Home / Animais / Ficha Técnica do Ofiuro: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica do Ofiuro: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ofiúro

As chamadas serpentes do mar, tem na realidade o nome de ofiúros, suas pernas rastejam como as cobras, por isso te renderam o apelido. Suas características físicas são de possuem 5 caudas que complementam seu corpo que fica no centro, como se fosse uma estrela com pernas bem extensas.

Apesar da semelhança com as estrelas do mar, os ofiúros possuem características bem distintas, já que o organismo das estrelas é mais complexo. Do ofiúro é bem simples: nervos em suas caudas  para que possam sentir por onde estão e ameaças próximas, não tem olhos, cérebro e nem anus, ou seja, seu processo digestivo é feito no estomago e volta para boca.

São uma espécie de limpadores aquáticos, já que comem detritos, peixes mortos, moluscos e crustáceos. Uma curiosidade bem interessante é que: assim como as lagartixas, os ofiúros conseguem soltar as caudas e regenera-las quando ficam estressados e se sentem ameaçados.

Esqueleto de Ofiuro
Esqueleto de Ofiuro

Sua reprodução é assexuada, ou seja, possuem sistema reprodutor masculino e feminino e consegue até mesmo se dividir em dois e fazer uma espécie de clone, isso faz com que esses animais mesmo sendo presas fáceis de peixes maiores, não entrem em extinção e vivam bem em comunidade  é comum encontrar em fundos de oceanos, comunidade de mais de dois mil ofiúros.

Gostam de águas quentes, geralmente os mares próximos do Equador que tem temperatura de 20 a 30 graus e nunca abaixo disso. Podem ser vistos em águas rasas assim como as estrelas do mar, porém, sobrevivem melhor abaixo de 500 metros, pelo menos.

Para saber mais sobre esse animal tão diferente e único, continue acompanhando esse post feito pelo Mundo Ecologia!

Ficha Técnica dos Ofiúros

Algumas pessoas gostam dos ofiúros, assim como as estrelas do mar para compor os aquários, além de ajudar na limpeza, já que a maioria desses animais se alimenta de detritos, deixando a água limpa e sem apodrecer algas, rações, ou que tenha caído dentro de seu aquário.

Geralmente eles ficam entre as algas e escondidos sob as pedras, porém, apaixonados pela vida marinha aconselham certo cuidado com os ofiúros que tenham espinhos em suas caudas, pois aparentemente eles podem comer peixes pequenos que estejam no local.

Sua artimanha para come-los é de fazer uma grade, ou uma espécie de gaiola com suas caudas e com ajuda delas depois coloca-los na boca.

Devido a sua rapidez, alguns biólogos desconfiam que os ofiúros possam ter uma precisão melhor da luz, como uma espécie de olho, também em suas caudas e por conta disso, consegue se locomover melhor e saber se estão em perigo ou local seguro.

Ofiuro Vermelho - Serpente do Mar
Ofiuro Vermelho – Serpente do Mar

Sua formação nessa área é bem parecida com a de polvos, sendo mais “mole” e não tão dura como as estrelas do mar, pode-se dizer que isso ocorre pois não existe a presença de órgãos vitais nesses locais. Seu estômago tem formato de saco e compõe a maior parte da sua área central.

Por se tratar de um animal novo não se sabe o peso ao certo dos ofiúros. Porém, cada cauda pode chegar a 10 centímetros e sua área central por medir de 2 a 5 centímetros de diâmetros. Essa área central pode ter um formato redondo, como os parentes ouriço do mar, ou como as estrelas do mar, sendo muitas vezes confundidas com elas, como se algas estivessem presas em suas hastes.

Seu tamanho no total, de uma cauda a outra pode ser de 30 centímetros, ou um pouco mais, 35, não passando disso. Sua coloração vai desde vermelho vivo, como tons mais cremes e marrons, como meio de se misturar entre as rochas e lodo e não ser descoberto pelos seus predadores. Geralmente, para se esconderem também, possuem hábitos de se alimentar a noite, ficando escondido ou se misturando as algas durante o dia.

Espécies de Ofiúros

Vamos ver nesse tópico algumas ordens de ofiúros e embora sejam semelhantes fisicamente, existem muitas diferenças entre um tipo e outro.

Oegophiurida

Oegophiurida
Oegophiurida

Não possuem lubrificação e nem existem proteção entre suas caudas, e o seu nervo principal fica na borda do corpo central. Tem glândulas digestivas assim como todos os outros. É uma espécie quase extinta, hoje em dia, sabemos apenas de uma ainda vivente.

Ophiurida

Ophiurida
Ophiurida

Tem lubrificação em suas caudas e proteção em suas caudas, porém, são uma espécie inferior já que essa cauda não consegue se locomover nem se dobrar como os ofiúros passados. Sua boca e todo seu intestino já ficam em toda parte central. São a maioria das serpentes do mar que conhecemos atualmente.

Phrynophiurida

Phrynophiurida
Phrynophiurida

Tem lubrificação e algumas vezes as caudas são menores, porém com a vantagem que conseguem se dobrar entre outras estratégias para se locomoverem e se alimentarem. Possuem boca e sistema digestivo na área central. A maioria delas são as mais primitivas e quase em extinção.

Ofiúros e a Extinção

A maioria dos animais antigos, da era paleolítica como os ofiúros, que não sejam animais do topo da cadeia alimentar como os jacarés, correm sério risco de serem extintos, já que além dos predadores, o meio ambiente sofre constantes ameaças pela poluição e destruição para construções, aquecimento global diminuindo a quantidade de águas nos oceanos, fazem com que esses animais acabem desaparecendo por completo.

Como os ofiúros possuem um esqueleto mais mole, e ainda por cima não é grande, ficando difícil estudar e saber da presença desses animais futuramente caso desapareçam.

Por gostarem de ambientes mais quentes, assim como as estrelas do mar, a única vantagem que levam é por se esconderem e ficar em lugares abaixo de 300 metros, o que dificulta a pesca, além de só ser adentrado pelas pessoas que possuam experiência específica para mergulhos profundos.

Ofiuro Filhote
Ofiuro Filhote

Mesmo assim, as quedas de temperatura em ambientes que costumam ser quentes, são fatais para animais com um sistema de sobrevivência tão rústico que não possuem sistema nervoso e nem cérebro conseguiram evoluir e se desenvolver apesar das mudanças climáticas que são mais rápidas que a evolução e adaptação de algumas espécies.

Se quiser saber mais sobre os ofiúros, e cuidados com demais animais marinhos, procure no site Mundo Ecologia e nos diga nos comentários se você já conhecia a serpente do mar.

Veja também

Mordendo a Mão do Dono

Por Que o Cachorro Morde a Mão do Dono?

Vários cachorros mordiscam quando brincam com os seus proprietários. Descubra por que os cães fazem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *