Home / Animais / Filhote de Escorpião Tem Veneno?

Filhote de Escorpião Tem Veneno?

Escorpiões são realmente criaturas fascinantes; não só eles brilham sob uma luz ultravioleta, mas eles viveram na Terra há mais de 450 milhões de anos. Infelizmente, os escorpiões podem ser perigosos – em todo o mundo há cerca de 800 mortes anuais devido a picadas de escorpiões (excluindo o México, que tem mais de 1000 mortes anuais) e na África do Sul entre 1 a 4 mortes.

Aquela Cauda é Perigosa

Há apenas uma regra quando se trata de escorpiões: se o escorpião tem uma cauda grossa e pequenas pinças – é venenoso! A razão é simples: as partes do corpo proeminentes são a arma principal. Escorpiões com caudas grossas matam suas presas com uma picada venenosa, enquanto escorpiões com grandes pinças capturam suas presas com ela. (Isso não significa que os escorpiões de cauda fina não podem picar – eles podem e vai doer!)

A boa notícia para todos que tem fobia (o medo de escorpiões é o mesmo que o medo de aranhas, chamado aracnofobia,  já que ambos são aracnídeos) é que existem poucas espécies que são realmente extremamente perigosas. A má notícia é que, em zonas urbanas, onde existem escorpiões, eles freqüentemente vagam pelas casas e podem ser bastante agressivos.

A maioria dos escorpiões tem veneno neurotóxico e a picada de alguns pode ser considerada como potencialmente letal. Um escorpião está pronto para picar quando a cauda com ferrão é realizada sobre a cabeça, mas existem espécies que também pode picar para os lados. Por isso nunca tente pegá-lo com os dedos! Tal como acontece com todos os encontros venenosos, algumas pessoas correm mais riscos de complicações sérias: os idosos, as pessoas alérgicas, imunocomprometidas e as crianças pequenas.

Filhote de Escorpião Tem Veneno?

Claro que sim! Os filhotes de escorpiões desenvolvem as glândulas de veneno pouco depois de nascidos. E não pense que por ser pequenos não terão tanto veneno quanto um adulto plenamente desenvolvidos. Nada haver! A quantidade de veneno é a mesma e provocará os mesmos efeitos adversos como se tivesse sido picado por um escorpião adulto igualmente.

A única diferença perceptível entre a picada de um escorpião filhote para um plenamente desenvolvido pode estar somente na potência da picada. O escorpião filhote ainda terá seu ferrão menos rígido e proporcionalmente menos proeminente que um adulto. Então sua inserção na carne provavelmente não terá a mesma pressão, mas já terá efeitos de qualquer modo se o veneno penetrar.

A Picada Pode Matar?

Juntamente com as aranhas, há poucas criaturas de tamanho tão pequeno que possam iludir tal grau de medo. Provavelmente não é coincidência que ambos sejam membros da classe dos aracnídeos, embora os escorpiões sejam um ramo muito mais antigo, com mais de 400 milhões de anos. Na verdade, alguns desses escorpiões pré-históricos eram enormes medindo mais de 70 cm de comprimento.

Embora os escorpiões de hoje sejam um pouco menores, ainda existem algumas espécies que são igualmente mortais. Todas as 1750+ espécies de escorpião possuem uma picada venenosa na ponta da cauda, no entanto, é apenas cerca de 20 deles com veneno poderoso o suficiente para matar um homem . Destas espécies “clinicamente importantes”, todas, exceto uma, são membros da família buthidae.

Escorpião Amarelo
Escorpião Amarelo

A picada do escorpião é projetada tanto para caça quanto para proteção. Dito isso, os escorpiões muitas vezes preferem atacar presas sem veneno, usando força bruta e, portanto, salvando seu ferrão por defesa. A maioria dos escorpiões se alimenta de insetos, embora os maiores escorpiões realmente tomem vertebrados, como os ratos.

O próprio veneno é uma combinação de ação rápida de toxinas, como neurotoxinas e inibidores de enzimas. A exceção de três principais espécies, é improvável que uma picada de escorpião mate um adulto saudável, mas isso não a torna uma experiência agradável. Os sintomas variam de algo semelhante a uma picada de abelha ou vespa através de convulsões, falta de ar e até morte.

Vamos conhecer alguns que merecem um cuidado extra todo especial:

Parabuthus Transvaalicus

Esta é uma das maiores espécies da família buthidae, medindo até 15 cm de comprimento. É considerado o escorpião mais perigoso da África Austral. Com uma dose letal de 4,25 mg/kg, o próprio veneno tem a mesma potência que o cianeto. O tamanho dos escorpiões e a capacidade de administrar uma grande dose contribuem para a reputação do mestiço.

Parabuthus Transvaalicus
Parabuthus Transvaalicus

De um modo geral, um adulto saudável teria muito azar de morrer da picada deste escorpião, pois a taxa de mortalidade é inferior a 1%. Isso não significa que seria uma experiência remotamente agradável! Além da dor intensa, sudorese, salivação, convulsões musculares e palpitações cardíacas podem ocorrer em um terço dos casos.

Androctonus Australis

Androctonus Australis
Androctonus Australis

Androctonus se traduz como “homem-assassino”. Isso é bastante apropriado, pois causam várias mortes todos os anos nas áreas áridas do norte da África e do sudeste da Ásia. Esta espécie é uma das espécies mais populares no comércio exótico de animais de estimação, fato que aumenta ainda mais a probabilidade de contato com seres humanos.

O veneno injetado pela picada desse escorpião é uma das mais potentes neurotoxinas de qualquer escorpião. Esses venenos de ação rápida atacam o sistema nervoso central, resultando em paralisia e, mais seriamente, insuficiência respiratória.

Centruroides Exilicauda

Centruroides Exilicauda
Centruroides Exilicauda

Medindo menos de 7,5 cm de comprimento, este escorpião é considerado o mais perigoso na América do Norte. É encontrado nos desertos do Arizona (entre Califórnia e Utah). Sabe-se que o veneno neurotóxico potencialmente letal causa dor severa que tem sido descrita como um choque elétrico pelas vítimas. Em casos mais graves, dormência, vômito e diarreia podem ocorrer e possivelmente a morte.

Durante a década de 1980, mais de 800 pessoas foram mortas no México por essa espécie de escorpião. Se não tratada, a taxa de fatalidade de uma picada é entre 1 e 25%, dependendo da idade e estado geral da vítima. Felizmente, hoje em dia existe um antiveneno eficaz e, como resultado, não há uma fatalidade no Arizona há mais de 40 anos, por exemplo.

Androctonus Crassicauda

Androctonus Crassicauda
Androctonus Crassicauda

Esse é um parente do escorpião australiano que citamos há pouco. Sendo que este escorpião é encontrado em todo o mundo árabe em países como Arábia Saudita, Irã, Turquia e no norte da África. Esta espécie tem um comportamento extremamente agressivo e um veneno potencialmente letal. Cuidado, portanto, porque essa combinação é perigosamente fatal!

Tityus Serrulatus

Tityus Serrulatus
Tityus Serrulatus

Este é o escorpião mais perigoso da América do Sul. Infelizmente, o contato com os seres humanos é muito comum com essa espécie e, a cada ano, milhares de pessoas são picadas.

Nos casos mais leves de envenenamento, a vítima tem a sorte de escapar com uma dor intensa e talvez alguns sintomas secundários, como náuseas e batimentos cardíacos acelerados. À medida que o veneno se espalha pelo corpo, pode ocorrer um estado de hiperestesia, tornando o paciente extremamente sensível até mesmo ao menor toque em todo o corpo.

Picadas mais graves podem resultar em cólicas estomacais, vômitos e dificuldade para respirar. Para os idosos e muito jovens, existe um risco real de morte por insuficiência cardio-respiratória.

Leiurus Quinquestriatus

Leiurus Quinquestriatus
Leiurus Quinquestriatus

Medindo apenas cerca de 58 mm de comprimento, este é um escorpião que você não quer encontrar na sua bota. Distribuído em toda a África do Norte e no Oriente Médio, esse escorpião mais do que compensa seu tamanho diminuto e tenazes de aparência insignificante com uma picada extraordinariamente dolorosa atada com um coquetel de poderosas neurotoxinas (clorotoxina) e cardiotoxinas.

Esse certamente é um dos poucos escorpiões que representam um sério perigo para adultos saudáveis, embora a maioria dos homens adultos picados por ele possa sobreviver, visto que possuímos uma certa tolerância inata ao veneno. De qualquer maneira, não será uma experiência agradável.

Hottentotta Tamulus

Hottentotta Tamulus
Hottentotta Tamulus

Encontrado no leste da Índia, no Paquistão, no Sri Lanka e no Nepal, este escorpião caça à noite, alimentando-se de insetos e até mesmo de um pequeno lagarto ou rato. Com cerca de 9 cm de comprimento, este é um escorpião razoavelmente grande, mas, o que conta é quão poderoso é o veneno e quanto é entregue.

Via de regra, o vermelho é uma das cores de alerta da natureza e esse escorpião certamente não é uma exceção a isso. Indiscutivelmente é o escorpião mais perigoso do mundo! Com uma taxa de fatalidade em picada entre 8% e 40%, situação que obviamente é ainda mais potencializada se a vítima for idoso ou criança, este é um aracnídeo que vale muito a pena evitar.

Veja também

Reprodução da Irara: Filhotes e Período de Gestação

Irará (lat.Eira barbara) – é um animal que parece estar quase sempre em busca de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *