Home / Animais / Ferrão de Arraia Tem Veneno? Como Evitar?

Ferrão de Arraia Tem Veneno? Como Evitar?

O mundo selvagem é repleto de coisas bonitas, fascinantes e intrigantes. Mas, também é cheio de perigos. Perigos, esses, que podem vim de da terra ou da água, como, por exemplo, ser atacado por uma arraia com o ferrão que ela tem em sua cauda.

Porém, há muitos mitos e desinformações em relação a esse assunto, e que pode até mesmo atrapalhar caso ocorra um acidente, e alguém precise de um socorro imediato. Por isso, vamos mostrar agora quais os perigos de se levar uma ferroada de arraia e o que fazer para evitar esse tipo de ataque.

Serão dicas muito úteis, afinal, não sabemos quando esse tipo de imprevisto pode acontecer.

Por Que as Arraias Atacam?

Ao contrário do que muita gente possa imaginar, e até pelo fato desse animal ser parente próximo dos tubarões, as arraias não são bichos agressivos. Ao contrário: são até mesmo bastante dóceis, tanto é que são a coqueluche de quem mergulha em águas profundas, chegando ao ponto de pessoas tocarem e acariciarem arraias em pleno mar, sem grandes problemas.

A questão é que estamos falando de um animal selvagem, que vive em um ambiente selvagem, onde ele precisa se defender a todo o momento. Portanto, se uma arraia se sentir ameaçada de alguma forma, ela irá atacar com a sua cauda em forma de chicote, e o pior é o espinho que está na ponta dessa cauda.

Ou seja, são comuns acidentes com pesca na praia, com mergulho em alto-mar, e principalmente em rios, pois estes são mais rasos, e a probabilidade de alguém pisar numa arraia é grande ao descer de um barco de pesca, por exemplo. E, quando se vê, o estrago já foi feito.

No entanto, salientando mais uma vez, a arraia não é um animal agressivo, e está apenas se defendendo daquilo que ele considera uma ameaça.

O Ferrão da Arraia Tem Veneno?

Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas, pois o ataque com ferrão de uma arraia é tão doloroso, que a dor só passa depois de pelo menos umas 6 horas após o ataque. É bom deixar claro, inclusive, que apenas 39 espécies de arraias (pelo o que se tem conhecimento atualmente) possuem ferrão na sua cauda. E, são justamente os espécimes encontrados na maior parte da costa brasileira e em rios também.

E, sim, o ferrão das arraias (pelo menos, das que possuem essa arma) é venenoso, sim. Isso porque ele é equipado com glândulas de peçonha, que, ao injetada nos seres humanos, pode provocar dores fortíssimas, taquicardia, vômitos, diarreia, e outros sintomas. Não é um tipo de veneno que chaga a matar, mas, com certeza, traz muitos transtornos para a vítima.

O ferrão que se encontra na cauda dessas arraias, na verdade, é um espinho achatado, muito semelhante a uma lança. Isso sem contar o fato de que a própria cauda delas possui uma musculatura muito forte, o que permite que “chicoteiem” seus potenciais inimigos com muita habilidade.

O ataque se dá, quase sempre, da seguinte maneira: o ferrão é elevado e fica em posição oblíqua em relação à cauda. Isso acaba facilitando o disparo, que é muito rápido. A parte exterior desse ferrão é rígida, tendo um serrilhado semelhante a uma faca de cortar pão, por exemplo. O perigo é que, nesse ferrão, existem serrilhas reversas, que, podem dilacerar o tecido da parte do corpo afetada, caso tenha penetrado na carne. Ou seja, muito perigoso.

A ferroada, em si, causa um corte bastante profundo, com sangramento em abundância, dor, inchaço e infecção. Em casos raros, onde não ocorre o devido socorro à vítima, pode dormar gangrena na área afetada.

Qual a Melhor Prevenção Para Evitar ser Ferroado por uma Arraia?

Existem alguns procedimentos que podem evitar que você seja atacado pelo ferrão de uma arraia. Um deles é evitar nadar quando a maré estiver baixa, já que elas ficam mais expostas, e é mais fácil você esbarrar em algumas delas por aí. Lugares com muita lama e poucas ondas são os locais prediletos das arraias.

Ao entrar na água, é bom também não dar passos muito largos. O ideal é arrastar os pés para afugentar qualquer arraia que, porventura, esteja em seu caminho. Ou seja, é preciso caminha com muita cautela. Dessa forma, acredite: ela não lhe atacará!

Caso você esteja em um barco num rio, um conselho valioso é, quando você descer dele, cutucar o fundo do rio com uma vareta. Caso tenha alguma arraia ali, imediatamente, ela sairá.

Porém, o que fazer se, mesmo depois dessas precauções, alguma acidente ocorrer?

Qual o Melhor Tratamento Para a Ferroada de Uma Arraia?

O ideal é levar a vítima para um pronto atendimento, ou a um hospital, mesmo, para que os primeiros socorros possam ser feitos de maneira mais adequada. Mas, caso não seja possível de imediato, há alguns conselhos básicos que podem ajudar após ter ocorrido um ataque de arraia.

O primeiro desses conselhos é mergulhar o local afetado em água salgada, pois o sal vai limpar e desinfectar o lugar da ferida. Caso seja possível, a água precisa estar morna a uma temperatura de, no máximo, 45°C. Esse mergulho na água morna e salgada precisa ser por um período de aproximadamente uma hora e meia.

Importante salientar que, durante esse tempo, é preciso tirar todo e qualquer resíduo de pedaços do ferrão do local da ferida. Claro, apenas se isso for possível. Caso contrário, o aconselhável é esperar um atendimento especializado para remover o ferrão de maneira adequada.

Tratamento de Ferroada de Arraia
Tratamento de Ferroada de Arraia

Ainda podem ser utilizadas compressas com água quente na toalha ou em uma bolsa térmica. Apenas isso. Nenhum outro procedimento, fora o de um médico especialista, faz-se necessário. Qualquer outra ação pode agravar o caso.

Em suma: a questão é: quando houver um ataque de arraia, o primeiro procedimento é uma limpeza sistemática na região, e depois levara a vítima ao médico, e se for o caso, não tente arrancar o ferrão do local, mesmo se estiver sangrando, pois a hemorragia pode ser bem pior.

Esperamos, portanto, que essas dicas tenham sido úteis de alguma forma.

Veja também

Habitat do Asno: Onde Eles Vivem?

Existem asnos na maioria das localidades do planeta Terra, e geralmente são aclamados ​​como meios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *