendas (gansos domésticos) nada mais são do que os descendentes desses lendários gansos comuns.

E eles ainda guardam bastantes similaridades, como uma altura que oscila entre 80 e 90 cm, envergadura de até 1,75 cm, peso entre 2,6 e 4 kg, uma estimativa de vida de até 16 anos, além da característica marcante de passarem a vida inteira com o mesmo parceiro.

A migração dos gansos comuns em longas viagens e em bandos, e com a sua famosa formação em “V”, já foi representada inúmeras vezes pelo cinema e pelos desenhos animados.

E essa característica não deixa dúvidas sobre o sentido de comunidade, lealdade e fidelidade, que talvez sejam as grandes marcas dessa espécie que, de acordo com a história, já gozava de prestígio entre egípcios, gregos e romanos, em um período anterior a 1500 a.C.

Principais Características dos Gansos Comuns

Os gansos comuns são famosos por deslocarem-se em bandos que, muitas vezes, podem conter 100, 200, 300 e várias centenas de indivíduos.

Ganso Comum em Bando
Ganso Comum em Bando

Quando estão no ar, o seu porte impressiona pela elegância e originalidade. Eles mantêm o pescoço reto, esticado, e que visivelmente destaca-se do restante do corpo.

Eles não costumam ultrapassar os 5kg de peso, mas, no entanto, as várias manipulações genéticas dessa espécie resultaram em indivíduos que podem atingir a assustadora marca de até 10 kg de peso — especialmente os machos.

As fêmeas costumam pôr entre 5 e 7 ovos (entre abril e junho). Mas não são tão incomuns assim os casos excepcionais, como o das fêmeas que chegam a produzir até 12 ovos em uma única ninhada.

O curioso entre essas espécies é que, apesar do porte esbelto e do pescoço alongado quando estão em pleno voo, na terra eles, curiosamente, apresentam um pescoço um tanto quanto atarracado e discreto, principalmente quando comparado com o do ganso toulouse ou com o do africano, por exemplo.

Por Que os Gansos Comus São Tão Apreciados?

Os gansos comuns possuem hábitos que são típicos da sua espécie. Como se sabe, eles têm o quase religioso costume de migrar em bandos com até centenas de indivíduos.

Mas tal aventura requer um organismo abastecido e com energia suficiente para enfrentar longas distâncias — como as que vão do norte até o sul da Europa, por exemplo.

Mas como garantir reserva de energia suficiente para enfrentar tal desafio? A resposta para essa pergunta é o consumo “exagerado” de alimentos antes de enfrentar essa tumultuosa odisseia da migração.

E o resultado de tal hábito é, entre outras coisas, o desenvolvimento de um fígado avantajado que durante milênios serviu como matéria-prima para a produção de uma das iguarias mais famosas e apreciadas do mundo: o saboroso, polêmico e controverso patê de ganso, ou, como é mais conhecido, “foie gras”.

A indústria não demoraria para perceber que poderia realizar esse procedimento de forma artificial, ao forçar os gansos criados em cativeiro a alimentarem-se em excesso.

Só que, recentemente, essa técnica passou a ser de conhecimento de toda a população, e a criação de aves, especialmente para o consumo, passou a ser questionada em praticamente todos os seguimentos da sociedade.

Um Excelente Animal de Estimação

Mas as qualidades dos gansos comuns não resumem-se apenas às que podem ser apreciadas na mesa. Uma qualidade que, digamos, até então fazia parte apenas do universo dos mitos e das lendas urbanas, é a capacidade desses animais de serem utilizados como verdadeiros “gansos de guarda”.

Quem já teve a oportunidade de vê-los em ação se dizem surpreendidos com as suas habilidades, que começam por uma agressividade incomparável contra qualquer estranho que ouse aproximar-se das suas cercanias.

Somam-se a isso, um grasnido estridente, capaz de ser ouvido a até 100m de distância; a sua característica de lealdade, companheirismo e gratidão; a quase impossibilidade de serem enganados e ludibriados, como é tão comum ocorrer com os cães; além de uma visão noturna e audição que não podem ser sequer imaginadas pelos seres humanos.

Sítios, chácaras, fazendas, residências e, acreditem!, até delegacias, contam, atualmente, com a parceria dessa curiosa espécie. Que, em muitos desses casos, funciona como a principal “ferramenta” de segurança e de vigilância adquirida.

Os Hábitos de Vida dos Gansos Comuns

Os gansos comuns, assim como os demais representantes desse gênero, são animais essencialmente herbívoros.

Eles são famosos pelas suas modestas exigências alimentares — um campo aberto, suficientemente abastecido com uma boa gramínea, ervas, brotos, raízes, algumas espécies de matos, sementes, folhas, flores, e até mesmo moluscos e insetos, são tudo de que eles necessitam para viver e serem felizes.

Quando são criados como animais de estimação, uma ração especial composta por verduras, legumes, milho, alguma proteína e doses adequadas de lipídios e de aminoácidos, pode muito bem substituir essa alimentação obtida naturalmente.

No entanto, o que os especialistas recomendam é cautela com relação à alimentação desses animais, especialmente quando são criados em cativeiro ou como animais de estimação.

É bastante comum que, muitas vezes, de boa fé, os seus donos exagerem na sua dieta. Mas o problema disso é que o desenvolvimento dos gansos ocorre de forma bastante particular.

Até os 6 meses o seu crescimento é mais demorado do que o das demais espécies. Logo, o excesso de nutrientes nessa fase das suas vidas pode resultar num desenvolvimento muito rápido, com consequente deformação das suas estruturas musculares.

No mais, é apenas aproveitar as inúmeras características desse animal dotado de um porte esbelto, uma resistência orgânica incomparável, modestas necessidades alimentares, além de uma versatilidade que os torna úteis das mais diversas formas e para os mais diversos perfis de indivíduos.

Gostou desse artigo? Gostaria de deixar as suas considerações sobre ele? Faça-o por meio de um comentário. E aguardem as próximas publicações do blog.

Veja também

Toucanet Azul-Unida: Características, Nome Científico e Fotos

O toucanet azul-unida, cujo nome científico é Aulacorhynchus coeruleicinctis,  é encontrado na zona temperada subtropical …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *