Home / Animais / Ficha Técnica dos Coiotes Com Nome Científico

Ficha Técnica dos Coiotes Com Nome Científico

Qualquer animal da família canídeo, nós que crescemos e moramos no Ocidente, já temos uma certa afeição. Isso porque temos a cultura de domesticar cachorros, que fazem parte desse grupo. Logo, quando encontramos animais que fazem parte dessa família, ou seja, que possuem características semelhantes, já sentimos uma aproximação.

Porém, junto com essa aproximação, também há um receio. Já sabemos que a maioria das espécies dessa família podem ser bem perigosas quando se sentem ameaçadas. Um deles, é o coiote. Que apesar de não ser tão popular assim, principalmente no Brasil, ele pode se tornar bem perigoso.

E é sobre esse animal que iremos falar no post de hoje. Montaremos e mostraremos a ficha técnica dos coiotes, incluindo seu nome científico, características físicas, comportamentais e muito mais!

Características Físicas dos Coiotes

Como já dissemos, o coiote é um mamífero que faz parte da família dos canídeos. Lá também encontramos os cachorros, lobos e raposas. O nome coiote, na realidade vem do idioma Nahuatl, que era um ramo linguístico asteca. Sua aparência já o faz parecer ser um animal bem hostil e perigoso.

Os adultos não chegam a passar de 1 metro de comprimento, sendo os machos levemente maiores que as fêmeas. Seu peso também não é muito grande, oscilando entre 9 e 16 quilogramas. Apesar de parecerem um pouco, os lobos costumam ter uma aparência de estarem sempre com fome, como se não tivessem comido há muito tempo. Enquanto que os coiotes pareçam realmente saudáveis. Eles também são em maioria maior que as raposas.

Suas orelhas são bem grandes e possuem um formato de pontas, seu nariz é fino e longo e sua boca possui uma quantidade de 42 dentes. Além de ter um maxilar muito forte e robusto, ótimo para conseguir digerir qualquer caça. Seu corpo é coberto por uma pelagem que também vai variar de acordo com a espécie.

A coloração pode ser cinza, ou amarronzada. Nas que possuem a coloração marrom, sua cauda, perna e cabeça costumam ter tons vermelhos. Sua cauda é muito densa, cheia de pelo, com a perna forte e longa e o seu porte por completo também. Apesar disso, alcançam mais de 48 km/h quando precisam caçar, e não importa a distância. Um fato interessante é que para se locomover, ele somente se apoia nos dedos e não na pata toda.

A caça deles é de extrema qualidade, por possuírem diversas vantagens. A primeira é conseguir correr muito rápida, mas além disso temos os fatores olfato, audição e visão, que no caso dos coiotes, são perfeitos. Tão bons, que são capazes de encontrar animais escondidos debaixo da neve.

Nicho Ecológico e Habitat

O habitat de um ser vivo diz onde exatamente ele vive. Seu tipo de lugar, onde ficam. No caso dos coiotes, eles são nativos da região Neártica, porém são encontradas em quase toda a América do Norte e América Central. Preferem locais como o leste do Alasca. E apesar de acharem que só gostam de frios, não possuem muita dificuldade de se adaptarem em ambientes diferentes.

Coiote Parece Perceber Momento Exato Em Que é Fotografado
Coiote Parece Perceber Momento Exato Em Que é Fotografado

Prova disso é o fato de que podem ser visto em florestas, montanhas, planícies, desertos e qualquer outra região. Desde que tenha comida e água em uma distância recorrível, tudo OK para eles. Relacionando ao nicho ecológico agora, esse tem a ver com os hábitos de um determinado ser vivo.

Começando pela sua alimentação, a primeira coisa a ser dita do coiote, é que eles são animais carnívoros. Comem qualquer carne no caminho, porém têm preferência por veados, pássaros, coelhos e ovelhas. Apesar de sua dieta ser majoritariamente de carne, também se alimentam de vez em quando de frutas e gramíneas.

A reprodução desse animal inicia em janeiro e vai até o final de fevereiro. A fêmea engravida, e a gestação dura por cerca de 60 a 65 dias. Quando os filhotes nascem, normalmente de 5 a 8 filhotes, eles permanecem na toca que a fêmea havia achado antes para manterem-se protegidos.

É curioso o fato que o número de filhotes que a mãe parirá, depende diretamente de dois fatores: a idade da mãe e a quantidade de alimentos que ela terá disponível para dar. Depois que nasceram, eles ficam sendo alimentados até completarem 8 semanas, que é quando começam a aprender a caçar. Mais ou menos dois anos depois, tomam seu rumo longe da família.

Na natureza, não costumam passar dos 6 anos de vida. Quando criados em lugares acompanhados por cientistas, esse número sobe para 10 ou um pouco mais. Eles vivem em pequenos grupos, no máximo seis coiotes. A hierarquia também é importante, e brigas pela liderança ocorrem de forma muito violenta, podendo até serem expulsos do grupo. São muito territoriais também, e utilizam a urina para marcar seu território.

Curiosidades Sobre os Coiotes

Incrível Foto de Coiote Uivando Junto a Seus Filhotes
Incrível Foto de Coiote Uivando Junto a Seus Filhotes

Além dos fatos normais que citamos acima, existem certas curiosidades que acercam esses animais que são muito interessantes. A primeira de todas tem a ver com seu nome. Coiote, na realidade, derivou de seu nome original, que era coyote. O significado desse é: o cão que grita. Esse nome foi dado pois esses animais são famosos pelos seus uivos bem altos.

Uma das maiores curiosidades desse animal, entretanto, é em relação a sua mitologia. Os povos nativos americanos, acreditavam que o coiote, na verdade era uma divindade que aparecia em diversas formas e personalidades. Que ele nasceu do chão e que trouxe consigo a morte, dor e doença para a vida dos homens.

Acreditavam que essas divindades diziam que a vida dos humanos era fácil demais, e por isso era preciso trazer sofrimento para que se tornasse mais interessante.

Esperamos que o post tenha te mostrado e ensinado um pouco mais sobre os coiotes. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajudar. Você poder ler mais sobre coiotes e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Carcharias Leucas

Espécies de Tubarões Brasileiros Com Nomes e Fotos

Sim, tem tubarões nas praias brasileiras, e não são poucos. Tubarões existem em todos os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *