Home / Animais / Espécies de Tubarões Brasileiros Com Nomes e Fotos

Espécies de Tubarões Brasileiros Com Nomes e Fotos

Sim, tem tubarões nas praias brasileiras, e não são poucos. Tubarões existem em todos os mares pelo mundo, dependendo da espécie, inclusive nos mares antárticos. Então, quais são os que podemos encontrar por aqui, e onde?

Espécies De Tubarões Brasileiros Com Nomes E Fotos

Tubarão é o nome comum dado a peixes cartilaginosos que tanto podem ser pequenos como o anão tubarão lanterna como tão grandes como uma baleia, tipo o grande tubarão branco ou o chamado tubarão baleia mesmo. No Brasil já são conhecidos e catalogados quase 90 espécies diferentes de tubarões circulando por nossos mares.

A maioria dos tubarões são marítimos mas existem algumas espécies que circulam também em água doce e, portanto, não seria novidade se alguns fossem vistos e rios brasileiros também. Entre esses pode-se exemplificar citando o tubarão touro ou o tubarão de cabeça chata. Citaremos agora alguns tipos que são frequentemente encontrados aqui e as regiões geográficas onde mais são avistados.

Carcharodon Carcharias

Este é o nome científico do grande tubarão branco. A presença desse tubarão em águas brasileiras é raro e referem-se a prováveis errantes pois nossos mares não possuem águas com as temperaturas ideais a predileção dessa espécie, segundo pesquisadores. Casos de tubarão branco no Brasil foram registrados no sul e sudeste.

O famoso anequim ou grande tubarão branco é uma espécie lamniforme e considerado um dos maiores predadores dos dias atuais podendo se estender a quase 8 m de comprimento e pesar cerca de 2,5 toneladas. Suas maiores populações estão onde ele consegue saciar melhor sua dieta, principalmente de pinípedes.

Carcharodon Carcharias
Carcharodon Carcharias

Seus hábitos migratórios de longas distâncias ainda é assunto de grande discussão e pesquisa no meio científico, que tenta compreender as razões que o levam a alcnaçar tão grandes distâncias. é por conta dessas migrações, inclusive, e por muitas variações causadas pela intervenção humana, que acabam surgindo na costa brasileira.

Prionace Glauca

Este é o nome científico do conhecido tubarão azul. Esta entre uma das espécies mais comuns vistas pelos mares brasileiros, e isso de norte a sul. Porém, o risco para banhistas é mínimo, quase nulo, porque é um tubarão de águas oceânicas, quase sempre em profundidades acima de 100 metros. Mas é uma espécie potencialmente perigosa.

Prionace Glauca
Prionace Glauca

O tubarão azul pode estender-se por quase 4 m de comprimento, mas sua média fica em torno de 2,5 m e seu peso médio é de 80 a 100 kg. Sua dieta consiste basicamente de lulas, mas pode se alimentar também de aves marinhas, outros tubarões, peixes variados ou mesmo daquilo que sobra de navios. Mergulhadores e náufragos correm risco se importuná-los em seu habitat.

Alopias Vulpinus

Alopias Vulpinus
Alopias Vulpinus

Este é o nome científico do tubarão raposa. O interessante desse tubarão é que, embora seja um animal grande, com cerca de 5 metros nos maiores, seu tamanho é dividido na verdade entre corpo e cauda, ou seja, é um tubarão que possui uma cauda tão grande quanto seu corpo, praticamente numa proporção de meio a meio. Se possuisse uma cauda normal como os outros, talvez não passasse de 2,5 m.

Outra característica peculiar desse tubarão está em seus grandes e salientes olhos, que lhe confere uma perspectiva de visao de quase 180° graus, a chamada visão binocular, o que é uma vantagem pra enxergar presas até em baixo dele. Esta espécie pode ser encontrada tanto em águas profundas com até 800 m ou mesmo nas superfícies de águas temperadas e tropicais. Pode ser encontrada em todos os litorais brasileiros.

Ginglymostoma Cirratum

Ginglymostoma Cirratum
Ginglymostoma Cirratum

Este é o nome científico do tubarão lixa. Apesar de não ser considerado um tubarão agressivo ou ameaçador para o homem, nunca sugerimos que se subestime o animal. Trata-se de um tubarão que pode até ultrapassar os 4 m de comprimento e mesmo que suas dentadas sejam pequenas, ainda são poderosas e pontiagudas, todos praticamente do mesmo tamanho em ambos os maxilares da boca.

Costumam ficar mais em águas profundas em toda a costa brasileira, se aventurando raramente em superfície e talvez por isso um confronto com esse tubarão seja menos frequente. Tem sua dieta preferida entre os vertebrados do fundo do mar, evita o contato com mergulhadores mas, como já dissemos, nunca deve ser subestimado e muito menos importunado em seu habitat natural.

Galeocerdo Cuvier

Galeocerdo Cuvier
Galeocerdo Cuvier

Este é o nome científico do tubarão tigre. Extremamente perigoso, está entre os três tubarões com maior índice de envolvimentos fatais com seres humanos. Isso porque esse tubarão imponente não teme a aproximação do homem, ao contrário, confronta curioso e sem receios, muitas vezes ameaçador e agressivo como defensor de territórios. É um tubarão grande, que pode ultrapassar muito os 7 metros de comprimento.

Vale destacar sua dentição pontiagudo e poderosa, capaz de rasgar com facilidade mesmo as carapaças de tartarugas marinhas. Pode ser visto em toda a costa brasileira mas tem sido muito comum ser encontrado mais frequentemente em águas do litoral nordeste. É um tubarão corpulento, de focinho curto e cabeça larga, com uma pontuda nadadeira caudal lhe conferindo uma impulsão e velocidade impressionante. Não abuse da paciência desse aí!

Carcharias Taurus

Carcharias Taurus
Carcharias Taurus

Este é o nome científico de tubarão touro. Aqui vale destacar uma importante distinção principalmente com relação a agressividade. Isso porque especialmente aqui no Brasil acontece muito de se confundir o tubarão touro com uma espécie do mesmo gênero que falaremos a respeito logo a seguir. Apesar da semelhança, o tubarão touro pode muitas vezes levar a fama de seu primo quanto a agressividade.

O fato é que este tubarão acinzentado apesar de tamanho e aparência ameaçadora, não é tão agressivo quanto o tubarão cabeça chata, mas é muito confundido com esse e, por conseguinte, ganha uma fama que não lhe pertence. Mas não se engane! Este tubarão de 3 m ou mais pode sim ser muito violento se importunado e pode mesmo se envolver em acidentes especialmente com surfistas e mergulhadores pelas costas brasileiras, especialmente sudeste e nordeste.

Carcharias Leucas

Carcharias Leucas
Carcharias Leucas

Este é o nome científico do tubarão cabeça chata. Este é um dos tubarões que mais se envolve em problemas com seres humanos principalmente nas águas do nordeste brasileiro, especialmente nas praias do Recife, e muitas vezes confundido com seu primo já citado, o tubarão touro. Apesar de aparência semelhante, há importantes características que o diferenciam, sendo a maior diferença talvez na agressividade.

O tubarão cabeça chata é dito como um animal com pouca visão e, consequentemente, confunde banhistas com presas nas águas mais turvas. Além disso, é um animal extremamente agressivo e territorialista, com alto índice de testosterona, mesmo nas fêmeas. Ou seja, é um tubarão sempre pronto pra briga e energicamente agitado. Ameaça mesmo outros tubarões, inclusive da própria espécie. Comum nos mares do norte e nordeste brasileiro.

Veja também

Canguru-Cinza-Ocidental

Cangurus São Violentos? Eles São Perigosos Para Humanos?

Para quem não conhece a vida fora do próprio país, conhecer lugares do outro lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *