Home / Animais / Esquilo-Terrestre: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

Esquilo-Terrestre: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

O esquilo terrestre é um animal mamífero que possui o nome científico de Sciurus vulgaris. Possuem parentesco com os esquilos que vivem nas árvores e também com outros bichos como as marmotas e outros roedores. Para conhecer um pouco mais sobre esse animal, continue acompanhando o nosso artigo. Vamos lá?

Características do Esquilo-Terrestre

Existem esquilos que são voadores, os que vivem em árvores e os que preferem os solos para desenvolver a sua vida. Ao todo, já foram identificadas mais de trezentas espécies no grande grupo desses animais. Os terrestres são mais comuns e costumam ser encontrados na Europa.

O tamanho do esquilo-terrestre vai variar muito conforme a espécie que eles pertencem. Existem esquilos que medem pouco mais de dez centímetros e outros que podem atingir quase um metro de altura.

São encontrados em quase todo o mundo, com exceção, de áreas localizadas na Oceania. Preferem viver em parques, bosques, mas também podem ser encontrados em ambientes como os desertos. Em locais mais inóspitos, os animais precisam passar por mudanças de estilo de vida para se adequarem ao clima e demais características específicas de cada região.

Um fato muito interessante sobre os esquilos é que eles utilizam a vibração da cauda para se comunicarem. Os ensinamentos sobre a forma de conseguir alimentos e fugir de predadores também são ensinadas de geração para geração.

Hábitos e Modo de Vida do Esquilo-Terrestre

Como o animal mantém a temperatura do corpo relativamente com os mesmos índices, ele não possui o hábito de hibernar. Entretanto, eles possuem um hábito bem semelhante, em que revezam tempos mais longos de sono com atividade mais intensa. Em sua fase mais ativa eles saem em busca de alimentos e a necessidade de consumo de comida é diretamente proporcional às suas atividades. Assim, quando estão mais sossegados, eles costumam comer menos.

Os esquilos-terrestres possuem uma habilidade incrível de deslocamento e podem ser bem rápidos durante uma fuga. Outra característica interessante do animal é que ele desenvolve suas atividades durante o dia e costumam descansar quando o sol se põe.

Modo de Vida do Esquilo-Terrestre
Modo de Vida do Esquilo-Terrestre

Adoram se alimentar de plantas coníferas, em especial, as pinhas. A reprodução dos esquilos geralmente acontece na estação da primavera e também do verão. A gestação pode durar até vinte e oito dias e a mamãe dá à luz para até sete filhotes.

Os pequenos filhotes nascem indefesos e sem conseguir enxergar.  Eles também não possuem pelos revestindo o seu corpo. A mãe cuida dos filhotes em um ninho e costuma migrar para outras regiões caso perceba que aquele local não oferece tranquilidade e segurança para a sua ninhada.

Durante o ano, os esquilos-terrestres podem chegar a reproduzir por duas vezes.

Outras Informações Sobre os Esquilos

Os esquilos-terrestres integram a família dos ciurídeos e por possuírem o hábito de viver no solo, utilizam buracos para se abrigarem. O habitat natural desses animais são os desertos, os campos e até mesmo as pradarias.

Possuem olhos marcantes e grandes e o seu pelo não costuma crescer muito. Uma de suas marcas registradas é a presença de dentes fortes na parte dianteira da sua boca. Você sabia que os dentes dos esquilos nunca deixam de crescer e por esse motivo eles possuem a necessidade de roer cada vez mais e mais?

São bichos que se alimentam de folhas, sementes e frutas. Mas eles sempre são sempre lembrados pela alimentação com nozes e casca de árvores. Podem causar grandes prejuízos para o setor agrícola, pois são capazes de destruir plantações inteiras. A expectativa de vida desse animal pode chegar a doze anos.

Curiosidades Sobre os Esquilos

Sistematizamos algumas informações curiosas sobre esse animal. Veja logo abaixo:

  • Em alguns locais do mundo (por exemplo nos Estados Unidos) é comum o consumo da carne de esquilo.
  • O menor esquilo não chega a medir dez centímetros. Já o maior esquilo pode chegar a alcançar mais de noventa centímetros e pesar três quilos.
  • Algumas espécies de esquilos podem transmitir doenças para os seres humanos.
  • Além da carne, a caça do esquilo visa obter o seu pelo que é muito utilizado na fabricação de roupas.
  • Não existem esquilos na Austrália e nem na Antártida.
  • A rapidez e facilidade de locomoção dos esquilos é possível graças as suas pernas que são muito fortes. A cauda é essencial para que eles mantenham o equilíbrio durante as fugas e até mesmo quando estão descansando. Já o seu pelo é responsável por deixar o esquilo sempre com a temperatura corporal adequada, proporcionando assim, a sua sobrevivência mesmo com as mudanças de clima.
  • Quando adultos, os esquilos-terrestres possuem uma cauda que chega a medir quase o mesmo tamanho do seu corpo.
  • Dentre as espécies de esquilos mais conhecidas podemos citar: esquilo vermelho, esquilo tâmia, esquilo da Sibéria e esquilo de Ridchardson
  • São animais que possuem uma excelente memória e conseguem lembrar onde “enterraram” seus alimentos.
  • Algumas espécies de esquilos possuem a capacidade de voar.

E acabamos por aqui!  Apesar da aparência fofinha e amigável, os esquilos não são indicados como animais de estimação, principalmente, pela possibilidade de estragos que seus dentes podem causar e as doenças que podem transmitir. Além disso, quando eles são criados em cativeiro acabam não resistindo e morrendo.

Gostou de aprender um pouco sobre os esquilos? Não esqueça de visitar sempre o Mundo Ecologia para acompanhar novidades sobre o mundo das plantas, animais e natureza. Caso tenha surgido alguma dúvida, é só usar nosso espaço de comentários para nos deixar uma mensagem, ok?

Veja também

Terrário para Jibóia Onde Encontrar? Qual o Tamanho Ideal?

A jibóia (nome científico Boa constritor) está entre os reptéis de estimação mais queridos. Mesmo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *