Home / Animais / Elefante é Mamífero?

Elefante é Mamífero?

Os elefantes, como sabemos, são os maiores animais terrestres que existem em nosso imenso planeta.

São animais belíssimos e possuem características físicas bastante interessantes. Representam a magnitude da natureza dinâmica que somos capazes de admirar.

Neste texto, vamos falar a respeito desses animais que encantam o ser humano, como afirmam muitas pessoas, desde os primórdios da humanidade.

Trouxemos várias curiosidades a respeito dos elefantes e temos certeza de que você vai gostar de saber um pouco mais a respeito deles.

O presente artigo foi elaborado a partir de uma dúvida que, vez ou outra, surge entre os estudantes. Elefante é mamífero?

Os Brutos Também Mamam

Vamos começar com esses versos da banda Titãs, mas não ao pé da letra. Os elefantes não são brutos, e também não são tão dóceis quanto parecem.

O elefante pode ser bastante perigoso. Porém, a espécie mais agressiva é a africana. Mas vale a pena lembrar que animais selvagens defendem seus territórios com bastante voracidade.

Pois bem, segundo estudiosos do assunto, os elefantes chegam a matar, em média, 350 pessoas a cada ano. Trata-se de um número bem elevado de vítimas.

Quando dizemos “elefante“, estamos fazendo uso de um termo genérico para nos referirmos a esse animal. Então, os indivíduos da família Elephantidae são chamados de elefantes.

É preciso compreender a classificação científica da espécie mencionada. Reino: Animalia; Filo: Chordata; Classe: Mammalia; Ordem: Proboscidea; Família: Elephantidae.

O elefante é um animal herbívoro, que se alimenta, basicamente, de gramíneas, ervas, folhas de árvores e frutas, podendo ingerir, diariamente, entre 70 e 150 quilos de alimentos. E são capazes de beber até 200 litros de água por dia e 15 litros de uma só vez.

Estima-se que os elefantes, todos os dias, dedicam 16 horas para a alimentação. Isso ocorre porque seu enorme corpo consegue processar somente 50% daquilo que ingerem.

Por ser grande e “bruto”, o elefante quase não tem predadores. Atacar um animal do seu porte físico, realmente, não é uma tarefa fácil.

Existem na atualidade três espécies de elefantes, sendo duas africanas e uma asiática. As espécies africanas são a Loxodonta africana, que vive na savana, e a Loxodonta cyclotis, que habita as florestas.

O nome científico do elefante asiático é Elephas maximus. Exemplar bem menor que o elefante africano.

Seu tamanho impressiona! Podem pesar de 4 a 6 toneladas. Quando nascem, os filhotes podem pesar até 90 quilos. Machos e fêmeas adultos da espécie encontram-se apenas para o acasalamento, pois, o macho vive isolado dos outros.

Na época do acasalamento, os machos costumam ficar mais “brutos”, mais agressivos, devido ao aumento da produção de testosterona em seu organismo.

Principais Características dos Elefantes

Sabemos que a nossa principal pergunta “Elefante é mamífero?” ainda não foi respondida. Porém, vamos estudar, antes, as principais características desses imensos animais.

O elefante descende do mastodonte e do mamute. Possuem um apêndice chamado probóscide, popularmente, tromba.

O Mastodonte Americano Viveu na América do Norte Durante o Pleistoceno, Juntamente com seus Parentes não Distantes os Mamutes e os Elefantes.
O Mastodonte Americano Viveu na América do Norte Durante o Pleistoceno, Juntamente com seus Parentes não Distantes os Mamutes e os Elefantes.

A tromba, na verdade, trata-se de uma fusão entre o lábio superior e o nariz do elefante. Tal estrutura serve para que o animal possa beber água e para as interações sociais.

As conhecidas presas dos elefantes, verdadeiramente, são os segundos incisivos superiores. São utilizadas para que o elefante possa escavar à procura de raízes ou água, para remover a casca das árvores.

As patas dos elefantes são como pilares verticais. Possuem essa curiosa característica, já que as patas precisam suportar o peso do elefante.

Elefantes também são chamados de paquidermes devido à sua pele espessa, grossa, com aproximadamente 2,5 centímetros de espessura. No geral, a pele do elefante é acinzentada ou acastanhada.

A Pele Grossa do Elefante
A Pele Grossa do Elefante

A pele no interior das orelhas desses animais é fina, possui uma vasta rede de vasos sanguíneos e servem para a regulação da temperatura.

As orelhas do elefante africado são bem maiores que as orelhas de seu congênere asiático. Os animais utilizam as orelhas para intimidar rivais ou predadores. Vale a pena mencionar que a audição do elefante é excelente.

Quando surge algum perigo, os elefantes formam um tipo de círculo no qual os mais fortes protegem os mais fracos. E aparentam muito sofrimento quando um membro do grupo morre.

Círculo de Elefantes
Círculo de Elefantes

São excelentes nadadores. Locomovem-se muito bem nas águas dos rios e lagos, apesar do grande porte físico.

A grande maioria dos mamíferos, como sabemos, possui dentes de leite. Esses dentes temporários são substituídos pelos dentes permanentes.

No caso dos elefantes, há um ciclo de rotação dos dentes ao longo da vida do animal. Em outras palavras, os molares são substituídos, durante a vida do elefante, seis vezes.

Elefante é Mamífero

Sim, o elefante é um animal mamífero. A família Elephantidae trata-se de um grupo de mamíferos prosboscídeos elefantídeos.

Os mamíferos formam uma classe de animais vertebrados que possuem glândulas mamárias. A fêmea do elefante, também chamada de aliá, produz leite para a alimentação dos filhotes.

A ordem Proboscideo, como já vimos no início do texto, abarca a família Elephantidae, que é a única família vivente.

A gestação de um elefante tem duração de 22 meses. A aliá gera apenas um filhote a cada gravidez. Elefantes gêmeos são extremamente raros.

Em condições naturais, a fêmea do elefante pode gerar descendentes até os 50 anos de idade e consegue gestar um bebê a cada três anos.

Ao nascer, o bebê elefante se alimenta de leite materno, consumindo-o até os três anos de idade, podendo consumir até 11 litros por dia. Depois desse período, passa a se alimentar como os demais animais herbívoros.

O leite produzido pelos mamíferos, no geral, possui alguns componentes básicos, tais como água, glicídeos, proteínas, minerais, gordura e vitaminas.

É fato que a quantidade de leite que a elefanta produz é suficiente para nutrir a cria. E essa é outra característica que os mamíferos compartilham.

A Ecologia, como sabemos, confere o estudo dos seres vivos, sua interação com o meio ambiente, sua presença no mundo.

Estudar os seres vivos resulta fundamental para que possamos compreender o mundo, sua dinâmica, sua natureza, nossa natureza.

Quer conhecer outros assuntos relacionados à Ecologia? Sobre o elefante? Sobre os mamíferos? Continue navegando pelo nosso site. Seja bem-vindo! Seja bem-vinda!

Veja também

Habitat do Monstro-de-Gila: Onde Eles Vivem?

Quando pensamos em répteis, logo pensamos em dinossauros, cobras, jacarés e crocodilos. Apesar de muitas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *