Home / Animais / Ficha Técnica da Barata: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica da Barata: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Não há como negar que as baratas são insetos considerados asquerosos por boa parte das pessoas. E, esse sentimento não é à toa, que que elas realmente são vetores de muitas doenças.

Mas, também podem ser animais interessante de serem estudados (à distância, claro).

Por isso, vamos fazer agora uma verdadeira ficha técnica de pequeno inseto, e mostra que ele pode ser até bem curioso de ser observado.

Características Básicas das Baratas (Peso, Tamanho, etc)

As baratas podem ser consideradas insetos verdadeiramente cosmopolitas, já que são encontradas em praticamente todo o planeta. Elas existem há cerca de 300 milhões de anos, e atualmente, existem mais de 5 mil espécies diferentes espalhadas pelo mundo.

Entre as espécies mais conhecidas desse inseto (pelo menos, daquelas que convivem mais com seres humanos), podemos citar a barata-americana (que mede cerca de 30 mm de comprimento), a barata-alemã (que mede aproximadamente 15 mm), a barata-asiática (com seus 15 mm de comprimento) e a barata-oriental (com cerca de 25 mm). Em termos gerais, as baratas localizadas em regiões tropicais são bem maiores do que outras espécies encontradas em outros lugares.

Na maior parte dos casos, as baratas possuem um corpo de formato ovular e deprimido, e o seu tamanho pode variar de alguns poucos milímetros até cerca de 10 cm no total, pesando não mais do que algumas miligramas. Já a cabeça é bem curta, em formato subtriangular, apresentando olhos compostos bem grandes em relação à cabeça.

Tanto o formato, quanto o tamanho desses insetos, vai depender muito da espécie, mas é curioso que em termos de gênero as espécimes fêmeas são, em geral, maiores do que os machos. Estes, por sua vez, possuem asas mais bem desenvolvidas.

Barata Fêmea
Barata Fêmea

Além disso, esses insetos se reproduzem de forma assexuada, com a fêmea colocando inúmeros ovos (cerca de 250 aproximadamente), que em poucos dias, eclodem, dando início a um ciclo de vida que pode durar entre 6 meses e 3 anos, a depender da espécie.

Habitat e Hábitos Gerais Desses Insetos

As baratas gostam bastante de locais que sejam quentes e úmidos (não à toa, nas casas, elas são facilmente encontradas em frestas na parede, ou em entulhos em algum compartimento). Também são encontradas em redes de esgoto, terrenos baldios, ou simplesmente em locais onde haja muito lixo e sujeira acumulados.

Elas entram nas residência com o simples desejo de conseguirem alimento, e é por isso que um dos locais preferidos delas também são os armários repleto de comida farta para elas, nem que seja apenas restos. Já nas florestas, esses animais ficam enfurnados debaixo de pedras, ou mesmo dentro das cascas de árvores,

 Hábitos da Barata
Hábitos da Barata

Os hábitos delas são basicamente noturnos, pois é durante à noite que buscam por alimento, além de procurarem também por parceiros em busca de reprodução. Durante o dia é o período no qual descansam, e onde se escondem com bastante facilidade.

Interessante notar também que na maioria das espécies, as baratas possuem hábitos completamente solitários, não se reunindo em sociedades, como acontece que outros insetos, como as formigas e as abelhas, por exemplo.

A alimentação, por sua vez, pode ser bem variada, visto que são animais onívoros, ou seja, que comem  praticamente de tudo. Porém, elas possuem uma atração especial por certos tipos de comida, como doces, e alimentos gordurosos ou que sejam de origem animal.

Verdadeiras Sobreviventes

Uma das características mais marcantes desses insetos é que as baratas são animais resistentes a praticamente tudo. Inclusive, esse é um dos motivos pelos quais é tão difícil acabar com uma infestação de baratas, já que elas podem ser bastante imunes a venenos e coisas do tipo.

Essas característica, no entanto, não veio do mero acaso, tendo sido construída ao longo de milhões e milhões de anos. Isso porque elas são autênticas sobreviventes a praticamente todas as mudanças climáticas que acometeram a Terra no decorrer dos últimos 300 milhões de anos (o que, de forma alguma, é pouca coisa).

Simplesmente as baratas não mudaram praticamente nada em termos de composição dos seus corpos, o que garantiu que permanecessem vivas, mesmo com a extinção em massas que acabou, por exemplo, com os dinossauros. As únicas diferenças em seus corpos foram apenas o surgimento de algumas poucas nervuras nas suas asas, além dos famosos espinhos em suas patas. E só.

Inclusive, é interessante salientar que uma barata pode morrer, sim, por meio de um inseticida, porém, se for uma barata fêmea, e ela estiver produzindo filhotes na hora, certamente essas novas baratas que nascerão serão imunes a esse veneno, já que ele não “mata” os ovos.

Algumas Curiosidades a Respeito das Baratas

Apesar de seu aspecto repulsivo, de algumas serem nojentas, e da maioria transmitir doenças aos seres humanos, nem todas as baratas possuem um aspecto negativo. As silvestres, por exemplo, são importante recicladoras de material orgânico na natureza, além de não transmitirem doenças, e de nem exalarem aquele típico mau cheiro.

Outra curiosidade bem peculiar a respeito das baratas é que elas estão tão bem adaptadas ao meio urbano que muitas não têm problema nenhum em se alimentarem de coisas como cola, ou até mesmo papel. E até mesmo gostam de certas bebidas alcoólicas, como a cerveja, por exemplo.

Como já dissemos, a resistência das baratas é fora do comum, não é verdade? Porém, o que talvez muitos não saibam é que esse inseto pode sobreviver até 1 semana sem tomar uma gota sequer de água, e até 1 mês inteiro sem se alimentar de absolutamente nada. Curioso notar também que elas não se afogam com facilidade, com o seu fôlego podendo durar uns 40 minutos mais ou menos.

Porém, o pior está por vir: o cérebro da barata não fica localizado somente na cabeça, mas também ao longo do corpo. Ou seja, se a cabeça dela for cortada, ela ainda sobrevive por cerca de 1 semana, até que finalmente, ela morrerá de sede.

E, por fim, por que é tão difícil acertar uma barata, mesmo que ela esteja de costas? Simples: porque elas são equipadas com pequenas cerdas sensoriais justamente nas costas, o que faz com que percebem o mínimo deslocamento de ar possível. É como se tivessem, portanto, “olhos” na parte de trás do corpo delas.

Veja também

Comportamento do Vombate, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Você já ouviu falar do vombate? Caso não, pode ficar tranquilo. Este animal não é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *