Home / Animais / Escorpião Amarelo é Perigoso? Como é sua Picada?

Escorpião Amarelo é Perigoso? Como é sua Picada?

Os artrópodes são animais que normalmente causam um certo receio para os humanos. Para alguns, é a sua aparência, seu exoesqueleto duro devido a quantidade grande de quitina, enquanto que para outros, é pelo fato de terem medo. O medo vem principalmente porque algumas espécies são venenosas.

Uma das espécies que precisamos ter sempre muito cuidado é o escorpião. Esses animais já possuem sua fama de serem perigosos, devido a sua picada com veneno. Existem diversas espécies de escorpiões, atualmente cerca de 1.500. Entretanto, dessa quantidade gigante, apenas 25 espécies são realmente venenosas.

A espécie que é provavelmente a mais conhecida é a do Escorpião Amarelo. E é sobre esse animal que falaremos hoje, contando um pouco mais sobre suas características gerais e tirando a dúvida de vez se esse escorpião amarelo é perigoso ou não. Também mostraremos como é e o que fazer caso você seja picado por ele.

Os Escorpiões

Conhecidos também por lacrau ou alacrau, os escorpiões são animais que fazem parte dos artrópodes, dentro da classe dos aracnídeos. Sim, os escorpiões estão dentro da categoria das aranhas. São animais invertebrados, e atualmente existe cerca de 2.000 espécies espalhadas pelo mundo.

Seu nome escorpião vem do latim, enquanto que o lacrau vem do árabe. Esse animal já está na Terra há muito tempo, tanto que pode ser visto em grandes histórias antigas. De acordo com registros, sua existência data mais de 400 milhões de anos, sendo os primeiros artrópodes a conquistarem o ambiente terrestre.

Seu corpo é alongado, e sua carapaça é feita de quitina, também chamada de exoesqueleto. O exoesqueleto é um fator muito importante para a sobrevivência desse animal, pois impede que ele perca muita água. Para impedir essa perda d’água excessiva, também possuem hábitos noturnos, e durante o dia, preferem ficar escondidos em árvores.

O Brasil possui cerca de 160 espécies de escorpiões, e eles podem ser encontrados em todos os continentes, exceto na Antártida. O boato de que lixo e entulho atrai escorpião é verdade, pois são onde eles costumam se esconder nesses lugares. Não há muito conhecimento quanto tempo de vida os escorpiões tem, pois varia muito de região para região.

Eles são animais carnívoros, e detectam suas próximas presas por vibrações no ar, solo e pelos sinais químicos. Todos detectados por seus pelos nas patas e pinças. Comem aranhas e insetos, mas o canibalismo também pode ocorrer, além de comer lagartos e alguns pequenos roedores e pássaros. Conseguem ficar sem se alimentar por um ano e consumir pouca água.

Os escorpiões que produzem seu veneno, utilizam eles para imobilizar suas presas e também para digerir antecipadamente os órgãos internos da presa. Depois, usam suas quelíceras, as presas, para acabar com o animal enquanto os sucos digestivos trabalham. Tudo precisa ser transformado, pois, assim como as aranhas, não conseguem digerir materiais sólidos.

Características Gerais do Escorpião Amarelo

O escorpião amarelo, ou como seu nome científico Tityus serrulatus, é um escorpião típico do Brasil. Ele é encontrado principalmente no Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do nosso país. E são a principal espécie que causa maiores acidentes graves atualmente, com registro de mortes.

Suas pernas e cauda são de um amarelo claro, enquanto que o seu tronco puxa um amarelo mais escuro. Entre o terceiro e o quarto anel da cauda, há uma serrilha que mede cerca de 7 centímetros de comprimento. Um escorpião amarelo normalmente tem 20 filhos por ano, podendo chegar a ter 160 filhos durante toda a sua vida.

Um fato interessante sobre a reprodução dessa espécie, é que eles conseguem se reproduzir por partenogênese. Isso é, as fêmeas podem parir sem o acasalamento. Esse fator ajuda ao aumento da população e a dispersão dela. Sua força tende a ser maior que a maioria dos outros escorpiões, por isso, é comum que, ao introduzir o amarelo em outro ambiente, outras espécies de escorpiões morram por causa da competição.

O Escorpião Amarelo é Perigoso? Como é sua Picada?

O veneno do escorpião amarelo, também chamado de peçonha, é considerado o veneno mais tóxico de todas as espécies de escorpiões da América do Sul. Como todos os venenos de escorpiões, eles possuem um efeito neurotóxico, que significa que ele age no sistema nervoso. No caso do amarelo, mais especificamente no sistema nervoso periférico.

A picada é muito dolorosa, que começa no local onde ocorreu a picada, e vai se espalhando por todo o corpo. Há mudanças bruscas na temperatura corpórea, além de ânsia de vômito e outros efeitos que vão piorando com o tempo. Como a dor se espalha, a pessoa fica em caso de hiperestesia, logo, qualquer leve toque faz com que ela sinta muita dor.

O veneno ataca diretamente no bulbo, local onde ocorre o controle dos movimentos de respiração e cardíacos, assim como os movimentos peristálticos. Então, seu veneno faz diretamente a pessoa não conseguir respirar e aumenta a pulsação cardíaca. Logo, podemos dizer que sim, o escorpião amarelo é muito perigoso.

O tratamento consiste na aplicação local da ferroada de um anestésico (lidocaína a 2%) e soro antiescorpiônico (obtido de escorpiões vivos). O tratamento deve ser hospitalar, de preferência com a apresentação do escorpião para facilitar o diagnóstico e o tratamento.

Contato do Escorpião Amarelo com Humanos

É extremamente comum que haja o contato entre escorpiões amarelos e seres humanos. Eles se sentem facilmente ameaçados por nós, por isso, atacam de uma vez. Acontece ainda mais quando há pessoas despreparadas mexendo em entulhos e lugares que os escorpiões gostem de ficar.

Outras vezes, e muito comum também, é que eles entram nas casas pelo esgoto. Para se esconder, vão atrás de sapatos e outros lugares similares, causando o acidente quando a pessoa vai vestir. Caso você sofra uma picada de escorpião amarelo, a primeira coisa a fazer é ir ao médico e não tentar nada em casa.

Um erro comum e que deve ser evitado a qualquer custo é tentar sugar o veneno ou fazer torniquete. Isso só piorará a situação. Se possível, leve o escorpião junto, para que ele saiba qual o tipo que lhe atacou. Para pega-lo utilize luvas grossas, ou pás, desde que faça você não ser picado novamente. Quanto mais veneno ele injetar, mais perigoso é, e mais fácil fica da pessoa ser levada ao óbito.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender melhor sobre o escorpião amarelo e seu veneno. Não esqueça de deixar seu comentário nos dizendo o que achou. Você pode ler mais sobre escorpiões e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Raça de Cavalo Mangalarga: Características, Fotos e História

A raça Mangalarga Marchador foi desenvolvida em 1740 e é descendente de garanhões lusitanos portugueses. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *