Home / Animais / Ficha Técnica da Perereca: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica da Perereca: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

A maioria das pererecas apresenta adaptações adequadas para um estilo de vida arbóreo , incluindo olhos voltados para a frente,  visão binocular e almofadas adesivas nos dedos, que os ajudam a subir nas árvores.

Os sapos das árvores ou pererecas, não são um grupo taxonômico distinto de animais, mas o termo refere-se geralmente aos sapos que passam a maior parte do tempo em árvores ou em vegetação mais alta. Os sapos de árvores aquáticas são geralmente menores que os sapos terrestres, pois seu peso é geralmente suportado por galhos e folhas.

Ficha Técnica da Perereca: Peso, Altura, Tamanho

As pererecas em média terão um comprimento de 4 a 7 centímetros. As fêmeas são maiores que os machos adultos e quase o dobro delas.  O macho e a fêmea pesam em torno de 6 a 15 gramas.

Características

Para combinar com o brilho dos olhos, esses sapos têm corpos verde-limão que às vezes apresentam notas de amarelo ou azul. De acordo com o seu humor, as rãs-arborícolas podem até tornar-se verde-escuras ou marrom-avermelhadas. Eles têm barriga e garganta brancas, mas seus lados são azuis com bordas brancas e barras verticais brancas. Seus pés são vermelhos ou alaranjados. Escaladores adequados, pererecas têm almofadas em forma de xícara que lhes permitem passar seus dias agarrados a folhas no dossel da floresta tropical e suas noites caçando insetos e sapos menores. As pererecas machos  podem crescer até duas polegadas de comprimento e as fêmeas podem crescer até três polegadas

Curiosidades Sobre as Pererecas

Dentes – o sapo marsupial de Guenther (Gastrotheca guentheri) é o único sapo que tem dentes na mandíbula inferior.

Venenoso – Simplesmente tocar no sapo amarelo de dardo envenenado (Dendrobates leucomelas) pode levar à insuficiência cardíaca.

Engolir – Como muitos outros sapos, os sapos usam os olhos para ajudar a engolir a comida. Eles fecham os olhos com muita firmeza, o que empurra o alimento para a garganta.

Sapo voador – O sapo voador costarriquenho tem correias entre os dedos, o que os ajuda a deslizar entre as árvores.

Alucinógeno – Algumas espécies de sapos secretam na pele substâncias usadas pelos povos indígenas como droga alucinógena.

Habitat das Pererecas

Perereca Verde em Cima de um Galho
Perereca Verde em Cima de um Galho

Os sapos das árvores vivem principalmente em árvores de florestas em climas mais quentes, embora alguns morem em pradarias, pântanos ou outros ambientes aquáticos.  As pererecas habitam todos os continentes, exceto a Antártica. Aproximadamente 30 espécies vivem nos EUA e mais de 600 espécies vivem na América do Sul e Central.

Dieta

A maioria dos sapos são herbívoros quando são girinos. Quando adultos, geralmente são insetívoros e comem pequenos invertebrados, como mariposas, moscas, formigas, grilos e besouros. As espécies maiores também comem pequenos mamíferos, como os ratos. Para girinos, moscas da fruta e grilos de alfinete são as refeições de sua escolha.

Comportamento

Muitas pererecas têm áreas de cores vivas (azul, amarelo, vermelho) em seus corpos, como pés, pernas ou olhos. Se eles são ameaçados por um predador, repentinamente piscam essas áreas coloridas para assustar o predador, permitindo que o sapo pule para longe. Muitos sapos machos são territoriais, e anunciam isso com alto chamado. Algumas espécies também anunciam seu território sacudindo a vegetação, que mantém outros machos afastados.

Graças aos seus grandes olhos, não é difícil reconhecer as pererecas. Esse recurso alienígena é um mecanismo de defesa chamado “coloração surpreendente”. Quando o sapo fecha os olhos, as pálpebras verdes o ajudam a se misturar com o ambiente arborizado. Se o sapo noturno for abordado durante o sono durante o dia, seus olhos repentinamente abertos momentaneamente paralisarão o predador, proporcionando ao sapo alguns segundos para escapar.

Ameaças

Os sapos são anfíbios, o que significa que são muito suscetíveis a danos causados ​​pela poluição da água e pelas mudanças climáticas causadas pelos seres humanos. Eles também estão ameaçados pela perda de habitat do desmatamento para a agricultura.

Domesticação

Embora os sapos sejam frequentemente mantidos como animais de estimação, eles não foram domesticados.Os sapos das árvores são relativamente fáceis de cuidar, mas às vezes são considerados desinteressantes porque tendem a ser ativos à noite, permanecendo ocultos durante o dia. O comportamento natural das espécies precisa ser considerado ao mantê-las como animais de estimação: os habitantes do solo devem receber um recinto com uma grande quantidade de espaço, enquanto os alpinistas devem ter um recinto mais vertical com material vegetal substancial.

Manuseio

Como os sapos das árvores têm pele úmida, eles podem facilmente absorver toxinas das mãos humanas quando são manuseados. Portanto, é frequentemente recomendado que os sapos não sejam manuseados ou que seja tomado muito cuidado com a lavagem das mãos. Para algumas espécies, seus alimentos devem ser polvilhados com suplementos minerais e vitamínicos, e alguns só comem alimentos vivos.

Sapo Das Árvores
Sapo Das Árvores

Ciclo de Vida

A maioria dos sapos tem um ciclo de vida de 3 estágios. Os ovos se desenvolvem em larvas (girinos), que depois se tornam adultos. Todo o processo é chamado de “metamorfose”. Os sapos das árvores têm uma variedade de estratégias reprodutivas. A maioria das espécies põe ovos – uma embreagem média consiste em cerca de 50 ovos, mas algumas espécies põem até 4.000 ovos.

Algumas espécies depositam seus ovos em um ninho de espuma ou nas folhas das árvores em que vivem. Quando os ovos eclodem, os girinos caem na água abaixo. Alguns ovos levam apenas de 4 a 5 dias para eclodir, mas pode levar anos para que os sapos se tornem sexualmente maduros.

Assim como outros anfíbios, as pererecas começam a vida como girinos em lagoas temporárias ou permanentes. Como sapos adultos, eles permanecem dependentes da água para manter a pele úmida, ficando perto de fontes de água, como rios encontrados nas florestas úmidas das planícies. As pererecas podem ser encontrados agarrados a galhos, troncos de árvores e até mesmo debaixo das folhas das árvores. Os adultos vivem na camada de copa da floresta tropical, às vezes se escondendo dentro das bromélias.

Ecologia

Os sapos têm sido historicamente uma espécie indicadora da saúde de um ecossistema ou de sua vulnerabilidade iminente. Não é de surpreender que a população de anfíbios do mundo tenha experimentado um declínio nos últimos anos; pesquisas indicam que os fatores incluem a contaminação química do uso de pesticidas, chuva ácida e fertilizantes, a introdução de predadores estrangeiros e o aumento da exposição a UV-B de uma camada de ozônio enfraquecida que pode danificar ovos frágeis.

Veja também

Quanto Tempo Após o Nascimento Pode Dar Banho no Cachorro?

Ter um filhote canino em casa é sinal de bagunça, brincadeira e correria. Por conta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *