Home / Animais / Ficha Técnica Do Pinscher: Peso, Tamanho E Nome Cientifico

Ficha Técnica Do Pinscher: Peso, Tamanho E Nome Cientifico

As raças de cachorro espalhadas por aí possuem características bem próprias, e bem interessantes. O pinscher, por exemplo, é um cachorrinho bem esperto, e que dá um excelente animalzinho de estimação.

Vamos, então, fazer uma ficha completa dela, falando tudo o que você precisa saber desse gracioso, agitado e inteligente cãozinho.

Características Gerais Do Animal

Em termos de tamanho, o pinscher pode atingir até 30 cm de altura, e pesar de 4 a 6 kg. Não mais do isso. Já em relação à pelagem, ela é bem curta, lisa e um pouco densa. Os pelos dele, inclusive, costumam cair de forma moderada. No entanto, você pode escová-lo diariamente para evitar sujeira pela casa. Essa escovação deixa o pelo dele brilhante, e pode ser feita com uma luva específica para pets.

Quando o pinscher possui apenas uma cor, esta pode ter diversos tons, do marrom, ao vermelho. Por sinal, quando a cor é preta, ela vem acompanhada de manchas que podem ser amarronzadas ou avermelhadas tanto no rosto, quanto nas patas, o que dá um charme especial a ele.

Em reação à sua saúde, ele não costuma ter grandes problemas nesse sentido. A enfermidade mais comum que pode atingir esse animal é a Legg-Perthes, que não passa de uma luxação na patela. Esse problema é mais corriqueiro em cães muito pequenos, fazendo com que os seus joelhos sofram uma espécie de deslocamento. Um bom acompanhamento veterinário resolve essa questão da melhor maneira possível.

A expectativa média de vida do pinscher é entre 12 e 15 anos, contanto que se tenham cuidados bascos, como alimentação, vacinação e vermifugação, além de visitas periódicas ao veterinário (pelo menos umas 2 vezes ao ano).

Temperamento, Inteligência E Obediência Do Pinscher

Em se tratando do temperamento, a fama desse cãozinho não é das melhores, porém, é só fama mesmo. A grande questão aqui é que eles possuem uma personalidade bastante forte, mesmo sendo animais tão pequenos. Porém, podemos dizer que se tratam de seres bem ativos, amorosos e que adoram uma boa brincadeira.

Além disso, trata-se de uma raça territorialista e protetora. A qualquer sinal de perigo, ou simplesmente de algo incomum, eles latem , avançam e tentam de todas as formas proteger seus tutores. Mesmo podendo se dar bem com crianças, o pinscher não tem muita paciência, portanto, não é recomendado deixá-lo com crianças muito pequenas. Com relação a outros animais, o ideal é educá-lo desde cedo para conviver com eles.

Pinscher na Coleira
Pinscher na Coleira

Em termos de inteligência, o pinscher se destaca muito bem, tanto é que ocupa a posição 36 do ranking definido pelo doutor em psicologia em sua obra A Inteligência dos Cães. Em suma, em um treinamento, esse animalzinho não necessita de tantas repetições para conseguirem gravar qualquer comando que seja.

Pelo fato de serem cães bastante fieis aos seres humanos que estão ao seu redor, a personalidade da família vai influenciar muito no comportamento do pinscher. Ou seja, uma família que seja calam, e que mantenha certa rotina na criação do seu pet, irá contribuir para um cãozinho equilibrado.

Ao adotar um cachorrinho dessa raça, você tem que ter em mente que o pinscher é mais um cão de guarda do que um pet de luxo. Portanto, num adestramento, não o atice para ser agressivo. Rosnar e latir são representações mais de sua personalidade do que de meras brincadeiras propriamente ditas.

Ah, e mesmo que possa parecer, o pinscher não é uma raça tão “destruidora” assim. Ou seja, ele não se revolta sem motivo. Se, por acaso, ele chegar a quebrar coisas ou mesmo rasgar o sofá é, em boa parte, devido ao tratamento dado a ele. Até porque se trata de um cãozinho bem leal, e que precisa de muito carinho e atenção.

Cuidados Básicos Com O Pinscher

Justamente por ser um cão bem pequeno de estatura, essa raça se adapta bem em todos e qualquer espaço, até mesmo em apartamentos. Contudo, é preciso que ele tenha uma rotina diária de exercícios físicos para evitar que se estresse por qualquer coisa. Exercícios ao ar livre são essenciais, e, portanto, apenas corre dentro de casa é muito pouco.

Com relação à alimentação, esta precisa ser bastante equilibrada e devidamente controlada, até mesmo para evitar que o animal desenvolva obesidade (algo que é muito ruim para um cão dessa estatura).

É preciso ficar atento também à questão dos pelos deles, pois como eles são bem curtos, esse cão, em geral, sente muito frio. Ou seja, em período de inverno, precisam ficar devidamente protegidos.

Em relação aos filhotes, os cuidados precisam ser redobrados, visto que eles, obviamente, são muito pequenos em comparação aos filhotes de outras raças. Portanto, é preciso muita atenção, visto que qualquer fresta pode ser uma rota de fuga para o animalzinho indefeso. Cuidado também para não pisar em cima dele, visto que ele estará atrás de você o tempo todo.

Algumas Curiosidades a Respeito Do Pinscher

Mesmo que pareça uma miniatura do Doberman, o pinscher possui uma origem diferente e que é mais antiga do que a do seu primo tamanho família. Não se sabe muito a esse respeito, porém, especialistas acreditam que a origem desse animal vem da Alemanha. Por lá, o pinscher tem outro nome: Zwergpinscher. Numa tradução livre, essa expressão quer dizer “anão mordedor”, mais um exagero que só faz aumentar a sua fama de cãozinho estressado.

Por sinal, essa era uma raça bastante popular na Alemanha antes da Primeira Guerra Mundial. Após o conflito, houve uma redução drástica do na população desses animais. Nessa época, alguns criadores norte-americanos, no entanto, já contavam com alguns exemplares do pinscher (ou de Min Pins, que era o seu apelido na época). Já no Reino Unido e na França, esse cãozinho chegou ali pelos anos 50.

Aqui no Brasil, essa é uma raça bastante popular (está entre as três mais adquiridas no país), mesmo não tendo registros oficiais, com pedigree. Isso se ao fato de que muitos desses animais foram cruzados com outras raças (como o Chihuahua, por exemplo), o que acabou gerando uma “nova” raça, ainda sem uma definição mais específica.

Veja também

Quais os Sintomas de Piometra em Cachorros? Como Tratar?

Apesar do nome diferente, infelizmente, trata-se de um problema grave, mas muito comum em cadelas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *